Arquivos de Categoria: Gestão Comercial

Olá, somos a Prime Educacional!

Nossa equipe é composta por profissionais especializados em diversas áreas, o que nos permite oferecer uma assessoria completa na elaboração de uma ampla variedade de atividades. Estamos empenhados em garantir a autenticidade e originalidade de todos os trabalhos que realizamos.

Ficaríamos muito satisfeitos em poder ajudar você. Entre em contato conosco para solicitar o seu serviço.

Aponte o celular para abrir o WhatsApp

ou clique aqui

1) Levando em consideração as informações do livro da disciplina, cite quais são as atividades básicas dos Sistemas de Informação, segundo O’brien.

1) Levando em consideração as informações do livro da disciplina, cite quais são as atividades básicas dos Sistemas de Informação, segundo O’brien.

 

2) Após citar cada etapa, descreva duas dessas atividades básicas dos Sistemas de Informação.

Podemos compreender o funcionamento de empresas digitais como sistemas, com as características mencionadas anteriormente. Na Unidade 1 de seu material de estudos, você encontrará uma descrição das atividades básicas dos sistemas de informação. Com base nesses materiais, você pode analisar a dinâmica de operação de um negócio digital como um sistema.  Com isso, reflita sobre como um negócio digital opera como um sistema, respondendo as seguintes questões:

Podemos compreender o funcionamento de empresas digitais como sistemas, com as características mencionadas anteriormente. Na Unidade 1 de seu material de estudos, você encontrará uma descrição das atividades básicas dos sistemas de informação. Com base nesses materiais, você pode analisar a dinâmica de operação de um negócio digital como um sistema.  Com isso, reflita sobre como um negócio digital opera como um sistema, respondendo as seguintes questões:

 

1) Levando em consideração as informações do livro da disciplina, cite quais são as atividades básicas dos Sistemas de Informação, segundo O’brien.

 

2) Após citar cada etapa, descreva duas dessas atividades básicas dos Sistemas de Informação.

Escalabilidade: Uma caraterística fundamental dos modelos de negócio digitais é a sua enorme escalabilidade. Os bens digitais podem ser copiados ou utilizados quase ilimitadamente, o que os distingue dos modelos de negócio tradicionais. Esta escalabilidade permite um crescimento rápido e uma penetração eficiente no mercado.​

Escalabilidade: Uma caraterística fundamental dos modelos de negócio digitais é a sua enorme escalabilidade. Os bens digitais podem ser copiados ou utilizados quase ilimitadamente, o que os distingue dos modelos de negócio tradicionais. Esta escalabilidade permite um crescimento rápido e uma penetração eficiente no mercado.​

 

​Fonte: TALIN, B. 11 Modelos de Negócios Digitais que deve conhecer, incluindo exemplos. MoreThanDigital. 28 mar. 2024.Disponível em: https://morethandigital.info/pt-pt/11…. Acesso em 03 abr. 2024.

 

Podemos compreender o funcionamento de empresas digitais como sistemas, com as características mencionadas anteriormente. Na Unidade 1 de seu material de estudos, você encontrará uma descrição das atividades básicas dos sistemas de informação. Com base nesses materiais, você pode analisar a dinâmica de operação de um negócio digital como um sistema.  Com isso, reflita sobre como um negócio digital opera como um sistema, respondendo as seguintes questões:

 

1) Levando em consideração as informações do livro da disciplina, cite quais são as atividades básicas dos Sistemas de Informação, segundo O’brien.

 

2) Após citar cada etapa, descreva duas dessas atividades básicas dos Sistemas de Informação.

Alcance global sem fronteiras: Os produtos e serviços digitais praticamente não conhecem fronteiras. Este alcance global permite que os modelos de negócio digitais se expandam sem esforço para os mercados internacionais. Embora a localização seja importante para uma melhor experiência do utilizador, muitos modelos digitais eliminam mesmo a necessidade de localização.

Alcance global sem fronteiras: Os produtos e serviços digitais praticamente não conhecem fronteiras. Este alcance global permite que os modelos de negócio digitais se expandam sem esforço para os mercados internacionais. Embora a localização seja importante para uma melhor experiência do utilizador, muitos modelos digitais eliminam mesmo a necessidade de localização.

 

Escalabilidade: Uma caraterística fundamental dos modelos de negócio digitais é a sua enorme escalabilidade. Os bens digitais podem ser copiados ou utilizados quase ilimitadamente, o que os distingue dos modelos de negócio tradicionais. Esta escalabilidade permite um crescimento rápido e uma penetração eficiente no mercado.​

 

​Fonte: TALIN, B. 11 Modelos de Negócios Digitais que deve conhecer, incluindo exemplos. MoreThanDigital. 28 mar. 2024.Disponível em: https://morethandigital.info/pt-pt/11…. Acesso em 03 abr. 2024.

 

Podemos compreender o funcionamento de empresas digitais como sistemas, com as características mencionadas anteriormente. Na Unidade 1 de seu material de estudos, você encontrará uma descrição das atividades básicas dos sistemas de informação. Com base nesses materiais, você pode analisar a dinâmica de operação de um negócio digital como um sistema.  Com isso, reflita sobre como um negócio digital opera como um sistema, respondendo as seguintes questões:

 

1) Levando em consideração as informações do livro da disciplina, cite quais são as atividades básicas dos Sistemas de Informação, segundo O’brien.

 

2) Após citar cada etapa, descreva duas dessas atividades básicas dos Sistemas de Informação.

Proposta de venda única digital (USP): O valor que os clientes veem nos serviços e ofertas digitais e pelo qual estão dispostos a pagar é um indicador de um modelo de negócio digital. O benefício para o cliente é gerado e rentabilizado digitalmente.

Proposta de venda única digital (USP): O valor que os clientes veem nos serviços e ofertas digitais e pelo qual estão dispostos a pagar é um indicador de um modelo de negócio digital. O benefício para o cliente é gerado e rentabilizado digitalmente.

 

Alcance global sem fronteiras: Os produtos e serviços digitais praticamente não conhecem fronteiras. Este alcance global permite que os modelos de negócio digitais se expandam sem esforço para os mercados internacionais. Embora a localização seja importante para uma melhor experiência do utilizador, muitos modelos digitais eliminam mesmo a necessidade de localização.

 

Escalabilidade: Uma caraterística fundamental dos modelos de negócio digitais é a sua enorme escalabilidade. Os bens digitais podem ser copiados ou utilizados quase ilimitadamente, o que os distingue dos modelos de negócio tradicionais. Esta escalabilidade permite um crescimento rápido e uma penetração eficiente no mercado.​

 

​Fonte: TALIN, B. 11 Modelos de Negócios Digitais que deve conhecer, incluindo exemplos. MoreThanDigital. 28 mar. 2024.Disponível em: https://morethandigital.info/pt-pt/11…. Acesso em 03 abr. 2024.

 

Podemos compreender o funcionamento de empresas digitais como sistemas, com as características mencionadas anteriormente. Na Unidade 1 de seu material de estudos, você encontrará uma descrição das atividades básicas dos sistemas de informação. Com base nesses materiais, você pode analisar a dinâmica de operação de um negócio digital como um sistema.  Com isso, reflita sobre como um negócio digital opera como um sistema, respondendo as seguintes questões:

 

1) Levando em consideração as informações do livro da disciplina, cite quais são as atividades básicas dos Sistemas de Informação, segundo O’brien.

 

2) Após citar cada etapa, descreva duas dessas atividades básicas dos Sistemas de Informação.

Aquisição e distribuição digital de clientes: Os serviços e produtos são acedidos principalmente através de canais digitais. Os modelos de negócio digitais utilizam, muitas vezes, exclusivamente esses canais para o marketing, as vendas e o serviço ao cliente, especialmente em modelos concebidos para um rápido crescimento do número de clientes.

Aquisição e distribuição digital de clientes: Os serviços e produtos são acedidos principalmente através de canais digitais. Os modelos de negócio digitais utilizam, muitas vezes, exclusivamente esses canais para o marketing, as vendas e o serviço ao cliente, especialmente em modelos concebidos para um rápido crescimento do número de clientes.

 

Proposta de venda única digital (USP): O valor que os clientes veem nos serviços e ofertas digitais e pelo qual estão dispostos a pagar é um indicador de um modelo de negócio digital. O benefício para o cliente é gerado e rentabilizado digitalmente.

 

Alcance global sem fronteiras: Os produtos e serviços digitais praticamente não conhecem fronteiras. Este alcance global permite que os modelos de negócio digitais se expandam sem esforço para os mercados internacionais. Embora a localização seja importante para uma melhor experiência do utilizador, muitos modelos digitais eliminam mesmo a necessidade de localização.

 

Escalabilidade: Uma caraterística fundamental dos modelos de negócio digitais é a sua enorme escalabilidade. Os bens digitais podem ser copiados ou utilizados quase ilimitadamente, o que os distingue dos modelos de negócio tradicionais. Esta escalabilidade permite um crescimento rápido e uma penetração eficiente no mercado.​

 

​Fonte: TALIN, B. 11 Modelos de Negócios Digitais que deve conhecer, incluindo exemplos. MoreThanDigital. 28 mar. 2024.Disponível em: https://morethandigital.info/pt-pt/11…. Acesso em 03 abr. 2024.

 

Podemos compreender o funcionamento de empresas digitais como sistemas, com as características mencionadas anteriormente. Na Unidade 1 de seu material de estudos, você encontrará uma descrição das atividades básicas dos sistemas de informação. Com base nesses materiais, você pode analisar a dinâmica de operação de um negócio digital como um sistema.  Com isso, reflita sobre como um negócio digital opera como um sistema, respondendo as seguintes questões:

 

1) Levando em consideração as informações do livro da disciplina, cite quais são as atividades básicas dos Sistemas de Informação, segundo O’brien.

 

2) Após citar cada etapa, descreva duas dessas atividades básicas dos Sistemas de Informação.

Carácter inovador: Os modelos de negócio digitais trazem frequentemente soluções inovadoras ao mercado que perturbam as ofertas tradicionais. Por exemplo, a intermediação de transportes através de aplicações como a Uber revolucionou o serviço de táxis tradicional ao fornecer uma solução totalmente digital para as necessidades de transporte.

Carácter inovador: Os modelos de negócio digitais trazem frequentemente soluções inovadoras ao mercado que perturbam as ofertas tradicionais. Por exemplo, a intermediação de transportes através de aplicações como a Uber revolucionou o serviço de táxis tradicional ao fornecer uma solução totalmente digital para as necessidades de transporte.

 

Aquisição e distribuição digital de clientes: Os serviços e produtos são acedidos principalmente através de canais digitais. Os modelos de negócio digitais utilizam, muitas vezes, exclusivamente esses canais para o marketing, as vendas e o serviço ao cliente, especialmente em modelos concebidos para um rápido crescimento do número de clientes.

 

Proposta de venda única digital (USP): O valor que os clientes veem nos serviços e ofertas digitais e pelo qual estão dispostos a pagar é um indicador de um modelo de negócio digital. O benefício para o cliente é gerado e rentabilizado digitalmente.

 

Alcance global sem fronteiras: Os produtos e serviços digitais praticamente não conhecem fronteiras. Este alcance global permite que os modelos de negócio digitais se expandam sem esforço para os mercados internacionais. Embora a localização seja importante para uma melhor experiência do utilizador, muitos modelos digitais eliminam mesmo a necessidade de localização.

 

Escalabilidade: Uma caraterística fundamental dos modelos de negócio digitais é a sua enorme escalabilidade. Os bens digitais podem ser copiados ou utilizados quase ilimitadamente, o que os distingue dos modelos de negócio tradicionais. Esta escalabilidade permite um crescimento rápido e uma penetração eficiente no mercado.​

 

​Fonte: TALIN, B. 11 Modelos de Negócios Digitais que deve conhecer, incluindo exemplos. MoreThanDigital. 28 mar. 2024.Disponível em: https://morethandigital.info/pt-pt/11…. Acesso em 03 abr. 2024.

 

Podemos compreender o funcionamento de empresas digitais como sistemas, com as características mencionadas anteriormente. Na Unidade 1 de seu material de estudos, você encontrará uma descrição das atividades básicas dos sistemas de informação. Com base nesses materiais, você pode analisar a dinâmica de operação de um negócio digital como um sistema.  Com isso, reflita sobre como um negócio digital opera como um sistema, respondendo as seguintes questões:

 

1) Levando em consideração as informações do livro da disciplina, cite quais são as atividades básicas dos Sistemas de Informação, segundo O’brien.

 

2) Após citar cada etapa, descreva duas dessas atividades básicas dos Sistemas de Informação.

Criação de valor através de tecnologias digitais: O valor central de um modelo de negócio digital baseia-se na utilização de tecnologias digitais. Empresas como a Amazon ou a Google são impensáveis sem a Internet. As suas ofertas, embora por vezes incluam serviços físicos ou adicionais, baseiam-se principalmente em plataformas e ferramentas digitais.

 

Criação de valor através de tecnologias digitais: O valor central de um modelo de negócio digital baseia-se na utilização de tecnologias digitais. Empresas como a Amazon ou a Google são impensáveis sem a Internet. As suas ofertas, embora por vezes incluam serviços físicos ou adicionais, baseiam-se principalmente em plataformas e ferramentas digitais.

 

Carácter inovador: Os modelos de negócio digitais trazem frequentemente soluções inovadoras ao mercado que perturbam as ofertas tradicionais. Por exemplo, a intermediação de transportes através de aplicações como a Uber revolucionou o serviço de táxis tradicional ao fornecer uma solução totalmente digital para as necessidades de transporte.

 

Aquisição e distribuição digital de clientes: Os serviços e produtos são acedidos principalmente através de canais digitais. Os modelos de negócio digitais utilizam, muitas vezes, exclusivamente esses canais para o marketing, as vendas e o serviço ao cliente, especialmente em modelos concebidos para um rápido crescimento do número de clientes.

 

Proposta de venda única digital (USP): O valor que os clientes veem nos serviços e ofertas digitais e pelo qual estão dispostos a pagar é um indicador de um modelo de negócio digital. O benefício para o cliente é gerado e rentabilizado digitalmente.

 

Alcance global sem fronteiras: Os produtos e serviços digitais praticamente não conhecem fronteiras. Este alcance global permite que os modelos de negócio digitais se expandam sem esforço para os mercados internacionais. Embora a localização seja importante para uma melhor experiência do utilizador, muitos modelos digitais eliminam mesmo a necessidade de localização.

 

Escalabilidade: Uma caraterística fundamental dos modelos de negócio digitais é a sua enorme escalabilidade. Os bens digitais podem ser copiados ou utilizados quase ilimitadamente, o que os distingue dos modelos de negócio tradicionais. Esta escalabilidade permite um crescimento rápido e uma penetração eficiente no mercado.​

 

​Fonte: TALIN, B. 11 Modelos de Negócios Digitais que deve conhecer, incluindo exemplos. MoreThanDigital. 28 mar. 2024.Disponível em: https://morethandigital.info/pt-pt/11…. Acesso em 03 abr. 2024.

 

Podemos compreender o funcionamento de empresas digitais como sistemas, com as características mencionadas anteriormente. Na Unidade 1 de seu material de estudos, você encontrará uma descrição das atividades básicas dos sistemas de informação. Com base nesses materiais, você pode analisar a dinâmica de operação de um negócio digital como um sistema.  Com isso, reflita sobre como um negócio digital opera como um sistema, respondendo as seguintes questões:

 

1) Levando em consideração as informações do livro da disciplina, cite quais são as atividades básicas dos Sistemas de Informação, segundo O’brien.

 

2) Após citar cada etapa, descreva duas dessas atividades básicas dos Sistemas de Informação.

CARACTERÍSTICAS DOS MODELOS DE NEGÓCIOS DIGITAIS   Os modelos de negócio digitais diferem significativamente dos modelos tradicionais e das ofertas digitais. Caracterizam-se por determinadas características que os tornam únicos e definem o seu funcionamento na era digital, como pode ser observado a seguir:

CARACTERÍSTICAS DOS MODELOS DE NEGÓCIOS DIGITAIS

 

Os modelos de negócio digitais diferem significativamente dos modelos tradicionais e das ofertas digitais. Caracterizam-se por determinadas características que os tornam únicos e definem o seu funcionamento na era digital, como pode ser observado a seguir:

 

Criação de valor através de tecnologias digitais: O valor central de um modelo de negócio digital baseia-se na utilização de tecnologias digitais. Empresas como a Amazon ou a Google são impensáveis sem a Internet. As suas ofertas, embora por vezes incluam serviços físicos ou adicionais, baseiam-se principalmente em plataformas e ferramentas digitais.

 

Carácter inovador: Os modelos de negócio digitais trazem frequentemente soluções inovadoras ao mercado que perturbam as ofertas tradicionais. Por exemplo, a intermediação de transportes através de aplicações como a Uber revolucionou o serviço de táxis tradicional ao fornecer uma solução totalmente digital para as necessidades de transporte.

 

Aquisição e distribuição digital de clientes: Os serviços e produtos são acedidos principalmente através de canais digitais. Os modelos de negócio digitais utilizam, muitas vezes, exclusivamente esses canais para o marketing, as vendas e o serviço ao cliente, especialmente em modelos concebidos para um rápido crescimento do número de clientes.

 

Proposta de venda única digital (USP): O valor que os clientes veem nos serviços e ofertas digitais e pelo qual estão dispostos a pagar é um indicador de um modelo de negócio digital. O benefício para o cliente é gerado e rentabilizado digitalmente.

 

Alcance global sem fronteiras: Os produtos e serviços digitais praticamente não conhecem fronteiras. Este alcance global permite que os modelos de negócio digitais se expandam sem esforço para os mercados internacionais. Embora a localização seja importante para uma melhor experiência do utilizador, muitos modelos digitais eliminam mesmo a necessidade de localização.

 

Escalabilidade: Uma caraterística fundamental dos modelos de negócio digitais é a sua enorme escalabilidade. Os bens digitais podem ser copiados ou utilizados quase ilimitadamente, o que os distingue dos modelos de negócio tradicionais. Esta escalabilidade permite um crescimento rápido e uma penetração eficiente no mercado.​

 

​Fonte: TALIN, B. 11 Modelos de Negócios Digitais que deve conhecer, incluindo exemplos. MoreThanDigital. 28 mar. 2024.Disponível em: https://morethandigital.info/pt-pt/11…. Acesso em 03 abr. 2024.

 

Podemos compreender o funcionamento de empresas digitais como sistemas, com as características mencionadas anteriormente. Na Unidade 1 de seu material de estudos, você encontrará uma descrição das atividades básicas dos sistemas de informação. Com base nesses materiais, você pode analisar a dinâmica de operação de um negócio digital como um sistema.  Com isso, reflita sobre como um negócio digital opera como um sistema, respondendo as seguintes questões:

 

1) Levando em consideração as informações do livro da disciplina, cite quais são as atividades básicas dos Sistemas de Informação, segundo O’brien.

 

2) Após citar cada etapa, descreva duas dessas atividades básicas dos Sistemas de Informação.

Olá, estudante! Chegou a hora de elaborarmos nossa atividade MAPA, da disciplina de Negócios Digitais. Agora, é o momento de colocar em prática aquilo que vimos, estudamos e discutimos na teoria. Vamos lá?

MAPA – GCOM – NEGÓCIOS DIGITAIS – 52_2024

 

Olá, estudante!

Chegou a hora de elaborarmos nossa atividade MAPA, da disciplina de Negócios Digitais. Agora, é o momento de colocar em prática aquilo que vimos, estudamos e discutimos na teoria. Vamos lá?

CARACTERÍSTICAS DOS MODELOS DE NEGÓCIOS DIGITAIS

 

Os modelos de negócio digitais diferem significativamente dos modelos tradicionais e das ofertas digitais. Caracterizam-se por determinadas características que os tornam únicos e definem o seu funcionamento na era digital, como pode ser observado a seguir:

 

Criação de valor através de tecnologias digitais: O valor central de um modelo de negócio digital baseia-se na utilização de tecnologias digitais. Empresas como a Amazon ou a Google são impensáveis sem a Internet. As suas ofertas, embora por vezes incluam serviços físicos ou adicionais, baseiam-se principalmente em plataformas e ferramentas digitais.

 

Carácter inovador: Os modelos de negócio digitais trazem frequentemente soluções inovadoras ao mercado que perturbam as ofertas tradicionais. Por exemplo, a intermediação de transportes através de aplicações como a Uber revolucionou o serviço de táxis tradicional ao fornecer uma solução totalmente digital para as necessidades de transporte.

 

Aquisição e distribuição digital de clientes: Os serviços e produtos são acedidos principalmente através de canais digitais. Os modelos de negócio digitais utilizam, muitas vezes, exclusivamente esses canais para o marketing, as vendas e o serviço ao cliente, especialmente em modelos concebidos para um rápido crescimento do número de clientes.

 

Proposta de venda única digital (USP): O valor que os clientes veem nos serviços e ofertas digitais e pelo qual estão dispostos a pagar é um indicador de um modelo de negócio digital. O benefício para o cliente é gerado e rentabilizado digitalmente.

 

Alcance global sem fronteiras: Os produtos e serviços digitais praticamente não conhecem fronteiras. Este alcance global permite que os modelos de negócio digitais se expandam sem esforço para os mercados internacionais. Embora a localização seja importante para uma melhor experiência do utilizador, muitos modelos digitais eliminam mesmo a necessidade de localização.

 

Escalabilidade: Uma caraterística fundamental dos modelos de negócio digitais é a sua enorme escalabilidade. Os bens digitais podem ser copiados ou utilizados quase ilimitadamente, o que os distingue dos modelos de negócio tradicionais. Esta escalabilidade permite um crescimento rápido e uma penetração eficiente no mercado.​

 

​Fonte: TALIN, B. 11 Modelos de Negócios Digitais que deve conhecer, incluindo exemplos. MoreThanDigital. 28 mar. 2024.Disponível em: https://morethandigital.info/pt-pt/11…. Acesso em 03 abr. 2024.

 

Podemos compreender o funcionamento de empresas digitais como sistemas, com as características mencionadas anteriormente. Na Unidade 1 de seu material de estudos, você encontrará uma descrição das atividades básicas dos sistemas de informação. Com base nesses materiais, você pode analisar a dinâmica de operação de um negócio digital como um sistema.  Com isso, reflita sobre como um negócio digital opera como um sistema, respondendo as seguintes questões:

 

1) Levando em consideração as informações do livro da disciplina, cite quais são as atividades básicas dos Sistemas de Informação, segundo O’brien.

 

2) Após citar cada etapa, descreva duas dessas atividades básicas dos Sistemas de Informação.

 Com base no Quadro 1 (Elementos essenciais para elaborar um plano de negócios)  e 2 ( Modelos de negócios de Internet) na Unidade V do livro da disciplina e do estudo de caso disponibilizado em seu ambiente Studeo, responda às questões: 1) Qual é a proposição de valor da empresa? Como ela aproveitou oportunidades de mercado?

 Com base no Quadro 1 (Elementos essenciais para elaborar um plano de negócios)  e 2 ( Modelos de negócios de Internet) na Unidade V do livro da disciplina e do estudo de caso disponibilizado em seu ambiente Studeo, responda às questões:

 

1) Qual é a proposição de valor da empresa? Como ela aproveitou oportunidades de mercado?

2) Qual é a equipe de gestão e como ela está preparada para traçar estratégias e alcançar vantagem competitiva?

3) Qual é o modelo de negócios da empresa?

A criação de negócios digitais é crescente no mundo e no Brasil. Ela apresenta algumas particularidades associadas ao modelo de negócios. 

ATIVIDADE 1 – GCOM – NEGÓCIOS DIGITAIS – 52_2024

 

A criação de negócios digitais é crescente no mundo e no Brasil. Ela apresenta algumas particularidades associadas ao modelo de negócios. 

 

Fonte; SAES, Danillo Xavier; PAPPA, Márcia; ALBUQUERQUE, Ricardo A. L. Negócios Digitais. Unicesumar: Maringá-Pr, 2019.

 

 Com base no Quadro 1 (Elementos essenciais para elaborar um plano de negócios)  e 2 ( Modelos de negócios de Internet) na Unidade V do livro da disciplina e do estudo de caso disponibilizado em seu ambiente Studeo, responda às questões:

 

1) Qual é a proposição de valor da empresa? Como ela aproveitou oportunidades de mercado?

2) Qual é a equipe de gestão e como ela está preparada para traçar estratégias e alcançar vantagem competitiva?

3) Qual é o modelo de negócios da empresa?

3 – Calcular o custo por unidade, sabendo que foram produzidas 2.500 canecas; 4 – Descreva qual foi o custo de valor mais representativo no processo de fabricação da caneca.

3 – Calcular o custo por unidade, sabendo que foram produzidas 2.500 canecas;

 

4 – Descreva qual foi o custo de valor mais representativo no processo de fabricação da caneca.

 

Para auxiliá-lo na execução dessa atividade, seguem algumas orientações:

– Realize uma cuidadosa correção ortográfica em seu texto e o copie no template/formulário (modelo), disponível na pasta Material da Disciplina.

– Anexe o arquivo no ambiente da atividade, clicando sobre o botão Selecionar arquivo

– Após anexar o trabalho, certifique-se de que seja o arquivo correto. Clique no botão Responder e, posteriormente, em Finalizar Questionário (após “Finalizar o Questionário”, não será possível reenviar a atividade ou realizar qualquer modificação no arquivo enviado).

 

Bons estudos!

2 – Calcular o custo total de fabricação no período em análise com base no método de Custeio por Absorção;

2 – Calcular o custo total de fabricação no período em análise com base no método de Custeio por Absorção;

 

3 – Calcular o custo por unidade, sabendo que foram produzidas 2.500 canecas;

 

4 – Descreva qual foi o custo de valor mais representativo no processo de fabricação da caneca.

 

Para auxiliá-lo na execução dessa atividade, seguem algumas orientações:

– Realize uma cuidadosa correção ortográfica em seu texto e o copie no template/formulário (modelo), disponível na pasta Material da Disciplina.

– Anexe o arquivo no ambiente da atividade, clicando sobre o botão Selecionar arquivo

– Após anexar o trabalho, certifique-se de que seja o arquivo correto. Clique no botão Responder e, posteriormente, em Finalizar Questionário (após “Finalizar o Questionário”, não será possível reenviar a atividade ou realizar qualquer modificação no arquivo enviado).

 

Bons estudos!

Com base no relatório contábil contendo todos os gastos ocorridos no período, sua tarefa será de atender as seguintes demandas: 1 – Separar os gastos em custos e despesas;

Com base no relatório contábil contendo todos os gastos ocorridos no período, sua tarefa será de atender as seguintes demandas:

 

1 – Separar os gastos em custos e despesas;

 

2 – Calcular o custo total de fabricação no período em análise com base no método de Custeio por Absorção;

 

3 – Calcular o custo por unidade, sabendo que foram produzidas 2.500 canecas;

 

4 – Descreva qual foi o custo de valor mais representativo no processo de fabricação da caneca.

 

Para auxiliá-lo na execução dessa atividade, seguem algumas orientações:

– Realize uma cuidadosa correção ortográfica em seu texto e o copie no template/formulário (modelo), disponível na pasta Material da Disciplina.

– Anexe o arquivo no ambiente da atividade, clicando sobre o botão Selecionar arquivo

– Após anexar o trabalho, certifique-se de que seja o arquivo correto. Clique no botão Responder e, posteriormente, em Finalizar Questionário (após “Finalizar o Questionário”, não será possível reenviar a atividade ou realizar qualquer modificação no arquivo enviado).

 

Bons estudos!

GASTOS DO PERÍODO VALOR (R$) Propaganda e publicidade 6.250,00 Argila branca e resina com porcelana 9.500,00 Aluguel da sala do setor de vendas 3.600,00 Seguro das instalações da fábrica 4.500,00 Verniz e tinta 6.700,00 Depreciação do veículo da administração 2.000,00 Depreciação das máquinas da fábrica 1.100,00 Honorários do contador 800,00 Energia elétrica da fábrica 5.200,00 Salários e encargos dos funcionários da administração 3.300,00 Salários e encargos dos funcionários da fábrica 10.500,00 Material de escritório do departamento pessoal 500,00

GASTOS DO PERÍODO VALOR (R$)

Propaganda e publicidade 6.250,00

Argila branca e resina com porcelana 9.500,00

Aluguel da sala do setor de vendas 3.600,00

Seguro das instalações da fábrica 4.500,00

Verniz e tinta 6.700,00

Depreciação do veículo da administração 2.000,00

Depreciação das máquinas da fábrica 1.100,00

Honorários do contador 800,00

Energia elétrica da fábrica 5.200,00

Salários e encargos dos funcionários da administração 3.300,00

Salários e encargos dos funcionários da fábrica 10.500,00

Material de escritório do departamento pessoal 500,00

 

Com base no relatório contábil contendo todos os gastos ocorridos no período, sua tarefa será de atender as seguintes demandas:

 

1 – Separar os gastos em custos e despesas;

 

2 – Calcular o custo total de fabricação no período em análise com base no método de Custeio por Absorção;

 

3 – Calcular o custo por unidade, sabendo que foram produzidas 2.500 canecas;

 

4 – Descreva qual foi o custo de valor mais representativo no processo de fabricação da caneca.

 

Para auxiliá-lo na execução dessa atividade, seguem algumas orientações:

– Realize uma cuidadosa correção ortográfica em seu texto e o copie no template/formulário (modelo), disponível na pasta Material da Disciplina.

– Anexe o arquivo no ambiente da atividade, clicando sobre o botão Selecionar arquivo

– Após anexar o trabalho, certifique-se de que seja o arquivo correto. Clique no botão Responder e, posteriormente, em Finalizar Questionário (após “Finalizar o Questionário”, não será possível reenviar a atividade ou realizar qualquer modificação no arquivo enviado).

 

Bons estudos!

Analise o caso a seguir:   Imagine que você já concluiu seu curso de graduação e que tenha sido convidado por um amigo para assumir a vaga de gestor em uma conceituada empresa que fabrica canecas de porcelana e que acabou de se instalar na sua cidade. Você já foi informado que os diretores dessa entidade estão analisando a possibilidade de aumentar mais um produto na linha de fabricação e para tanto precisam realizar o cálculo dos custos do único modelo de caneca que atualmente estão produzindo. Para poder tomar decisões em relação a fabricação, você está incumbido (a) de classificar quais são os elementos de custos que compõem o processo produtivo, bem como o respectivo custo de cada caneca. Sendo assim, analise o relatório a seguir, contendo informações sobre os gastos ocorridos no período para produzir 2.500 canecas:  

 

Analise o caso a seguir:

 

Imagine que você já concluiu seu curso de graduação e que tenha sido convidado por um amigo para assumir a vaga de gestor em uma conceituada empresa que fabrica canecas de porcelana e que acabou de se instalar na sua cidade. Você já foi informado que os diretores dessa entidade estão analisando a possibilidade de aumentar mais um produto na linha de fabricação e para tanto precisam realizar o cálculo dos custos do único modelo de caneca que atualmente estão produzindo. Para poder tomar decisões em relação a fabricação, você está incumbido (a) de classificar quais são os elementos de custos que compõem o processo produtivo, bem como o respectivo custo de cada caneca. Sendo assim, analise o relatório a seguir, contendo informações sobre os gastos ocorridos no período para produzir 2.500 canecas:

 

GASTOS DO PERÍODO VALOR (R$)

Propaganda e publicidade 6.250,00

Argila branca e resina com porcelana 9.500,00

Aluguel da sala do setor de vendas 3.600,00

Seguro das instalações da fábrica 4.500,00

Verniz e tinta 6.700,00

Depreciação do veículo da administração 2.000,00

Depreciação das máquinas da fábrica 1.100,00

Honorários do contador 800,00

Energia elétrica da fábrica 5.200,00

Salários e encargos dos funcionários da administração 3.300,00

Salários e encargos dos funcionários da fábrica 10.500,00

Material de escritório do departamento pessoal 500,00

 

Com base no relatório contábil contendo todos os gastos ocorridos no período, sua tarefa será de atender as seguintes demandas:

 

1 – Separar os gastos em custos e despesas;

 

2 – Calcular o custo total de fabricação no período em análise com base no método de Custeio por Absorção;

 

3 – Calcular o custo por unidade, sabendo que foram produzidas 2.500 canecas;

 

4 – Descreva qual foi o custo de valor mais representativo no processo de fabricação da caneca.

 

Para auxiliá-lo na execução dessa atividade, seguem algumas orientações:

– Realize uma cuidadosa correção ortográfica em seu texto e o copie no template/formulário (modelo), disponível na pasta Material da Disciplina.

– Anexe o arquivo no ambiente da atividade, clicando sobre o botão Selecionar arquivo

– Após anexar o trabalho, certifique-se de que seja o arquivo correto. Clique no botão Responder e, posteriormente, em Finalizar Questionário (após “Finalizar o Questionário”, não será possível reenviar a atividade ou realizar qualquer modificação no arquivo enviado).

 

Bons estudos!

O objetivo do mapa é de poder proporcionar ao aluno, vivenciar uma situação hipotética que o desafie a tomar decisões, assumindo o papel de um profissional habilitado com experiências nos conteúdos que estão sendo administrados na disciplina, permitindo compreender a importância em identificar e classificar quais são os gastos que ocorrem em uma determinada atividade de negócio.

O objetivo do mapa é de poder proporcionar ao aluno, vivenciar uma situação hipotética que o desafie a tomar decisões, assumindo o papel de um profissional habilitado com experiências nos conteúdos que estão sendo administrados na disciplina, permitindo compreender a importância em identificar e classificar quais são os gastos que ocorrem em uma determinada atividade de negócio.

 

Analise o caso a seguir:

 

Imagine que você já concluiu seu curso de graduação e que tenha sido convidado por um amigo para assumir a vaga de gestor em uma conceituada empresa que fabrica canecas de porcelana e que acabou de se instalar na sua cidade. Você já foi informado que os diretores dessa entidade estão analisando a possibilidade de aumentar mais um produto na linha de fabricação e para tanto precisam realizar o cálculo dos custos do único modelo de caneca que atualmente estão produzindo. Para poder tomar decisões em relação a fabricação, você está incumbido (a) de classificar quais são os elementos de custos que compõem o processo produtivo, bem como o respectivo custo de cada caneca. Sendo assim, analise o relatório a seguir, contendo informações sobre os gastos ocorridos no período para produzir 2.500 canecas:

 

GASTOS DO PERÍODO VALOR (R$)

Propaganda e publicidade 6.250,00

Argila branca e resina com porcelana 9.500,00

Aluguel da sala do setor de vendas 3.600,00

Seguro das instalações da fábrica 4.500,00

Verniz e tinta 6.700,00

Depreciação do veículo da administração 2.000,00

Depreciação das máquinas da fábrica 1.100,00

Honorários do contador 800,00

Energia elétrica da fábrica 5.200,00

Salários e encargos dos funcionários da administração 3.300,00

Salários e encargos dos funcionários da fábrica 10.500,00

Material de escritório do departamento pessoal 500,00

 

Com base no relatório contábil contendo todos os gastos ocorridos no período, sua tarefa será de atender as seguintes demandas:

 

1 – Separar os gastos em custos e despesas;

 

2 – Calcular o custo total de fabricação no período em análise com base no método de Custeio por Absorção;

 

3 – Calcular o custo por unidade, sabendo que foram produzidas 2.500 canecas;

 

4 – Descreva qual foi o custo de valor mais representativo no processo de fabricação da caneca.

 

Para auxiliá-lo na execução dessa atividade, seguem algumas orientações:

– Realize uma cuidadosa correção ortográfica em seu texto e o copie no template/formulário (modelo), disponível na pasta Material da Disciplina.

– Anexe o arquivo no ambiente da atividade, clicando sobre o botão Selecionar arquivo

– Após anexar o trabalho, certifique-se de que seja o arquivo correto. Clique no botão Responder e, posteriormente, em Finalizar Questionário (após “Finalizar o Questionário”, não será possível reenviar a atividade ou realizar qualquer modificação no arquivo enviado).

 

Bons estudos!

Uma boa gestão de custos nos negócios pode auxiliar a empresa a gerenciar e organizar de forma mais eficiente seus recursos, independente de seu segmento de atuação no mercado. Porém, em se tratando de uma indústria, quais são os elementos de custos que compõem o produto, bem como o cálculo do seu respectivo custo de fabricação?

MAPA – GCOM – GESTÃO DE CUSTOS E FORMAÇÃO DO PREÇO DE VENDA – 52_2024

 

Caro estudante!

 

Uma boa gestão de custos nos negócios pode auxiliar a empresa a gerenciar e organizar de forma mais eficiente seus recursos, independente de seu segmento de atuação no mercado. Porém, em se tratando de uma indústria, quais são os elementos de custos que compõem o produto, bem como o cálculo do seu respectivo custo de fabricação?

 

O objetivo do mapa é de poder proporcionar ao aluno, vivenciar uma situação hipotética que o desafie a tomar decisões, assumindo o papel de um profissional habilitado com experiências nos conteúdos que estão sendo administrados na disciplina, permitindo compreender a importância em identificar e classificar quais são os gastos que ocorrem em uma determinada atividade de negócio.

 

Analise o caso a seguir:

 

Imagine que você já concluiu seu curso de graduação e que tenha sido convidado por um amigo para assumir a vaga de gestor em uma conceituada empresa que fabrica canecas de porcelana e que acabou de se instalar na sua cidade. Você já foi informado que os diretores dessa entidade estão analisando a possibilidade de aumentar mais um produto na linha de fabricação e para tanto precisam realizar o cálculo dos custos do único modelo de caneca que atualmente estão produzindo. Para poder tomar decisões em relação a fabricação, você está incumbido (a) de classificar quais são os elementos de custos que compõem o processo produtivo, bem como o respectivo custo de cada caneca. Sendo assim, analise o relatório a seguir, contendo informações sobre os gastos ocorridos no período para produzir 2.500 canecas:

 

GASTOS DO PERÍODO VALOR (R$)

Propaganda e publicidade 6.250,00

Argila branca e resina com porcelana 9.500,00

Aluguel da sala do setor de vendas 3.600,00

Seguro das instalações da fábrica 4.500,00

Verniz e tinta 6.700,00

Depreciação do veículo da administração 2.000,00

Depreciação das máquinas da fábrica 1.100,00

Honorários do contador 800,00

Energia elétrica da fábrica 5.200,00

Salários e encargos dos funcionários da administração 3.300,00

Salários e encargos dos funcionários da fábrica 10.500,00

Material de escritório do departamento pessoal 500,00

 

Com base no relatório contábil contendo todos os gastos ocorridos no período, sua tarefa será de atender as seguintes demandas:

 

1 – Separar os gastos em custos e despesas;

 

2 – Calcular o custo total de fabricação no período em análise com base no método de Custeio por Absorção;

 

3 – Calcular o custo por unidade, sabendo que foram produzidas 2.500 canecas;

 

4 – Descreva qual foi o custo de valor mais representativo no processo de fabricação da caneca.

 

Para auxiliá-lo na execução dessa atividade, seguem algumas orientações:

– Realize uma cuidadosa correção ortográfica em seu texto e o copie no template/formulário (modelo), disponível na pasta Material da Disciplina.

– Anexe o arquivo no ambiente da atividade, clicando sobre o botão Selecionar arquivo

– Após anexar o trabalho, certifique-se de que seja o arquivo correto. Clique no botão Responder e, posteriormente, em Finalizar Questionário (após “Finalizar o Questionário”, não será possível reenviar a atividade ou realizar qualquer modificação no arquivo enviado).

 

Bons estudos!

Em relação ao tema proposto, e com base nos estudos na disciplina, desenvolva um breve texto, de forma argumentativa, definindo o que são Custos de produção, e como eles se classificam em relação ao volume de produção, bem como, conceituando cada um dos dois tipos de classificação apontados.​

Em relação ao tema proposto, e com base nos estudos na disciplina, desenvolva um breve texto, de forma argumentativa, definindo o que são Custos de produção, e como eles se classificam em relação ao volume de produção, bem como, conceituando cada um dos dois tipos de classificação apontados.​

 

​Orientações para a realização desta Atividade:

– Leia atentamente o enunciado desta atividade e o que está sendo pedido.

– Ao utilizar partes do livro da disciplina para elaborar o seu texto, não se esqueça de informar a fonte consultada, nas referências no final do seu texto.

– Evite utilizar textos do livro na íntegra para responder esta atividade, mas procure contribuir também, e principalmente, com suas palavras.

– Evite cópias indevidas, dos textos ou de colegas.

– Dúvidas, fale com o seu Professor Mediador.

Custos são gastos realizados pela empresa, relacionados diretamente a seu objetivo principal, ou seja, a prestação de serviços, revenda de bens e produtos ou produção de bens e serviços. Desta forma, estão essencialmente ligados à produção da empresa. Os custos fazem parte do dia a dia de qualquer empresa, independentemente do porte, tipo societário ou tamanho. Importante perceber que não podemos confundir custos com despesas, que são gastos relacionados diretamente à manutenção da operação de uma empresa e não a sua produção.

ATIVIDADE 1 – GCOM – GESTÃO DE CUSTOS E FORMAÇÃO DO PREÇO DE VENDA – 52_2024

 

Classificação dos custos

 

Custos são gastos realizados pela empresa, relacionados diretamente a seu objetivo principal, ou seja, a prestação de serviços, revenda de bens e produtos ou produção de bens e serviços. Desta forma, estão essencialmente ligados à produção da empresa. Os custos fazem parte do dia a dia de qualquer empresa, independentemente do porte, tipo societário ou tamanho. Importante perceber que não podemos confundir custos com despesas, que são gastos relacionados diretamente à manutenção da operação de uma empresa e não a sua produção.

 

https://www.sinfacsp.com.br/conteudo/… acesso em março de 2024.

 

Em relação ao tema proposto, e com base nos estudos na disciplina, desenvolva um breve texto, de forma argumentativa, definindo o que são Custos de produção, e como eles se classificam em relação ao volume de produção, bem como, conceituando cada um dos dois tipos de classificação apontados.​

 

​Orientações para a realização desta Atividade:

– Leia atentamente o enunciado desta atividade e o que está sendo pedido.

– Ao utilizar partes do livro da disciplina para elaborar o seu texto, não se esqueça de informar a fonte consultada, nas referências no final do seu texto.

– Evite utilizar textos do livro na íntegra para responder esta atividade, mas procure contribuir também, e principalmente, com suas palavras.

– Evite cópias indevidas, dos textos ou de colegas.

– Dúvidas, fale com o seu Professor Mediador.

Agora vamos para a atividade. Utilizando o caso apresentado e a tabela abaixo, aplique a ferramenta 5W2H conforme visto nos estudos da Unidade II do livro da disciplina.

Agora vamos para a atividade. Utilizando o caso apresentado e a tabela abaixo, aplique a ferramenta 5W2H conforme visto nos estudos da Unidade II do livro da disciplina.
 

5W2H Descrição dos problemas e das soluções Possível perguntas para identificar e resolver os problemas
What (O que será feito?)
Why (Por que será feito?)
Where (Onde será feito?)
When (Quando será feito?)
Who (Por quem será feito?)
How (Como será feito?).
How much/many (Quanto vai custar?)




ORIENTAÇÕES IMPORTANTES:

– Realize a Leitura das Unidades do Livro da Disciplina.
– Leve em consideração as informações e orientações disponíveis ao longo da descrição desta Atividade MAPA.
– Assista ao Vídeo de Orientações gravado pelo professor.
– Realize a sua Atividade MAPA no Formulário Padrão, que está disponível para download no Material da Disciplina.
– Se certifique de que está encaminhando o arquivo correto no seu Studeo antes de Finalizar, pois não haverá como editar e/ou enviar outro arquivo após a finalização.

Bons estudos. Sucesso!

 

Para tentar resolver mais breve possível o problema identificado, a gestão da empresa renuiu todos os colaboradores e compartilhou suas inquietações e constatações frente à prestação de serviço de banho e tosa. Em seguida, explicou o que é e para que serve a ferramenta 5W2H e envolveu todos na aplicação dela, com o objetivo de identificar o problema e planejar as ações visando a melhoria na qualidade do atendimento.

Para tentar resolver mais breve possível o problema identificado, a gestão da empresa renuiu todos os colaboradores e compartilhou suas inquietações e constatações frente à prestação de serviço de banho e tosa. Em seguida, explicou o que é e para que serve a ferramenta 5W2H e envolveu todos na aplicação dela, com o objetivo de identificar o problema e planejar as ações visando a melhoria na qualidade do atendimento.


Agora vamos para a atividade. Utilizando o caso apresentado e a tabela abaixo, aplique a ferramenta 5W2H conforme visto nos estudos da Unidade II do livro da disciplina.
 

5W2H Descrição dos problemas e das soluções Possível perguntas para identificar e resolver os problemas
What (O que será feito?)
Why (Por que será feito?)
Where (Onde será feito?)
When (Quando será feito?)
Who (Por quem será feito?)
How (Como será feito?).
How much/many (Quanto vai custar?)




ORIENTAÇÕES IMPORTANTES:

– Realize a Leitura das Unidades do Livro da Disciplina.
– Leve em consideração as informações e orientações disponíveis ao longo da descrição desta Atividade MAPA.
– Assista ao Vídeo de Orientações gravado pelo professor.
– Realize a sua Atividade MAPA no Formulário Padrão, que está disponível para download no Material da Disciplina.
– Se certifique de que está encaminhando o arquivo correto no seu Studeo antes de Finalizar, pois não haverá como editar e/ou enviar outro arquivo após a finalização.

Bons estudos. Sucesso!

 

Entendido isso, vamos ao nosso estudo de caso: O gestor da área de atendimento de uma empresa de produtos para pet identificou um problema no seu sistema de agendamentos de banhos e tosas. Esse problema tem provocado conflitos de agendas de banhos, nos horários de busca e entrega dos animais, bem como a insatisfação dos clientes. As reclamações feitas, tanto presencialmente, quanto nos sites de avaliações, têm prejudicado a reputação da empresa e, por conseguinte, a sua receita, já que muitos clientes, inclusive os mais fiéis, estão optando por não utilizar mais os serviços ofertados. O colaborador responsável iniciou uma avaliação para tentar entender o que está acontecendo e quanto tempo esse problema tem prejudicado a empresa. Essa busca de informações é de grande relevância para que o problema seja sanado, a agenda volte a funcionar e os clientes fiquem satisfeitos com o bom atendimento, característica esta que sempre fez parte dos propósitos da empresa.

Entendido isso, vamos ao nosso estudo de caso:

O gestor da área de atendimento de uma empresa de produtos para pet identificou um problema no seu sistema de agendamentos de banhos e tosas. Esse problema tem provocado conflitos de agendas de banhos, nos horários de busca e entrega dos animais, bem como a insatisfação dos clientes. As reclamações feitas, tanto presencialmente, quanto nos sites de avaliações, têm prejudicado a reputação da empresa e, por conseguinte, a sua receita, já que muitos clientes, inclusive os mais fiéis, estão optando por não utilizar mais os serviços ofertados. O colaborador responsável iniciou uma avaliação para tentar entender o que está acontecendo e quanto tempo esse problema tem prejudicado a empresa. Essa busca de informações é de grande relevância para que o problema seja sanado, a agenda volte a funcionar e os clientes fiquem satisfeitos com o bom atendimento, característica esta que sempre fez parte dos propósitos da empresa.
Para tentar resolver mais breve possível o problema identificado, a gestão da empresa renuiu todos os colaboradores e compartilhou suas inquietações e constatações frente à prestação de serviço de banho e tosa. Em seguida, explicou o que é e para que serve a ferramenta 5W2H e envolveu todos na aplicação dela, com o objetivo de identificar o problema e planejar as ações visando a melhoria na qualidade do atendimento.


Agora vamos para a atividade. Utilizando o caso apresentado e a tabela abaixo, aplique a ferramenta 5W2H conforme visto nos estudos da Unidade II do livro da disciplina.
 

5W2H Descrição dos problemas e das soluções Possível perguntas para identificar e resolver os problemas
What (O que será feito?)
Why (Por que será feito?)
Where (Onde será feito?)
When (Quando será feito?)
Who (Por quem será feito?)
How (Como será feito?).
How much/many (Quanto vai custar?)




ORIENTAÇÕES IMPORTANTES:

– Realize a Leitura das Unidades do Livro da Disciplina.
– Leve em consideração as informações e orientações disponíveis ao longo da descrição desta Atividade MAPA.
– Assista ao Vídeo de Orientações gravado pelo professor.
– Realize a sua Atividade MAPA no Formulário Padrão, que está disponível para download no Material da Disciplina.
– Se certifique de que está encaminhando o arquivo correto no seu Studeo antes de Finalizar, pois não haverá como editar e/ou enviar outro arquivo após a finalização.

Bons estudos. Sucesso!

 

 A ferramenta 5W2H pode ser utilizada no contexto organizacional para analisar e resolver problemas, bem como planejar e gerenciar projetos e processos. Essa ferramenta utiliza sete perguntas básicas: “What” (O que), “Why” (Por que), “Who” (Quem), “Where” (Onde), “When” (Quando), “Which” (Qual) e “How” (Como). Essas perguntas ajudam a fornecer uma abordagem sistemática e abrangente para identificar e abordar os aspectos importantes de um problema ou projeto.

 A ferramenta 5W2H pode ser utilizada no contexto organizacional para analisar e resolver problemas, bem como planejar e gerenciar projetos e processos. Essa ferramenta utiliza sete perguntas básicas: “What” (O que), “Why” (Por que), “Who” (Quem), “Where” (Onde), “When” (Quando), “Which” (Qual) e “How” (Como). Essas perguntas ajudam a fornecer uma abordagem sistemática e abrangente para identificar e abordar os aspectos importantes de um problema ou projeto.

Saes, Danillo Xavier. Gestão da Informação. Maringá-Pr.: UniCesumar, 2019.

Entendido isso, vamos ao nosso estudo de caso:

O gestor da área de atendimento de uma empresa de produtos para pet identificou um problema no seu sistema de agendamentos de banhos e tosas. Esse problema tem provocado conflitos de agendas de banhos, nos horários de busca e entrega dos animais, bem como a insatisfação dos clientes. As reclamações feitas, tanto presencialmente, quanto nos sites de avaliações, têm prejudicado a reputação da empresa e, por conseguinte, a sua receita, já que muitos clientes, inclusive os mais fiéis, estão optando por não utilizar mais os serviços ofertados. O colaborador responsável iniciou uma avaliação para tentar entender o que está acontecendo e quanto tempo esse problema tem prejudicado a empresa. Essa busca de informações é de grande relevância para que o problema seja sanado, a agenda volte a funcionar e os clientes fiquem satisfeitos com o bom atendimento, característica esta que sempre fez parte dos propósitos da empresa.
Para tentar resolver mais breve possível o problema identificado, a gestão da empresa renuiu todos os colaboradores e compartilhou suas inquietações e constatações frente à prestação de serviço de banho e tosa. Em seguida, explicou o que é e para que serve a ferramenta 5W2H e envolveu todos na aplicação dela, com o objetivo de identificar o problema e planejar as ações visando a melhoria na qualidade do atendimento.


Agora vamos para a atividade. Utilizando o caso apresentado e a tabela abaixo, aplique a ferramenta 5W2H conforme visto nos estudos da Unidade II do livro da disciplina.
 

5W2H Descrição dos problemas e das soluções Possível perguntas para identificar e resolver os problemas
What (O que será feito?)
Why (Por que será feito?)
Where (Onde será feito?)
When (Quando será feito?)
Who (Por quem será feito?)
How (Como será feito?).
How much/many (Quanto vai custar?)




ORIENTAÇÕES IMPORTANTES:

– Realize a Leitura das Unidades do Livro da Disciplina.
– Leve em consideração as informações e orientações disponíveis ao longo da descrição desta Atividade MAPA.
– Assista ao Vídeo de Orientações gravado pelo professor.
– Realize a sua Atividade MAPA no Formulário Padrão, que está disponível para download no Material da Disciplina.
– Se certifique de que está encaminhando o arquivo correto no seu Studeo antes de Finalizar, pois não haverá como editar e/ou enviar outro arquivo após a finalização.

Bons estudos. Sucesso!

 

 A habilidade de planejar deve estar enraizada nos gestores organizacionais. Desde realizar a organização de uma agenda semanal, até o desenvolvimento de planos mais estratégicos para a organização. Toda empresa, independentemente do seu porte ou ramo de atividade, necessita saber onde se deseja chegar, qual objetivo se pretende alcançar (Saes, 2019, p. 54).

 A habilidade de planejar deve estar enraizada nos gestores organizacionais. Desde realizar a organização de uma agenda semanal, até o desenvolvimento de planos mais estratégicos para a organização. Toda empresa, independentemente do seu porte ou ramo de atividade, necessita saber onde se deseja chegar, qual objetivo se pretende alcançar (Saes, 2019, p. 54).
A ferramenta 5W2H pode ser utilizada no contexto organizacional para analisar e resolver problemas, bem como planejar e gerenciar projetos e processos. Essa ferramenta utiliza sete perguntas básicas: “What” (O que), “Why” (Por que), “Who” (Quem), “Where” (Onde), “When” (Quando), “Which” (Qual) e “How” (Como). Essas perguntas ajudam a fornecer uma abordagem sistemática e abrangente para identificar e abordar os aspectos importantes de um problema ou projeto.

Saes, Danillo Xavier. Gestão da Informação. Maringá-Pr.: UniCesumar, 2019.

Entendido isso, vamos ao nosso estudo de caso:

O gestor da área de atendimento de uma empresa de produtos para pet identificou um problema no seu sistema de agendamentos de banhos e tosas. Esse problema tem provocado conflitos de agendas de banhos, nos horários de busca e entrega dos animais, bem como a insatisfação dos clientes. As reclamações feitas, tanto presencialmente, quanto nos sites de avaliações, têm prejudicado a reputação da empresa e, por conseguinte, a sua receita, já que muitos clientes, inclusive os mais fiéis, estão optando por não utilizar mais os serviços ofertados. O colaborador responsável iniciou uma avaliação para tentar entender o que está acontecendo e quanto tempo esse problema tem prejudicado a empresa. Essa busca de informações é de grande relevância para que o problema seja sanado, a agenda volte a funcionar e os clientes fiquem satisfeitos com o bom atendimento, característica esta que sempre fez parte dos propósitos da empresa.
Para tentar resolver mais breve possível o problema identificado, a gestão da empresa renuiu todos os colaboradores e compartilhou suas inquietações e constatações frente à prestação de serviço de banho e tosa. Em seguida, explicou o que é e para que serve a ferramenta 5W2H e envolveu todos na aplicação dela, com o objetivo de identificar o problema e planejar as ações visando a melhoria na qualidade do atendimento.


Agora vamos para a atividade. Utilizando o caso apresentado e a tabela abaixo, aplique a ferramenta 5W2H conforme visto nos estudos da Unidade II do livro da disciplina.
 

5W2H Descrição dos problemas e das soluções Possível perguntas para identificar e resolver os problemas
What (O que será feito?)
Why (Por que será feito?)
Where (Onde será feito?)
When (Quando será feito?)
Who (Por quem será feito?)
How (Como será feito?).
How much/many (Quanto vai custar?)




ORIENTAÇÕES IMPORTANTES:

– Realize a Leitura das Unidades do Livro da Disciplina.
– Leve em consideração as informações e orientações disponíveis ao longo da descrição desta Atividade MAPA.
– Assista ao Vídeo de Orientações gravado pelo professor.
– Realize a sua Atividade MAPA no Formulário Padrão, que está disponível para download no Material da Disciplina.
– Se certifique de que está encaminhando o arquivo correto no seu Studeo antes de Finalizar, pois não haverá como editar e/ou enviar outro arquivo após a finalização.

Bons estudos. Sucesso!

 

A informação é a base para o planejamento organizacional. Planejar sem informação provocará um planejamento com alto risco de fracasso, bem como ter grandes quantidades de informações, sem planejar o que fazer com elas, é quase a mesma coisa do que não ter nada.

A informação é a base para o planejamento organizacional. Planejar sem informação provocará um planejamento com alto risco de fracasso, bem como ter grandes quantidades de informações, sem planejar o que fazer com elas, é quase a mesma coisa do que não ter nada.

A habilidade de planejar deve estar enraizada nos gestores organizacionais. Desde realizar a organização de uma agenda semanal, até o desenvolvimento de planos mais estratégicos para a organização. Toda empresa, independentemente do seu porte ou ramo de atividade, necessita saber onde se deseja chegar, qual objetivo se pretende alcançar (Saes, 2019, p. 54).
A ferramenta 5W2H pode ser utilizada no contexto organizacional para analisar e resolver problemas, bem como planejar e gerenciar projetos e processos. Essa ferramenta utiliza sete perguntas básicas: “What” (O que), “Why” (Por que), “Who” (Quem), “Where” (Onde), “When” (Quando), “Which” (Qual) e “How” (Como). Essas perguntas ajudam a fornecer uma abordagem sistemática e abrangente para identificar e abordar os aspectos importantes de um problema ou projeto.

Saes, Danillo Xavier. Gestão da Informação. Maringá-Pr.: UniCesumar, 2019.

Entendido isso, vamos ao nosso estudo de caso:

O gestor da área de atendimento de uma empresa de produtos para pet identificou um problema no seu sistema de agendamentos de banhos e tosas. Esse problema tem provocado conflitos de agendas de banhos, nos horários de busca e entrega dos animais, bem como a insatisfação dos clientes. As reclamações feitas, tanto presencialmente, quanto nos sites de avaliações, têm prejudicado a reputação da empresa e, por conseguinte, a sua receita, já que muitos clientes, inclusive os mais fiéis, estão optando por não utilizar mais os serviços ofertados. O colaborador responsável iniciou uma avaliação para tentar entender o que está acontecendo e quanto tempo esse problema tem prejudicado a empresa. Essa busca de informações é de grande relevância para que o problema seja sanado, a agenda volte a funcionar e os clientes fiquem satisfeitos com o bom atendimento, característica esta que sempre fez parte dos propósitos da empresa.
Para tentar resolver mais breve possível o problema identificado, a gestão da empresa renuiu todos os colaboradores e compartilhou suas inquietações e constatações frente à prestação de serviço de banho e tosa. Em seguida, explicou o que é e para que serve a ferramenta 5W2H e envolveu todos na aplicação dela, com o objetivo de identificar o problema e planejar as ações visando a melhoria na qualidade do atendimento.


Agora vamos para a atividade. Utilizando o caso apresentado e a tabela abaixo, aplique a ferramenta 5W2H conforme visto nos estudos da Unidade II do livro da disciplina.
 

5W2H Descrição dos problemas e das soluções Possível perguntas para identificar e resolver os problemas
What (O que será feito?)
Why (Por que será feito?)
Where (Onde será feito?)
When (Quando será feito?)
Who (Por quem será feito?)
How (Como será feito?).
How much/many (Quanto vai custar?)




ORIENTAÇÕES IMPORTANTES:

– Realize a Leitura das Unidades do Livro da Disciplina.
– Leve em consideração as informações e orientações disponíveis ao longo da descrição desta Atividade MAPA.
– Assista ao Vídeo de Orientações gravado pelo professor.
– Realize a sua Atividade MAPA no Formulário Padrão, que está disponível para download no Material da Disciplina.
– Se certifique de que está encaminhando o arquivo correto no seu Studeo antes de Finalizar, pois não haverá como editar e/ou enviar outro arquivo após a finalização.

Bons estudos. Sucesso!

 

M.A.P.A. Olá estudantes. A seguir passaremos por uma pequena explanação acerca da Gestão da Informação e a ferramenta 5W2H.

MAPA – GCOM – GESTÃO DA INFORMAÇÃO – 52_2024

 

M.A.P.A.

Olá estudantes. A seguir passaremos por uma pequena explanação acerca da Gestão da Informação e a ferramenta 5W2H.

A informação é a base para o planejamento organizacional. Planejar sem informação provocará um planejamento com alto risco de fracasso, bem como ter grandes quantidades de informações, sem planejar o que fazer com elas, é quase a mesma coisa do que não ter nada.

A habilidade de planejar deve estar enraizada nos gestores organizacionais. Desde realizar a organização de uma agenda semanal, até o desenvolvimento de planos mais estratégicos para a organização. Toda empresa, independentemente do seu porte ou ramo de atividade, necessita saber onde se deseja chegar, qual objetivo se pretende alcançar (Saes, 2019, p. 54).
A ferramenta 5W2H pode ser utilizada no contexto organizacional para analisar e resolver problemas, bem como planejar e gerenciar projetos e processos. Essa ferramenta utiliza sete perguntas básicas: “What” (O que), “Why” (Por que), “Who” (Quem), “Where” (Onde), “When” (Quando), “Which” (Qual) e “How” (Como). Essas perguntas ajudam a fornecer uma abordagem sistemática e abrangente para identificar e abordar os aspectos importantes de um problema ou projeto.

Saes, Danillo Xavier. Gestão da Informação. Maringá-Pr.: UniCesumar, 2019.

Entendido isso, vamos ao nosso estudo de caso:

O gestor da área de atendimento de uma empresa de produtos para pet identificou um problema no seu sistema de agendamentos de banhos e tosas. Esse problema tem provocado conflitos de agendas de banhos, nos horários de busca e entrega dos animais, bem como a insatisfação dos clientes. As reclamações feitas, tanto presencialmente, quanto nos sites de avaliações, têm prejudicado a reputação da empresa e, por conseguinte, a sua receita, já que muitos clientes, inclusive os mais fiéis, estão optando por não utilizar mais os serviços ofertados. O colaborador responsável iniciou uma avaliação para tentar entender o que está acontecendo e quanto tempo esse problema tem prejudicado a empresa. Essa busca de informações é de grande relevância para que o problema seja sanado, a agenda volte a funcionar e os clientes fiquem satisfeitos com o bom atendimento, característica esta que sempre fez parte dos propósitos da empresa.
Para tentar resolver mais breve possível o problema identificado, a gestão da empresa renuiu todos os colaboradores e compartilhou suas inquietações e constatações frente à prestação de serviço de banho e tosa. Em seguida, explicou o que é e para que serve a ferramenta 5W2H e envolveu todos na aplicação dela, com o objetivo de identificar o problema e planejar as ações visando a melhoria na qualidade do atendimento.


Agora vamos para a atividade. Utilizando o caso apresentado e a tabela abaixo, aplique a ferramenta 5W2H conforme visto nos estudos da Unidade II do livro da disciplina.
 

5W2H Descrição dos problemas e das soluções Possível perguntas para identificar e resolver os problemas
What (O que será feito?)
Why (Por que será feito?)
Where (Onde será feito?)
When (Quando será feito?)
Who (Por quem será feito?)
How (Como será feito?).
How much/many (Quanto vai custar?)




ORIENTAÇÕES IMPORTANTES:

– Realize a Leitura das Unidades do Livro da Disciplina.
– Leve em consideração as informações e orientações disponíveis ao longo da descrição desta Atividade MAPA.
– Assista ao Vídeo de Orientações gravado pelo professor.
– Realize a sua Atividade MAPA no Formulário Padrão, que está disponível para download no Material da Disciplina.
– Se certifique de que está encaminhando o arquivo correto no seu Studeo antes de Finalizar, pois não haverá como editar e/ou enviar outro arquivo após a finalização.

Bons estudos. Sucesso!

 

B) Defina como funcionará a bonificação pela meta atingida. (qual será a bonificação, como será distribuída… etc..)

  1. B) Defina como funcionará a bonificação pela meta atingida. (qual será a bonificação, como será distribuída… etc..)
  2. C) Justifique suas decisões utilizando o quadro de análise Ambiental: considerando fatores externos(Ameaças, oportunidades) e internos (Forças e Fraquezas).

Com base nesse contexto, sua missão será se colocar no lugar do Gerentes de Vendas , e estabelecer quais os critérios que você utilizaria para decidir se contrataria mais funcionários ou não; e como seria essa remuneração extra pela meta atingida, atendendo às solicitações dos itens a seguir: A) Sua decisão é contratar mais funcionários ou manter o quadro atual?

Agora é com você!

 

Com base nesse contexto, sua missão será se colocar no lugar do Gerentes de Vendas , e estabelecer quais os critérios que você utilizaria para decidir se contrataria mais funcionários ou não; e como seria essa remuneração extra pela meta atingida, atendendo às solicitações dos itens a seguir:

 

  1. A) Sua decisão é contratar mais funcionários ou manter o quadro atual?
  2. B) Defina como funcionará a bonificação pela meta atingida. (qual será a bonificação, como será distribuída… etc..)
  3. C) Justifique suas decisões utilizando o quadro de análise Ambiental: considerando fatores externos(Ameaças, oportunidades) e internos (Forças e Fraquezas).

As metas de vendas para o período do dia das mães serão altas, pois cresceram os mesmos 20% esperados no incremento das vendas. Para motivar os vendedores a empresa decidiu oferecer além da remuneração fixa, uma remuneração variável, um bônus se a meta for atingida. O gerente de vendas precisa decidir se irá contratar mais vendedores ou manter o quadro atual e ainda definir como será essa bonificação pelo alcance da meta.

As metas de vendas para o período do dia das mães serão altas, pois cresceram os mesmos 20% esperados no incremento das vendas. Para motivar os vendedores a empresa decidiu oferecer além da remuneração fixa, uma remuneração variável, um bônus se a meta for atingida. O gerente de vendas precisa decidir se irá contratar mais vendedores ou manter o quadro atual e ainda definir como será essa bonificação pelo alcance da meta.

 

Agora é com você!

 

Com base nesse contexto, sua missão será se colocar no lugar do Gerentes de Vendas , e estabelecer quais os critérios que você utilizaria para decidir se contrataria mais funcionários ou não; e como seria essa remuneração extra pela meta atingida, atendendo às solicitações dos itens a seguir:

 

  1. A) Sua decisão é contratar mais funcionários ou manter o quadro atual?
  2. B) Defina como funcionará a bonificação pela meta atingida. (qual será a bonificação, como será distribuída… etc..)
  3. C) Justifique suas decisões utilizando o quadro de análise Ambiental: considerando fatores externos(Ameaças, oportunidades) e internos (Forças e Fraquezas).

Considerando as informações acima, imagine a seguinte situação hipotética:   A loja onde você atua como gerente de vendas, é a segunda maior de uma cidade do interior que tem o comércio forte e as vendas serão disputadas nesse período. Atualmente 10 vendedores atuam em escalas na empresa, sendo que o número mínimo na loja são 6 vendedores. A maioria dos vendedores tem bom desempenho, contudo 2 deles há três meses não atingem as metas.

 

Considerando as informações acima, imagine a seguinte situação hipotética:

 

A loja onde você atua como gerente de vendas, é a segunda maior de uma cidade do interior que tem o comércio forte e as vendas serão disputadas nesse período. Atualmente 10 vendedores atuam em escalas na empresa, sendo que o número mínimo na loja são 6 vendedores. A maioria dos vendedores tem bom desempenho, contudo 2 deles há três meses não atingem as metas.

 

As metas de vendas para o período do dia das mães serão altas, pois cresceram os mesmos 20% esperados no incremento das vendas. Para motivar os vendedores a empresa decidiu oferecer além da remuneração fixa, uma remuneração variável, um bônus se a meta for atingida. O gerente de vendas precisa decidir se irá contratar mais vendedores ou manter o quadro atual e ainda definir como será essa bonificação pelo alcance da meta.

 

Agora é com você!

 

Com base nesse contexto, sua missão será se colocar no lugar do Gerentes de Vendas , e estabelecer quais os critérios que você utilizaria para decidir se contrataria mais funcionários ou não; e como seria essa remuneração extra pela meta atingida, atendendo às solicitações dos itens a seguir:

 

  1. A) Sua decisão é contratar mais funcionários ou manter o quadro atual?
  2. B) Defina como funcionará a bonificação pela meta atingida. (qual será a bonificação, como será distribuída… etc..)
  3. C) Justifique suas decisões utilizando o quadro de análise Ambiental: considerando fatores externos(Ameaças, oportunidades) e internos (Forças e Fraquezas).

O dia das mães é considerado a segunda melhor data do ano para as vendas do comércio varejista, ficando atrás apenas do Natal. Os calçados estão entre os presentes preferidos para essa data, que prevê um aumento nas vendas de até 20% em relação aos anos anteriores. O gerente de vendas de uma loja de sapatos precisa tomar algumas decisões quanto a sua força de vendas.

MAPA – GCOM – ESTRATÉGIAS E PROMOÇÃO DE VENDAS – 54_2024

 

O dia das mães é considerado a segunda melhor data do ano para as vendas do comércio varejista, ficando atrás apenas do Natal. Os calçados estão entre os presentes preferidos para essa data, que prevê um aumento nas vendas de até 20% em relação aos anos anteriores. O gerente de vendas de uma loja de sapatos precisa tomar algumas decisões quanto a sua força de vendas.

 

Considerando as informações acima, imagine a seguinte situação hipotética:

 

A loja onde você atua como gerente de vendas, é a segunda maior de uma cidade do interior que tem o comércio forte e as vendas serão disputadas nesse período. Atualmente 10 vendedores atuam em escalas na empresa, sendo que o número mínimo na loja são 6 vendedores. A maioria dos vendedores tem bom desempenho, contudo 2 deles há três meses não atingem as metas.

 

As metas de vendas para o período do dia das mães serão altas, pois cresceram os mesmos 20% esperados no incremento das vendas. Para motivar os vendedores a empresa decidiu oferecer além da remuneração fixa, uma remuneração variável, um bônus se a meta for atingida. O gerente de vendas precisa decidir se irá contratar mais vendedores ou manter o quadro atual e ainda definir como será essa bonificação pelo alcance da meta.

 

Agora é com você!

 

Com base nesse contexto, sua missão será se colocar no lugar do Gerentes de Vendas , e estabelecer quais os critérios que você utilizaria para decidir se contrataria mais funcionários ou não; e como seria essa remuneração extra pela meta atingida, atendendo às solicitações dos itens a seguir:

 

  1. A) Sua decisão é contratar mais funcionários ou manter o quadro atual?
  2. B) Defina como funcionará a bonificação pela meta atingida. (qual será a bonificação, como será distribuída… etc..)
  3. C) Justifique suas decisões utilizando o quadro de análise Ambiental: considerando fatores externos(Ameaças, oportunidades) e internos (Forças e Fraquezas).

2) Conforme o que foi relatado no estudo de caso acima, e conforme o texto da página 171 do seu livro “TÉCNICAS DE COMUNICAÇÃO E ORATÓRIA” de (BUQUERQUE; MINÉ, 2020), “Tendo definido o tema, é necessário, agora, pensar no objetivo. Por que você quer realizar essa apresentação? Lucas (2014) diz que os objetivos de uma palestra, normalmente, ocorrem para satisfazer duas necessidades: informar ou persuadir. No caso de uma apresentação, com o objetivo informativo, você deverá se colocar como um professor ou palestrante de modo que possa transmitir a informação de uma maneira clara, precisa e interessante e, para isso, deve se preocupar em levar informações das quais o público desconheça.” Baseado nestas premissas elabore um objetivo com 2 ou 3 linhas que sirva de guia, para que Maria possa criar a sua apresentação.

2) Conforme o que foi relatado no estudo de caso acima, e conforme o texto da página 171 do seu livro “TÉCNICAS DE COMUNICAÇÃO E ORATÓRIA” de (BUQUERQUE; MINÉ, 2020), “Tendo definido o tema, é necessário, agora, pensar no objetivo. Por que você quer realizar essa apresentação? Lucas (2014) diz que os objetivos de uma palestra, normalmente, ocorrem para satisfazer duas necessidades: informar ou persuadir. No caso de uma apresentação, com o objetivo informativo, você deverá se colocar como um professor ou palestrante de modo que possa transmitir a informação de uma maneira clara, precisa e interessante e, para isso, deve se preocupar em levar informações das quais o público desconheça.” Baseado nestas premissas elabore um objetivo com 2 ou 3 linhas que sirva de guia, para que Maria possa criar a sua apresentação.

 

Para auxiliá-lo na execução dessa atividade, seguem algumas orientações:

– Realize uma cuidadosa correção ortográfica em seu texto e o copie no template/formulário (modelo), disponível na pasta Material da Disciplina.

– Anexe o arquivo no ambiente da atividade, clicando sobre o botão Selecionar arquivo

– Após anexar o trabalho, certifique-se de que seja o arquivo correto. Clique no botão Responder e, posteriormente, em Finalizar Questionário (após “Finalizar o Questionário”, não será possível reenviar a atividade ou realizar qualquer modificação no arquivo enviado).

 

Bons estudos!​

Estratégias: a) Use o medo como motivação. b) Deixe seu corpo ajudar. c)  Evite o estômago vazio. d) Lembre-se do poder da vulnerabilidade. e) Procure “amigos” na plateia. f) Tenha um plano B. g) Concentre-se no que está dizendo.

Estratégias:

  1. a) Use o medo como motivação.
  2. b) Deixe seu corpo ajudar.
  3. c)  Evite o estômago vazio.
  4. d) Lembre-se do poder da vulnerabilidade.
  5. e) Procure “amigos” na plateia.
  6. f) Tenha um plano B.
  7. g) Concentre-se no que está dizendo.

 

2) Conforme o que foi relatado no estudo de caso acima, e conforme o texto da página 171 do seu livro “TÉCNICAS DE COMUNICAÇÃO E ORATÓRIA” de (BUQUERQUE; MINÉ, 2020), “Tendo definido o tema, é necessário, agora, pensar no objetivo. Por que você quer realizar essa apresentação? Lucas (2014) diz que os objetivos de uma palestra, normalmente, ocorrem para satisfazer duas necessidades: informar ou persuadir. No caso de uma apresentação, com o objetivo informativo, você deverá se colocar como um professor ou palestrante de modo que possa transmitir a informação de uma maneira clara, precisa e interessante e, para isso, deve se preocupar em levar informações das quais o público desconheça.” Baseado nestas premissas elabore um objetivo com 2 ou 3 linhas que sirva de guia, para que Maria possa criar a sua apresentação.

 

Para auxiliá-lo na execução dessa atividade, seguem algumas orientações:

– Realize uma cuidadosa correção ortográfica em seu texto e o copie no template/formulário (modelo), disponível na pasta Material da Disciplina.

– Anexe o arquivo no ambiente da atividade, clicando sobre o botão Selecionar arquivo

– Após anexar o trabalho, certifique-se de que seja o arquivo correto. Clique no botão Responder e, posteriormente, em Finalizar Questionário (após “Finalizar o Questionário”, não será possível reenviar a atividade ou realizar qualquer modificação no arquivo enviado).

 

Bons estudos!​

A partir do que foi apresentado acima, e com base nos estudos na disciplina, você deverá responder aos seguintes itens: 1) Escolha três estratégias das elencadas abaixo e explique porque elas podem ajudar Maria, conforme Anderson (2016), a minimizar o medo de falar em público.

A partir do que foi apresentado acima, e com base nos estudos na disciplina, você deverá responder aos seguintes itens:

 

1) Escolha três estratégias das elencadas abaixo e explique porque elas podem ajudar Maria, conforme Anderson (2016), a minimizar o medo de falar em público.

 

Estratégias:

  1. a) Use o medo como motivação.
  2. b) Deixe seu corpo ajudar.
  3. c)  Evite o estômago vazio.
  4. d) Lembre-se do poder da vulnerabilidade.
  5. e) Procure “amigos” na plateia.
  6. f) Tenha um plano B.
  7. g) Concentre-se no que está dizendo.

 

2) Conforme o que foi relatado no estudo de caso acima, e conforme o texto da página 171 do seu livro “TÉCNICAS DE COMUNICAÇÃO E ORATÓRIA” de (BUQUERQUE; MINÉ, 2020), “Tendo definido o tema, é necessário, agora, pensar no objetivo. Por que você quer realizar essa apresentação? Lucas (2014) diz que os objetivos de uma palestra, normalmente, ocorrem para satisfazer duas necessidades: informar ou persuadir. No caso de uma apresentação, com o objetivo informativo, você deverá se colocar como um professor ou palestrante de modo que possa transmitir a informação de uma maneira clara, precisa e interessante e, para isso, deve se preocupar em levar informações das quais o público desconheça.” Baseado nestas premissas elabore um objetivo com 2 ou 3 linhas que sirva de guia, para que Maria possa criar a sua apresentação.

 

Para auxiliá-lo na execução dessa atividade, seguem algumas orientações:

– Realize uma cuidadosa correção ortográfica em seu texto e o copie no template/formulário (modelo), disponível na pasta Material da Disciplina.

– Anexe o arquivo no ambiente da atividade, clicando sobre o botão Selecionar arquivo

– Após anexar o trabalho, certifique-se de que seja o arquivo correto. Clique no botão Responder e, posteriormente, em Finalizar Questionário (após “Finalizar o Questionário”, não será possível reenviar a atividade ou realizar qualquer modificação no arquivo enviado).

 

Bons estudos!​

À medida que o dia da palestra se aproximava, os nervos de Maria aumentavam. Ela se lembrava de conselhos de colegas e instrutores sobre como controlar o nervosismo e manter a calma no palco. Maria visualizou o sucesso da sua apresentação e focou em transmitir sua paixão pelo assunto aos ouvintes.

À medida que o dia da palestra se aproximava, os nervos de Maria aumentavam. Ela se lembrava de conselhos de colegas e instrutores sobre como controlar o nervosismo e manter a calma no palco. Maria visualizou o sucesso da sua apresentação e focou em transmitir sua paixão pelo assunto aos ouvintes.

 

A partir do que foi apresentado acima, e com base nos estudos na disciplina, você deverá responder aos seguintes itens:

 

1) Escolha três estratégias das elencadas abaixo e explique porque elas podem ajudar Maria, conforme Anderson (2016), a minimizar o medo de falar em público.

 

Estratégias:

  1. a) Use o medo como motivação.
  2. b) Deixe seu corpo ajudar.
  3. c)  Evite o estômago vazio.
  4. d) Lembre-se do poder da vulnerabilidade.
  5. e) Procure “amigos” na plateia.
  6. f) Tenha um plano B.
  7. g) Concentre-se no que está dizendo.

 

2) Conforme o que foi relatado no estudo de caso acima, e conforme o texto da página 171 do seu livro “TÉCNICAS DE COMUNICAÇÃO E ORATÓRIA” de (BUQUERQUE; MINÉ, 2020), “Tendo definido o tema, é necessário, agora, pensar no objetivo. Por que você quer realizar essa apresentação? Lucas (2014) diz que os objetivos de uma palestra, normalmente, ocorrem para satisfazer duas necessidades: informar ou persuadir. No caso de uma apresentação, com o objetivo informativo, você deverá se colocar como um professor ou palestrante de modo que possa transmitir a informação de uma maneira clara, precisa e interessante e, para isso, deve se preocupar em levar informações das quais o público desconheça.” Baseado nestas premissas elabore um objetivo com 2 ou 3 linhas que sirva de guia, para que Maria possa criar a sua apresentação.

 

Para auxiliá-lo na execução dessa atividade, seguem algumas orientações:

– Realize uma cuidadosa correção ortográfica em seu texto e o copie no template/formulário (modelo), disponível na pasta Material da Disciplina.

– Anexe o arquivo no ambiente da atividade, clicando sobre o botão Selecionar arquivo

– Após anexar o trabalho, certifique-se de que seja o arquivo correto. Clique no botão Responder e, posteriormente, em Finalizar Questionário (após “Finalizar o Questionário”, não será possível reenviar a atividade ou realizar qualquer modificação no arquivo enviado).

 

Bons estudos!​

Além da pesquisa, Maria praticou sua apresentação várias vezes em frente ao espelho e para amigos próximos. Ela trabalhou na estrutura da palestra, garantindo que ela tivesse uma introdução cativante, um desenvolvimento claro dos tópicos e uma conclusão impactante.

Além da pesquisa, Maria praticou sua apresentação várias vezes em frente ao espelho e para amigos próximos. Ela trabalhou na estrutura da palestra, garantindo que ela tivesse uma introdução cativante, um desenvolvimento claro dos tópicos e uma conclusão impactante.

À medida que o dia da palestra se aproximava, os nervos de Maria aumentavam. Ela se lembrava de conselhos de colegas e instrutores sobre como controlar o nervosismo e manter a calma no palco. Maria visualizou o sucesso da sua apresentação e focou em transmitir sua paixão pelo assunto aos ouvintes.

 

A partir do que foi apresentado acima, e com base nos estudos na disciplina, você deverá responder aos seguintes itens:

 

1) Escolha três estratégias das elencadas abaixo e explique porque elas podem ajudar Maria, conforme Anderson (2016), a minimizar o medo de falar em público.

 

Estratégias:

  1. a) Use o medo como motivação.
  2. b) Deixe seu corpo ajudar.
  3. c)  Evite o estômago vazio.
  4. d) Lembre-se do poder da vulnerabilidade.
  5. e) Procure “amigos” na plateia.
  6. f) Tenha um plano B.
  7. g) Concentre-se no que está dizendo.

 

2) Conforme o que foi relatado no estudo de caso acima, e conforme o texto da página 171 do seu livro “TÉCNICAS DE COMUNICAÇÃO E ORATÓRIA” de (BUQUERQUE; MINÉ, 2020), “Tendo definido o tema, é necessário, agora, pensar no objetivo. Por que você quer realizar essa apresentação? Lucas (2014) diz que os objetivos de uma palestra, normalmente, ocorrem para satisfazer duas necessidades: informar ou persuadir. No caso de uma apresentação, com o objetivo informativo, você deverá se colocar como um professor ou palestrante de modo que possa transmitir a informação de uma maneira clara, precisa e interessante e, para isso, deve se preocupar em levar informações das quais o público desconheça.” Baseado nestas premissas elabore um objetivo com 2 ou 3 linhas que sirva de guia, para que Maria possa criar a sua apresentação.

 

Para auxiliá-lo na execução dessa atividade, seguem algumas orientações:

– Realize uma cuidadosa correção ortográfica em seu texto e o copie no template/formulário (modelo), disponível na pasta Material da Disciplina.

– Anexe o arquivo no ambiente da atividade, clicando sobre o botão Selecionar arquivo

– Após anexar o trabalho, certifique-se de que seja o arquivo correto. Clique no botão Responder e, posteriormente, em Finalizar Questionário (após “Finalizar o Questionário”, não será possível reenviar a atividade ou realizar qualquer modificação no arquivo enviado).

 

Bons estudos!​

Maria começou a se preparar com semanas de antecedência. Ela pesquisou intensamente sobre o tema da palestra, explorando novas tendências e estudos de caso relevantes. Maria queria garantir que sua apresentação fosse informativa, envolvente e inspiradora.

Maria começou a se preparar com semanas de antecedência. Ela pesquisou intensamente sobre o tema da palestra, explorando novas tendências e estudos de caso relevantes. Maria queria garantir que sua apresentação fosse informativa, envolvente e inspiradora.

Além da pesquisa, Maria praticou sua apresentação várias vezes em frente ao espelho e para amigos próximos. Ela trabalhou na estrutura da palestra, garantindo que ela tivesse uma introdução cativante, um desenvolvimento claro dos tópicos e uma conclusão impactante.

À medida que o dia da palestra se aproximava, os nervos de Maria aumentavam. Ela se lembrava de conselhos de colegas e instrutores sobre como controlar o nervosismo e manter a calma no palco. Maria visualizou o sucesso da sua apresentação e focou em transmitir sua paixão pelo assunto aos ouvintes.

 

A partir do que foi apresentado acima, e com base nos estudos na disciplina, você deverá responder aos seguintes itens:

 

1) Escolha três estratégias das elencadas abaixo e explique porque elas podem ajudar Maria, conforme Anderson (2016), a minimizar o medo de falar em público.

 

Estratégias:

  1. a) Use o medo como motivação.
  2. b) Deixe seu corpo ajudar.
  3. c)  Evite o estômago vazio.
  4. d) Lembre-se do poder da vulnerabilidade.
  5. e) Procure “amigos” na plateia.
  6. f) Tenha um plano B.
  7. g) Concentre-se no que está dizendo.

 

2) Conforme o que foi relatado no estudo de caso acima, e conforme o texto da página 171 do seu livro “TÉCNICAS DE COMUNICAÇÃO E ORATÓRIA” de (BUQUERQUE; MINÉ, 2020), “Tendo definido o tema, é necessário, agora, pensar no objetivo. Por que você quer realizar essa apresentação? Lucas (2014) diz que os objetivos de uma palestra, normalmente, ocorrem para satisfazer duas necessidades: informar ou persuadir. No caso de uma apresentação, com o objetivo informativo, você deverá se colocar como um professor ou palestrante de modo que possa transmitir a informação de uma maneira clara, precisa e interessante e, para isso, deve se preocupar em levar informações das quais o público desconheça.” Baseado nestas premissas elabore um objetivo com 2 ou 3 linhas que sirva de guia, para que Maria possa criar a sua apresentação.

 

Para auxiliá-lo na execução dessa atividade, seguem algumas orientações:

– Realize uma cuidadosa correção ortográfica em seu texto e o copie no template/formulário (modelo), disponível na pasta Material da Disciplina.

– Anexe o arquivo no ambiente da atividade, clicando sobre o botão Selecionar arquivo

– Após anexar o trabalho, certifique-se de que seja o arquivo correto. Clique no botão Responder e, posteriormente, em Finalizar Questionário (após “Finalizar o Questionário”, não será possível reenviar a atividade ou realizar qualquer modificação no arquivo enviado).

 

Bons estudos!​

Um dia, seu gerente, impressionado com sua habilidade de comunicação e conhecimento técnico, convidou Maria para palestrar em uma conferência sobre inovação em tecnologia que seria transmitida ao vivo pela internet. Maria ficou emocionada com a oportunidade, mas também um pouco nervosa. Ela viu isso como uma chance de compartilhar suas ideias com um público mais amplo e demonstrar sua expertise.

Um dia, seu gerente, impressionado com sua habilidade de comunicação e conhecimento técnico, convidou Maria para palestrar em uma conferência sobre inovação em tecnologia que seria transmitida ao vivo pela internet. Maria ficou emocionada com a oportunidade, mas também um pouco nervosa. Ela viu isso como uma chance de compartilhar suas ideias com um público mais amplo e demonstrar sua expertise.

Maria começou a se preparar com semanas de antecedência. Ela pesquisou intensamente sobre o tema da palestra, explorando novas tendências e estudos de caso relevantes. Maria queria garantir que sua apresentação fosse informativa, envolvente e inspiradora.

Além da pesquisa, Maria praticou sua apresentação várias vezes em frente ao espelho e para amigos próximos. Ela trabalhou na estrutura da palestra, garantindo que ela tivesse uma introdução cativante, um desenvolvimento claro dos tópicos e uma conclusão impactante.

À medida que o dia da palestra se aproximava, os nervos de Maria aumentavam. Ela se lembrava de conselhos de colegas e instrutores sobre como controlar o nervosismo e manter a calma no palco. Maria visualizou o sucesso da sua apresentação e focou em transmitir sua paixão pelo assunto aos ouvintes.

 

A partir do que foi apresentado acima, e com base nos estudos na disciplina, você deverá responder aos seguintes itens:

 

1) Escolha três estratégias das elencadas abaixo e explique porque elas podem ajudar Maria, conforme Anderson (2016), a minimizar o medo de falar em público.

 

Estratégias:

  1. a) Use o medo como motivação.
  2. b) Deixe seu corpo ajudar.
  3. c)  Evite o estômago vazio.
  4. d) Lembre-se do poder da vulnerabilidade.
  5. e) Procure “amigos” na plateia.
  6. f) Tenha um plano B.
  7. g) Concentre-se no que está dizendo.

 

2) Conforme o que foi relatado no estudo de caso acima, e conforme o texto da página 171 do seu livro “TÉCNICAS DE COMUNICAÇÃO E ORATÓRIA” de (BUQUERQUE; MINÉ, 2020), “Tendo definido o tema, é necessário, agora, pensar no objetivo. Por que você quer realizar essa apresentação? Lucas (2014) diz que os objetivos de uma palestra, normalmente, ocorrem para satisfazer duas necessidades: informar ou persuadir. No caso de uma apresentação, com o objetivo informativo, você deverá se colocar como um professor ou palestrante de modo que possa transmitir a informação de uma maneira clara, precisa e interessante e, para isso, deve se preocupar em levar informações das quais o público desconheça.” Baseado nestas premissas elabore um objetivo com 2 ou 3 linhas que sirva de guia, para que Maria possa criar a sua apresentação.

 

Para auxiliá-lo na execução dessa atividade, seguem algumas orientações:

– Realize uma cuidadosa correção ortográfica em seu texto e o copie no template/formulário (modelo), disponível na pasta Material da Disciplina.

– Anexe o arquivo no ambiente da atividade, clicando sobre o botão Selecionar arquivo

– Após anexar o trabalho, certifique-se de que seja o arquivo correto. Clique no botão Responder e, posteriormente, em Finalizar Questionário (após “Finalizar o Questionário”, não será possível reenviar a atividade ou realizar qualquer modificação no arquivo enviado).

 

Bons estudos!​

Estudo de caso Maria sempre foi uma profissional dedicada e apaixonada pelo que fazia. Ela trabalhava como engenheira de software em uma empresa de tecnologia renomada, onde frequentemente compartilhava suas ideias e insights com colegas durante reuniões e workshops. No entanto, Maria nunca havia feito uma apresentação formal em uma palestra, e isso sempre foi um desafio que ela queria superar.

 

Estudo de caso

Maria sempre foi uma profissional dedicada e apaixonada pelo que fazia. Ela trabalhava como engenheira de software em uma empresa de tecnologia renomada, onde frequentemente compartilhava suas ideias e insights com colegas durante reuniões e workshops. No entanto, Maria nunca havia feito uma apresentação formal em uma palestra, e isso sempre foi um desafio que ela queria superar.

Um dia, seu gerente, impressionado com sua habilidade de comunicação e conhecimento técnico, convidou Maria para palestrar em uma conferência sobre inovação em tecnologia que seria transmitida ao vivo pela internet. Maria ficou emocionada com a oportunidade, mas também um pouco nervosa. Ela viu isso como uma chance de compartilhar suas ideias com um público mais amplo e demonstrar sua expertise.

Maria começou a se preparar com semanas de antecedência. Ela pesquisou intensamente sobre o tema da palestra, explorando novas tendências e estudos de caso relevantes. Maria queria garantir que sua apresentação fosse informativa, envolvente e inspiradora.

Além da pesquisa, Maria praticou sua apresentação várias vezes em frente ao espelho e para amigos próximos. Ela trabalhou na estrutura da palestra, garantindo que ela tivesse uma introdução cativante, um desenvolvimento claro dos tópicos e uma conclusão impactante.

À medida que o dia da palestra se aproximava, os nervos de Maria aumentavam. Ela se lembrava de conselhos de colegas e instrutores sobre como controlar o nervosismo e manter a calma no palco. Maria visualizou o sucesso da sua apresentação e focou em transmitir sua paixão pelo assunto aos ouvintes.

 

A partir do que foi apresentado acima, e com base nos estudos na disciplina, você deverá responder aos seguintes itens:

 

1) Escolha três estratégias das elencadas abaixo e explique porque elas podem ajudar Maria, conforme Anderson (2016), a minimizar o medo de falar em público.

 

Estratégias:

  1. a) Use o medo como motivação.
  2. b) Deixe seu corpo ajudar.
  3. c)  Evite o estômago vazio.
  4. d) Lembre-se do poder da vulnerabilidade.
  5. e) Procure “amigos” na plateia.
  6. f) Tenha um plano B.
  7. g) Concentre-se no que está dizendo.

 

2) Conforme o que foi relatado no estudo de caso acima, e conforme o texto da página 171 do seu livro “TÉCNICAS DE COMUNICAÇÃO E ORATÓRIA” de (BUQUERQUE; MINÉ, 2020), “Tendo definido o tema, é necessário, agora, pensar no objetivo. Por que você quer realizar essa apresentação? Lucas (2014) diz que os objetivos de uma palestra, normalmente, ocorrem para satisfazer duas necessidades: informar ou persuadir. No caso de uma apresentação, com o objetivo informativo, você deverá se colocar como um professor ou palestrante de modo que possa transmitir a informação de uma maneira clara, precisa e interessante e, para isso, deve se preocupar em levar informações das quais o público desconheça.” Baseado nestas premissas elabore um objetivo com 2 ou 3 linhas que sirva de guia, para que Maria possa criar a sua apresentação.

 

Para auxiliá-lo na execução dessa atividade, seguem algumas orientações:

– Realize uma cuidadosa correção ortográfica em seu texto e o copie no template/formulário (modelo), disponível na pasta Material da Disciplina.

– Anexe o arquivo no ambiente da atividade, clicando sobre o botão Selecionar arquivo

– Após anexar o trabalho, certifique-se de que seja o arquivo correto. Clique no botão Responder e, posteriormente, em Finalizar Questionário (após “Finalizar o Questionário”, não será possível reenviar a atividade ou realizar qualquer modificação no arquivo enviado).

 

Bons estudos!​

Portanto, mediante as transformações tecnológicas e das questões psicológicas envolvidas no medo e na timidez, torna-se fundamental explorar estratégias e abordagens que ajudem as pessoas a enfrentar e superar esses obstáculos, capacitando-as a se expressarem de forma assertiva e impactante em um contexto cada vez mais digitalizado e conectado. Neste contexto apresentamos o estudo de caso a seguir:

Portanto, mediante as transformações tecnológicas e das questões psicológicas envolvidas no medo e na timidez, torna-se fundamental explorar estratégias e abordagens que ajudem as pessoas a enfrentar e superar esses obstáculos, capacitando-as a se expressarem de forma assertiva e impactante em um contexto cada vez mais digitalizado e conectado. Neste contexto apresentamos o estudo de caso a seguir:

 

Estudo de caso

Maria sempre foi uma profissional dedicada e apaixonada pelo que fazia. Ela trabalhava como engenheira de software em uma empresa de tecnologia renomada, onde frequentemente compartilhava suas ideias e insights com colegas durante reuniões e workshops. No entanto, Maria nunca havia feito uma apresentação formal em uma palestra, e isso sempre foi um desafio que ela queria superar.

Um dia, seu gerente, impressionado com sua habilidade de comunicação e conhecimento técnico, convidou Maria para palestrar em uma conferência sobre inovação em tecnologia que seria transmitida ao vivo pela internet. Maria ficou emocionada com a oportunidade, mas também um pouco nervosa. Ela viu isso como uma chance de compartilhar suas ideias com um público mais amplo e demonstrar sua expertise.

Maria começou a se preparar com semanas de antecedência. Ela pesquisou intensamente sobre o tema da palestra, explorando novas tendências e estudos de caso relevantes. Maria queria garantir que sua apresentação fosse informativa, envolvente e inspiradora.

Além da pesquisa, Maria praticou sua apresentação várias vezes em frente ao espelho e para amigos próximos. Ela trabalhou na estrutura da palestra, garantindo que ela tivesse uma introdução cativante, um desenvolvimento claro dos tópicos e uma conclusão impactante.

À medida que o dia da palestra se aproximava, os nervos de Maria aumentavam. Ela se lembrava de conselhos de colegas e instrutores sobre como controlar o nervosismo e manter a calma no palco. Maria visualizou o sucesso da sua apresentação e focou em transmitir sua paixão pelo assunto aos ouvintes.

 

A partir do que foi apresentado acima, e com base nos estudos na disciplina, você deverá responder aos seguintes itens:

 

1) Escolha três estratégias das elencadas abaixo e explique porque elas podem ajudar Maria, conforme Anderson (2016), a minimizar o medo de falar em público.

 

Estratégias:

  1. a) Use o medo como motivação.
  2. b) Deixe seu corpo ajudar.
  3. c)  Evite o estômago vazio.
  4. d) Lembre-se do poder da vulnerabilidade.
  5. e) Procure “amigos” na plateia.
  6. f) Tenha um plano B.
  7. g) Concentre-se no que está dizendo.

 

2) Conforme o que foi relatado no estudo de caso acima, e conforme o texto da página 171 do seu livro “TÉCNICAS DE COMUNICAÇÃO E ORATÓRIA” de (BUQUERQUE; MINÉ, 2020), “Tendo definido o tema, é necessário, agora, pensar no objetivo. Por que você quer realizar essa apresentação? Lucas (2014) diz que os objetivos de uma palestra, normalmente, ocorrem para satisfazer duas necessidades: informar ou persuadir. No caso de uma apresentação, com o objetivo informativo, você deverá se colocar como um professor ou palestrante de modo que possa transmitir a informação de uma maneira clara, precisa e interessante e, para isso, deve se preocupar em levar informações das quais o público desconheça.” Baseado nestas premissas elabore um objetivo com 2 ou 3 linhas que sirva de guia, para que Maria possa criar a sua apresentação.

 

Para auxiliá-lo na execução dessa atividade, seguem algumas orientações:

– Realize uma cuidadosa correção ortográfica em seu texto e o copie no template/formulário (modelo), disponível na pasta Material da Disciplina.

– Anexe o arquivo no ambiente da atividade, clicando sobre o botão Selecionar arquivo

– Após anexar o trabalho, certifique-se de que seja o arquivo correto. Clique no botão Responder e, posteriormente, em Finalizar Questionário (após “Finalizar o Questionário”, não será possível reenviar a atividade ou realizar qualquer modificação no arquivo enviado).

 

Bons estudos!​

Além disso, os aspectos psicológicos e experiência sobre o assunto podem representar uma ajuda ou um obstáculo significativo para superar barreiras para alcançar uma comunicação eficaz e autoconfiante, crucial em diversas áreas profissionais.

Além disso, os aspectos psicológicos e experiência sobre o assunto podem representar uma ajuda ou um obstáculo significativo para superar barreiras para alcançar uma comunicação eficaz e autoconfiante, crucial em diversas áreas profissionais.

Portanto, mediante as transformações tecnológicas e das questões psicológicas envolvidas no medo e na timidez, torna-se fundamental explorar estratégias e abordagens que ajudem as pessoas a enfrentar e superar esses obstáculos, capacitando-as a se expressarem de forma assertiva e impactante em um contexto cada vez mais digitalizado e conectado. Neste contexto apresentamos o estudo de caso a seguir:

 

Estudo de caso

Maria sempre foi uma profissional dedicada e apaixonada pelo que fazia. Ela trabalhava como engenheira de software em uma empresa de tecnologia renomada, onde frequentemente compartilhava suas ideias e insights com colegas durante reuniões e workshops. No entanto, Maria nunca havia feito uma apresentação formal em uma palestra, e isso sempre foi um desafio que ela queria superar.

Um dia, seu gerente, impressionado com sua habilidade de comunicação e conhecimento técnico, convidou Maria para palestrar em uma conferência sobre inovação em tecnologia que seria transmitida ao vivo pela internet. Maria ficou emocionada com a oportunidade, mas também um pouco nervosa. Ela viu isso como uma chance de compartilhar suas ideias com um público mais amplo e demonstrar sua expertise.

Maria começou a se preparar com semanas de antecedência. Ela pesquisou intensamente sobre o tema da palestra, explorando novas tendências e estudos de caso relevantes. Maria queria garantir que sua apresentação fosse informativa, envolvente e inspiradora.

Além da pesquisa, Maria praticou sua apresentação várias vezes em frente ao espelho e para amigos próximos. Ela trabalhou na estrutura da palestra, garantindo que ela tivesse uma introdução cativante, um desenvolvimento claro dos tópicos e uma conclusão impactante.

À medida que o dia da palestra se aproximava, os nervos de Maria aumentavam. Ela se lembrava de conselhos de colegas e instrutores sobre como controlar o nervosismo e manter a calma no palco. Maria visualizou o sucesso da sua apresentação e focou em transmitir sua paixão pelo assunto aos ouvintes.

 

A partir do que foi apresentado acima, e com base nos estudos na disciplina, você deverá responder aos seguintes itens:

 

1) Escolha três estratégias das elencadas abaixo e explique porque elas podem ajudar Maria, conforme Anderson (2016), a minimizar o medo de falar em público.

 

Estratégias:

  1. a) Use o medo como motivação.
  2. b) Deixe seu corpo ajudar.
  3. c)  Evite o estômago vazio.
  4. d) Lembre-se do poder da vulnerabilidade.
  5. e) Procure “amigos” na plateia.
  6. f) Tenha um plano B.
  7. g) Concentre-se no que está dizendo.

 

2) Conforme o que foi relatado no estudo de caso acima, e conforme o texto da página 171 do seu livro “TÉCNICAS DE COMUNICAÇÃO E ORATÓRIA” de (BUQUERQUE; MINÉ, 2020), “Tendo definido o tema, é necessário, agora, pensar no objetivo. Por que você quer realizar essa apresentação? Lucas (2014) diz que os objetivos de uma palestra, normalmente, ocorrem para satisfazer duas necessidades: informar ou persuadir. No caso de uma apresentação, com o objetivo informativo, você deverá se colocar como um professor ou palestrante de modo que possa transmitir a informação de uma maneira clara, precisa e interessante e, para isso, deve se preocupar em levar informações das quais o público desconheça.” Baseado nestas premissas elabore um objetivo com 2 ou 3 linhas que sirva de guia, para que Maria possa criar a sua apresentação.

 

Para auxiliá-lo na execução dessa atividade, seguem algumas orientações:

– Realize uma cuidadosa correção ortográfica em seu texto e o copie no template/formulário (modelo), disponível na pasta Material da Disciplina.

– Anexe o arquivo no ambiente da atividade, clicando sobre o botão Selecionar arquivo

– Após anexar o trabalho, certifique-se de que seja o arquivo correto. Clique no botão Responder e, posteriormente, em Finalizar Questionário (após “Finalizar o Questionário”, não será possível reenviar a atividade ou realizar qualquer modificação no arquivo enviado).

 

Bons estudos!​

Essa problemática surge, considerando o medo de falar em público, alimentado pela preocupação com julgamentos e sensações negativas, e pode ser exacerbado nesse cenário, onde a exposição é amplificada e permanente.

Essa problemática surge, considerando o medo de falar em público, alimentado pela preocupação com julgamentos e sensações negativas, e pode ser exacerbado nesse cenário, onde a exposição é amplificada e permanente.

Além disso, os aspectos psicológicos e experiência sobre o assunto podem representar uma ajuda ou um obstáculo significativo para superar barreiras para alcançar uma comunicação eficaz e autoconfiante, crucial em diversas áreas profissionais.

Portanto, mediante as transformações tecnológicas e das questões psicológicas envolvidas no medo e na timidez, torna-se fundamental explorar estratégias e abordagens que ajudem as pessoas a enfrentar e superar esses obstáculos, capacitando-as a se expressarem de forma assertiva e impactante em um contexto cada vez mais digitalizado e conectado. Neste contexto apresentamos o estudo de caso a seguir:

 

Estudo de caso

Maria sempre foi uma profissional dedicada e apaixonada pelo que fazia. Ela trabalhava como engenheira de software em uma empresa de tecnologia renomada, onde frequentemente compartilhava suas ideias e insights com colegas durante reuniões e workshops. No entanto, Maria nunca havia feito uma apresentação formal em uma palestra, e isso sempre foi um desafio que ela queria superar.

Um dia, seu gerente, impressionado com sua habilidade de comunicação e conhecimento técnico, convidou Maria para palestrar em uma conferência sobre inovação em tecnologia que seria transmitida ao vivo pela internet. Maria ficou emocionada com a oportunidade, mas também um pouco nervosa. Ela viu isso como uma chance de compartilhar suas ideias com um público mais amplo e demonstrar sua expertise.

Maria começou a se preparar com semanas de antecedência. Ela pesquisou intensamente sobre o tema da palestra, explorando novas tendências e estudos de caso relevantes. Maria queria garantir que sua apresentação fosse informativa, envolvente e inspiradora.

Além da pesquisa, Maria praticou sua apresentação várias vezes em frente ao espelho e para amigos próximos. Ela trabalhou na estrutura da palestra, garantindo que ela tivesse uma introdução cativante, um desenvolvimento claro dos tópicos e uma conclusão impactante.

À medida que o dia da palestra se aproximava, os nervos de Maria aumentavam. Ela se lembrava de conselhos de colegas e instrutores sobre como controlar o nervosismo e manter a calma no palco. Maria visualizou o sucesso da sua apresentação e focou em transmitir sua paixão pelo assunto aos ouvintes.

 

A partir do que foi apresentado acima, e com base nos estudos na disciplina, você deverá responder aos seguintes itens:

 

1) Escolha três estratégias das elencadas abaixo e explique porque elas podem ajudar Maria, conforme Anderson (2016), a minimizar o medo de falar em público.

 

Estratégias:

  1. a) Use o medo como motivação.
  2. b) Deixe seu corpo ajudar.
  3. c)  Evite o estômago vazio.
  4. d) Lembre-se do poder da vulnerabilidade.
  5. e) Procure “amigos” na plateia.
  6. f) Tenha um plano B.
  7. g) Concentre-se no que está dizendo.

 

2) Conforme o que foi relatado no estudo de caso acima, e conforme o texto da página 171 do seu livro “TÉCNICAS DE COMUNICAÇÃO E ORATÓRIA” de (BUQUERQUE; MINÉ, 2020), “Tendo definido o tema, é necessário, agora, pensar no objetivo. Por que você quer realizar essa apresentação? Lucas (2014) diz que os objetivos de uma palestra, normalmente, ocorrem para satisfazer duas necessidades: informar ou persuadir. No caso de uma apresentação, com o objetivo informativo, você deverá se colocar como um professor ou palestrante de modo que possa transmitir a informação de uma maneira clara, precisa e interessante e, para isso, deve se preocupar em levar informações das quais o público desconheça.” Baseado nestas premissas elabore um objetivo com 2 ou 3 linhas que sirva de guia, para que Maria possa criar a sua apresentação.

 

Para auxiliá-lo na execução dessa atividade, seguem algumas orientações:

– Realize uma cuidadosa correção ortográfica em seu texto e o copie no template/formulário (modelo), disponível na pasta Material da Disciplina.

– Anexe o arquivo no ambiente da atividade, clicando sobre o botão Selecionar arquivo

– Após anexar o trabalho, certifique-se de que seja o arquivo correto. Clique no botão Responder e, posteriormente, em Finalizar Questionário (após “Finalizar o Questionário”, não será possível reenviar a atividade ou realizar qualquer modificação no arquivo enviado).

 

Bons estudos!​

Como lidar com o medo de falar em público?   Como lidar com o medo de falar em público e suas variações, especialmente em um contexto contemporâneo em que a tecnologia amplifica a audiência e introduz novos desafios de comunicação?

MAPA – GCOM – TÉCNICAS DE COMUNICAÇÃO E ORATÓRIA – 52_2024

 

Como lidar com o medo de falar em público?

 

Como lidar com o medo de falar em público e suas variações, especialmente em um contexto contemporâneo em que a tecnologia amplifica a audiência e introduz novos desafios de comunicação?

Essa problemática surge, considerando o medo de falar em público, alimentado pela preocupação com julgamentos e sensações negativas, e pode ser exacerbado nesse cenário, onde a exposição é amplificada e permanente.

Além disso, os aspectos psicológicos e experiência sobre o assunto podem representar uma ajuda ou um obstáculo significativo para superar barreiras para alcançar uma comunicação eficaz e autoconfiante, crucial em diversas áreas profissionais.

Portanto, mediante as transformações tecnológicas e das questões psicológicas envolvidas no medo e na timidez, torna-se fundamental explorar estratégias e abordagens que ajudem as pessoas a enfrentar e superar esses obstáculos, capacitando-as a se expressarem de forma assertiva e impactante em um contexto cada vez mais digitalizado e conectado. Neste contexto apresentamos o estudo de caso a seguir:

 

Estudo de caso

Maria sempre foi uma profissional dedicada e apaixonada pelo que fazia. Ela trabalhava como engenheira de software em uma empresa de tecnologia renomada, onde frequentemente compartilhava suas ideias e insights com colegas durante reuniões e workshops. No entanto, Maria nunca havia feito uma apresentação formal em uma palestra, e isso sempre foi um desafio que ela queria superar.

Um dia, seu gerente, impressionado com sua habilidade de comunicação e conhecimento técnico, convidou Maria para palestrar em uma conferência sobre inovação em tecnologia que seria transmitida ao vivo pela internet. Maria ficou emocionada com a oportunidade, mas também um pouco nervosa. Ela viu isso como uma chance de compartilhar suas ideias com um público mais amplo e demonstrar sua expertise.

Maria começou a se preparar com semanas de antecedência. Ela pesquisou intensamente sobre o tema da palestra, explorando novas tendências e estudos de caso relevantes. Maria queria garantir que sua apresentação fosse informativa, envolvente e inspiradora.

Além da pesquisa, Maria praticou sua apresentação várias vezes em frente ao espelho e para amigos próximos. Ela trabalhou na estrutura da palestra, garantindo que ela tivesse uma introdução cativante, um desenvolvimento claro dos tópicos e uma conclusão impactante.

À medida que o dia da palestra se aproximava, os nervos de Maria aumentavam. Ela se lembrava de conselhos de colegas e instrutores sobre como controlar o nervosismo e manter a calma no palco. Maria visualizou o sucesso da sua apresentação e focou em transmitir sua paixão pelo assunto aos ouvintes.

 

A partir do que foi apresentado acima, e com base nos estudos na disciplina, você deverá responder aos seguintes itens:

 

1) Escolha três estratégias das elencadas abaixo e explique porque elas podem ajudar Maria, conforme Anderson (2016), a minimizar o medo de falar em público.

 

Estratégias:

  1. a) Use o medo como motivação.
  2. b) Deixe seu corpo ajudar.
  3. c)  Evite o estômago vazio.
  4. d) Lembre-se do poder da vulnerabilidade.
  5. e) Procure “amigos” na plateia.
  6. f) Tenha um plano B.
  7. g) Concentre-se no que está dizendo.

 

2) Conforme o que foi relatado no estudo de caso acima, e conforme o texto da página 171 do seu livro “TÉCNICAS DE COMUNICAÇÃO E ORATÓRIA” de (BUQUERQUE; MINÉ, 2020), “Tendo definido o tema, é necessário, agora, pensar no objetivo. Por que você quer realizar essa apresentação? Lucas (2014) diz que os objetivos de uma palestra, normalmente, ocorrem para satisfazer duas necessidades: informar ou persuadir. No caso de uma apresentação, com o objetivo informativo, você deverá se colocar como um professor ou palestrante de modo que possa transmitir a informação de uma maneira clara, precisa e interessante e, para isso, deve se preocupar em levar informações das quais o público desconheça.” Baseado nestas premissas elabore um objetivo com 2 ou 3 linhas que sirva de guia, para que Maria possa criar a sua apresentação.

 

Para auxiliá-lo na execução dessa atividade, seguem algumas orientações:

– Realize uma cuidadosa correção ortográfica em seu texto e o copie no template/formulário (modelo), disponível na pasta Material da Disciplina.

– Anexe o arquivo no ambiente da atividade, clicando sobre o botão Selecionar arquivo

– Após anexar o trabalho, certifique-se de que seja o arquivo correto. Clique no botão Responder e, posteriormente, em Finalizar Questionário (após “Finalizar o Questionário”, não será possível reenviar a atividade ou realizar qualquer modificação no arquivo enviado).

 

Bons estudos!​

Para que possamos construir uma reflexão significativa sobre a gestão da informação no mundo organizacional, vamos realizar a presente atividade em 2 momentos. 1. Defina e diferencie: DADO, INFORMAÇÃO e CONHECIMENTO.

Para que possamos construir uma reflexão significativa sobre a gestão da informação no mundo organizacional, vamos realizar a presente atividade em 2 momentos.

1. Defina e diferencie: DADO, INFORMAÇÃO e CONHECIMENTO.

2. Faça uma reflexão sobre o uso da informação no contexto organizacional que está inserido na sociedade do conhecimento, destacando qual a relevância do uso das tecnologias digitais como apoio para a gestão da informação.

 

No mundo digital atual, a informação é considerada uma das principais matérias-primas para o desenvolvimento econômico e social. Com a evolução tecnológica e a disseminação da internet, a quantidade de dados gerados e disponíveis diariamente cresce de forma exponencial. Nesse contexto, a gestão da informação assume um papel fundamental para as organizações, uma vez que permite a captação, armazenamento, processamento, análise e disseminação dos dados de forma estruturada e eficiente.

ATIVIDADE 1 – GCOM – GESTÃO DA INFORMAÇÃO – 52_2024

No mundo digital atual, a informação é considerada uma das principais matérias-primas para o desenvolvimento econômico e social. Com a evolução tecnológica e a disseminação da internet, a quantidade de dados gerados e disponíveis diariamente cresce de forma exponencial. Nesse contexto, a gestão da informação assume um papel fundamental para as organizações, uma vez que permite a captação, armazenamento, processamento, análise e disseminação dos dados de forma estruturada e eficiente.

Saes, Danillo Xavier. Gestão da Informação. Maringá-Pr.: UniCesumar, 2019. [Unidade I, p. 16 a 28]

Para que possamos construir uma reflexão significativa sobre a gestão da informação no mundo organizacional, vamos realizar a presente atividade em 2 momentos.

1. Defina e diferencie: DADO, INFORMAÇÃO e CONHECIMENTO.

2. Faça uma reflexão sobre o uso da informação no contexto organizacional que está inserido na sociedade do conhecimento, destacando qual a relevância do uso das tecnologias digitais como apoio para a gestão da informação.

 

Na aula estudo de caso da disciplina estudamos o caso da Magazine Luiza e suas estratégias de Omnichannel. A Magazine Luiza antecipou problemas e utilizou estratégias sólidas para enfrentar a crise gerada pela pandemia Covid-19.

 

Na aula estudo de caso da disciplina estudamos o caso da Magazine Luiza e suas estratégias de Omnichannel. A Magazine Luiza antecipou problemas e utilizou estratégias sólidas para enfrentar a crise gerada pela pandemia Covid-19.

 

Diante do estudado, apresente os elementos que fazem com que a estratégia da Magazine Luiza possa ser caracterizada como uma estratégia de Omnichannel.

Então, todos os canais disponíveis, como o site, aplicativos e a própria loja física, precisam funcionar de uma forma integrada, que facilite o processo de compra.

Então, todos os canais disponíveis, como o site, aplicativos e a própria loja física, precisam funcionar de uma forma integrada, que facilite o processo de compra.

 

Fonte: Disponível em: https://v4company.com/vendas-omnichan…. Acesso em: 05 abr. 2022.

 

Na aula estudo de caso da disciplina estudamos o caso da Magazine Luiza e suas estratégias de Omnichannel. A Magazine Luiza antecipou problemas e utilizou estratégias sólidas para enfrentar a crise gerada pela pandemia Covid-19.

 

Diante do estudado, apresente os elementos que fazem com que a estratégia da Magazine Luiza possa ser caracterizada como uma estratégia de Omnichannel.

Contudo, para isso funcionar, o sistema de uma loja deve estar muito bem alinhado para que o cliente não encontre barreiras para finalizar compras ou escolher os produtos.

Contudo, para isso funcionar, o sistema de uma loja deve estar muito bem alinhado para que o cliente não encontre barreiras para finalizar compras ou escolher os produtos.

Então, todos os canais disponíveis, como o site, aplicativos e a própria loja física, precisam funcionar de uma forma integrada, que facilite o processo de compra.

 

Fonte: Disponível em: https://v4company.com/vendas-omnichan…. Acesso em: 05 abr. 2022.

 

Na aula estudo de caso da disciplina estudamos o caso da Magazine Luiza e suas estratégias de Omnichannel. A Magazine Luiza antecipou problemas e utilizou estratégias sólidas para enfrentar a crise gerada pela pandemia Covid-19.

 

Diante do estudado, apresente os elementos que fazem com que a estratégia da Magazine Luiza possa ser caracterizada como uma estratégia de Omnichannel

Ou seja, essa é mais uma forma de oferecer para um público experiências interessantes no momento de consumo. E claro, com o uso cada vez mais crescente das plataformas de vendas online, essa integração consegue tornar o processo de compra muito prático. 

Ou seja, essa é mais uma forma de oferecer para um público experiências interessantes no momento de consumo. E claro, com o uso cada vez mais crescente das plataformas de vendas online, essa integração consegue tornar o processo de compra muito prático. 

Contudo, para isso funcionar, o sistema de uma loja deve estar muito bem alinhado para que o cliente não encontre barreiras para finalizar compras ou escolher os produtos.

Então, todos os canais disponíveis, como o site, aplicativos e a própria loja física, precisam funcionar de uma forma integrada, que facilite o processo de compra.

 

Fonte: Disponível em: https://v4company.com/vendas-omnichan…. Acesso em: 05 abr. 2022.

 

Na aula estudo de caso da disciplina estudamos o caso da Magazine Luiza e suas estratégias de Omnichannel. A Magazine Luiza antecipou problemas e utilizou estratégias sólidas para enfrentar a crise gerada pela pandemia Covid-19.

 

Diante do estudado, apresente os elementos que fazem com que a estratégia da Magazine Luiza possa ser caracterizada como uma estratégia de Omnichannel.

Dessa forma, para que o omnichannel funcione, todos os canais de uma mesma marca precisam estar conectados. Inclusive, esses canais podem ser complementares na hora de oferecer um processo de compra positiva para o cliente. 

Dessa forma, para que o omnichannel funcione, todos os canais de uma mesma marca precisam estar conectados. Inclusive, esses canais podem ser complementares na hora de oferecer um processo de compra positiva para o cliente. 

Ou seja, essa é mais uma forma de oferecer para um público experiências interessantes no momento de consumo. E claro, com o uso cada vez mais crescente das plataformas de vendas online, essa integração consegue tornar o processo de compra muito prático. 

Contudo, para isso funcionar, o sistema de uma loja deve estar muito bem alinhado para que o cliente não encontre barreiras para finalizar compras ou escolher os produtos.

Então, todos os canais disponíveis, como o site, aplicativos e a própria loja física, precisam funcionar de uma forma integrada, que facilite o processo de compra.

 

Fonte: Disponível em: https://v4company.com/vendas-omnichan…. Acesso em: 05 abr. 2022.

 

Na aula estudo de caso da disciplina estudamos o caso da Magazine Luiza e suas estratégias de Omnichannel. A Magazine Luiza antecipou problemas e utilizou estratégias sólidas para enfrentar a crise gerada pela pandemia Covid-19.

 

Diante do estudado, apresente os elementos que fazem com que a estratégia da Magazine Luiza possa ser caracterizada como uma estratégia de Omnichannel.

Leia a matéria a seguir: O omnichannel já é uma estratégia que está ganhando cada vez mais espaço no varejo. A ideia do conceito é justamente melhorar a experiência do cliente, por meio de uma ligação entre os ambientes online e offline

Leia a matéria a seguir:

 

O omnichannel já é uma estratégia que está ganhando cada vez mais espaço no varejo. A ideia do conceito é justamente melhorar a experiência do cliente, por meio de uma ligação entre os ambientes online e offline. 

Dessa forma, para que o omnichannel funcione, todos os canais de uma mesma marca precisam estar conectados. Inclusive, esses canais podem ser complementares na hora de oferecer um processo de compra positiva para o cliente. 

Ou seja, essa é mais uma forma de oferecer para um público experiências interessantes no momento de consumo. E claro, com o uso cada vez mais crescente das plataformas de vendas online, essa integração consegue tornar o processo de compra muito prático. 

Contudo, para isso funcionar, o sistema de uma loja deve estar muito bem alinhado para que o cliente não encontre barreiras para finalizar compras ou escolher os produtos.

Então, todos os canais disponíveis, como o site, aplicativos e a própria loja física, precisam funcionar de uma forma integrada, que facilite o processo de compra.

 

Fonte: Disponível em: https://v4company.com/vendas-omnichan…. Acesso em: 05 abr. 2022.

 

Na aula estudo de caso da disciplina estudamos o caso da Magazine Luiza e suas estratégias de Omnichannel. A Magazine Luiza antecipou problemas e utilizou estratégias sólidas para enfrentar a crise gerada pela pandemia Covid-19.

 

Diante do estudado, apresente os elementos que fazem com que a estratégia da Magazine Luiza possa ser caracterizada como uma estratégia de Omnichannel.

Omnichannel é uma estratégia de uso simultâneo e interligado de diferentes canais de comunicação, com o objetivo de estreitar a relação entre online e offline, aprimorando, assim, a experiência do cliente. Essa tendência do varejo permite a convergência do virtual e do físico.

ATIVIDADE 1 – GCOM – ESTRATÉGIAS E PROMOÇÃO DE VENDAS – 54_2024

 

Omnichannel é uma estratégia de uso simultâneo e interligado de diferentes canais de comunicação, com o objetivo de estreitar a relação entre online e offline, aprimorando, assim, a experiência do cliente. Essa tendência do varejo permite a convergência do virtual e do físico.

 

Leia a matéria a seguir:

 

O omnichannel já é uma estratégia que está ganhando cada vez mais espaço no varejo. A ideia do conceito é justamente melhorar a experiência do cliente, por meio de uma ligação entre os ambientes online e offline. 

Dessa forma, para que o omnichannel funcione, todos os canais de uma mesma marca precisam estar conectados. Inclusive, esses canais podem ser complementares na hora de oferecer um processo de compra positiva para o cliente. 

Ou seja, essa é mais uma forma de oferecer para um público experiências interessantes no momento de consumo. E claro, com o uso cada vez mais crescente das plataformas de vendas online, essa integração consegue tornar o processo de compra muito prático. 

Contudo, para isso funcionar, o sistema de uma loja deve estar muito bem alinhado para que o cliente não encontre barreiras para finalizar compras ou escolher os produtos.

Então, todos os canais disponíveis, como o site, aplicativos e a própria loja física, precisam funcionar de uma forma integrada, que facilite o processo de compra.

 

Fonte: Disponível em: https://v4company.com/vendas-omnichan…. Acesso em: 05 abr. 2022.

 

Na aula estudo de caso da disciplina estudamos o caso da Magazine Luiza e suas estratégias de Omnichannel. A Magazine Luiza antecipou problemas e utilizou estratégias sólidas para enfrentar a crise gerada pela pandemia Covid-19.

 

Diante do estudado, apresente os elementos que fazem com que a estratégia da Magazine Luiza possa ser caracterizada como uma estratégia de Omnichannel.

Atividade: Com base no texto online “O que é soft skill e para que serve? 14 exemplos de habilidades”, descrito na referência abaixo, escolha as suas 5 (cinco) habilidades, que você mais precisa melhorar, e descreva uma ação para desenvolver cada uma delas, sabendo que você participará de um processo de seleção em uma ótima empresa, a qual possuí um processo de seleção que valoriza as soft skills, principalmente às ligadas a comunicação e trabalho em equipe – pois a vaga é para atuar como gestor de equipe na área da formação da sua graduação.

Atividade:

Com base no texto online “O que é soft skill e para que serve? 14 exemplos de habilidades”, descrito na referência abaixo, escolha as suas 5 (cinco) habilidades, que você mais precisa melhorar, e descreva uma ação para desenvolver cada uma delas, sabendo que você participará de um processo de seleção em uma ótima empresa, a qual possuí um processo de seleção que valoriza as soft skills, principalmente às ligadas a comunicação e trabalho em equipe – pois a vaga é para atuar como gestor de equipe na área da formação da sua graduação.

​Referência para consulta e estudo da atividade (copie as 2 linhas inteiras do link abaixo e cole no seu buscador da internet):

https://www.zendesk.com.br/blog/soft-skills-o-que-e/#:~:text=A%20comunica%C3%A7%C3%A3o%20assertiva%20%C3%A9%20uma,comunica%C3%A7%C3%A3o%2C%20como%20a%20linguagem%20corporal.​

Importante: faça uma leitura atenta do texto indicado na referência acima, e assista ao vídeo do Estudo de caso, para poder responder a esta atividade.

Orientações para a realização desta Atividade:

– Esta atividade é baseda no Estudo de caso da disciplina, portanto antes de respondê-la procure assistir ao vídeo.

– Leia atentamente o enunciado desta atividade e o que está sendo pedido.

– Ao utilizar partes do livro da disciplina para elaborar o seu texto, não se esqueça de informar a fonte consultada, nas referências no final do seu texto.

– Evite utilizar textos do livro na íntegra para responder esta atividade, mas procure contribuir também, e principalmente, com suas palavras.

– Evite cópias indevidas, dos textos ou de colegas.

– Dúvidas, fale com o seu Professor Mediador.

Bom trabalho!

 

A relação entre soft skills, comunicação e oratória é muito forte, pois uma comunicação eficaz e uma boa habilidade de oratória são essenciais para o desenvolvimento e aplicação das soft skills. Por exemplo, ser capaz de se comunicar de forma clara e persuasiva é crucial para influenciar e motivar os outros, resolver conflitos, colaborar efetivamente em equipe e liderar com sucesso. Da mesma forma, uma boa habilidade de oratória pode melhorar significativamente a capacidade de transmitir suas ideias de forma convincente, ganhando a confiança e o respeito dos colegas, clientes ou público em geral.

A relação entre soft skills, comunicação e oratória é muito forte, pois uma comunicação eficaz e uma boa habilidade de oratória são essenciais para o desenvolvimento e aplicação das soft skills. Por exemplo, ser capaz de se comunicar de forma clara e persuasiva é crucial para influenciar e motivar os outros, resolver conflitos, colaborar efetivamente em equipe e liderar com sucesso. Da mesma forma, uma boa habilidade de oratória pode melhorar significativamente a capacidade de transmitir suas ideias de forma convincente, ganhando a confiança e o respeito dos colegas, clientes ou público em geral.

 

Disponível em: https://www.zendesk.com.br/blog/soft-skills-o-que-e/#:~:text=A%20comunica%C3%A7%C3%A3o%20assertiva%20%C3%A9%20uma,comunica%C3%A7%C3%A3o%2C%20como%20a%20linguagem%20corporal. Aceso em: 18/03/2024.

Atividade:

Com base no texto online “O que é soft skill e para que serve? 14 exemplos de habilidades”, descrito na referência abaixo, escolha as suas 5 (cinco) habilidades, que você mais precisa melhorar, e descreva uma ação para desenvolver cada uma delas, sabendo que você participará de um processo de seleção em uma ótima empresa, a qual possuí um processo de seleção que valoriza as soft skills, principalmente às ligadas a comunicação e trabalho em equipe – pois a vaga é para atuar como gestor de equipe na área da formação da sua graduação.

​Referência para consulta e estudo da atividade (copie as 2 linhas inteiras do link abaixo e cole no seu buscador da internet):

https://www.zendesk.com.br/blog/soft-skills-o-que-e/#:~:text=A%20comunica%C3%A7%C3%A3o%20assertiva%20%C3%A9%20uma,comunica%C3%A7%C3%A3o%2C%20como%20a%20linguagem%20corporal.​

Importante: faça uma leitura atenta do texto indicado na referência acima, e assista ao vídeo do Estudo de caso, para poder responder a esta atividade.

Orientações para a realização desta Atividade:

– Esta atividade é baseda no Estudo de caso da disciplina, portanto antes de respondê-la procure assistir ao vídeo.

– Leia atentamente o enunciado desta atividade e o que está sendo pedido.

– Ao utilizar partes do livro da disciplina para elaborar o seu texto, não se esqueça de informar a fonte consultada, nas referências no final do seu texto.

– Evite utilizar textos do livro na íntegra para responder esta atividade, mas procure contribuir também, e principalmente, com suas palavras.

– Evite cópias indevidas, dos textos ou de colegas.

– Dúvidas, fale com o seu Professor Mediador.

Bom trabalho!

A comunicação e a oratória são partes fundamentais das soft skills. Elas envolvem a capacidade de se expressar claramente, tanto verbalmente quanto por escrito, de forma a transmitir suas ideias de maneira eficaz e compreensível para os outros. A oratória, em particular, refere-se à habilidade de falar em público de maneira persuasiva, cativante e confiante.

A comunicação e a oratória são partes fundamentais das soft skills. Elas envolvem a capacidade de se expressar claramente, tanto verbalmente quanto por escrito, de forma a transmitir suas ideias de maneira eficaz e compreensível para os outros. A oratória, em particular, refere-se à habilidade de falar em público de maneira persuasiva, cativante e confiante.

A relação entre soft skills, comunicação e oratória é muito forte, pois uma comunicação eficaz e uma boa habilidade de oratória são essenciais para o desenvolvimento e aplicação das soft skills. Por exemplo, ser capaz de se comunicar de forma clara e persuasiva é crucial para influenciar e motivar os outros, resolver conflitos, colaborar efetivamente em equipe e liderar com sucesso. Da mesma forma, uma boa habilidade de oratória pode melhorar significativamente a capacidade de transmitir suas ideias de forma convincente, ganhando a confiança e o respeito dos colegas, clientes ou público em geral.

 

Disponível em: https://www.zendesk.com.br/blog/soft-skills-o-que-e/#:~:text=A%20comunica%C3%A7%C3%A3o%20assertiva%20%C3%A9%20uma,comunica%C3%A7%C3%A3o%2C%20como%20a%20linguagem%20corporal. Aceso em: 18/03/2024.

Atividade:

Com base no texto online “O que é soft skill e para que serve? 14 exemplos de habilidades”, descrito na referência abaixo, escolha as suas 5 (cinco) habilidades, que você mais precisa melhorar, e descreva uma ação para desenvolver cada uma delas, sabendo que você participará de um processo de seleção em uma ótima empresa, a qual possuí um processo de seleção que valoriza as soft skills, principalmente às ligadas a comunicação e trabalho em equipe – pois a vaga é para atuar como gestor de equipe na área da formação da sua graduação.

​Referência para consulta e estudo da atividade (copie as 2 linhas inteiras do link abaixo e cole no seu buscador da internet):

https://www.zendesk.com.br/blog/soft-skills-o-que-e/#:~:text=A%20comunica%C3%A7%C3%A3o%20assertiva%20%C3%A9%20uma,comunica%C3%A7%C3%A3o%2C%20como%20a%20linguagem%20corporal.​

Importante: faça uma leitura atenta do texto indicado na referência acima, e assista ao vídeo do Estudo de caso, para poder responder a esta atividade.

Orientações para a realização desta Atividade:

– Esta atividade é baseda no Estudo de caso da disciplina, portanto antes de respondê-la procure assistir ao vídeo.

– Leia atentamente o enunciado desta atividade e o que está sendo pedido.

– Ao utilizar partes do livro da disciplina para elaborar o seu texto, não se esqueça de informar a fonte consultada, nas referências no final do seu texto.

– Evite utilizar textos do livro na íntegra para responder esta atividade, mas procure contribuir também, e principalmente, com suas palavras.

– Evite cópias indevidas, dos textos ou de colegas.

– Dúvidas, fale com o seu Professor Mediador.

Bom trabalho!

Entre as soft skills mais importantes estão habilidades como comunicação eficaz, trabalho em equipe, resolução de problemas, empatia, liderança, adaptabilidade, pensamento crítico, entre outras.

Entre as soft skills mais importantes estão habilidades como comunicação eficaz, trabalho em equipe, resolução de problemas, empatia, liderança, adaptabilidade, pensamento crítico, entre outras.

A comunicação e a oratória são partes fundamentais das soft skills. Elas envolvem a capacidade de se expressar claramente, tanto verbalmente quanto por escrito, de forma a transmitir suas ideias de maneira eficaz e compreensível para os outros. A oratória, em particular, refere-se à habilidade de falar em público de maneira persuasiva, cativante e confiante.

A relação entre soft skills, comunicação e oratória é muito forte, pois uma comunicação eficaz e uma boa habilidade de oratória são essenciais para o desenvolvimento e aplicação das soft skills. Por exemplo, ser capaz de se comunicar de forma clara e persuasiva é crucial para influenciar e motivar os outros, resolver conflitos, colaborar efetivamente em equipe e liderar com sucesso. Da mesma forma, uma boa habilidade de oratória pode melhorar significativamente a capacidade de transmitir suas ideias de forma convincente, ganhando a confiança e o respeito dos colegas, clientes ou público em geral.

 

Disponível em: https://www.zendesk.com.br/blog/soft-skills-o-que-e/#:~:text=A%20comunica%C3%A7%C3%A3o%20assertiva%20%C3%A9%20uma,comunica%C3%A7%C3%A3o%2C%20como%20a%20linguagem%20corporal. Aceso em: 18/03/2024.

Atividade:

Com base no texto online “O que é soft skill e para que serve? 14 exemplos de habilidades”, descrito na referência abaixo, escolha as suas 5 (cinco) habilidades, que você mais precisa melhorar, e descreva uma ação para desenvolver cada uma delas, sabendo que você participará de um processo de seleção em uma ótima empresa, a qual possuí um processo de seleção que valoriza as soft skills, principalmente às ligadas a comunicação e trabalho em equipe – pois a vaga é para atuar como gestor de equipe na área da formação da sua graduação.

​Referência para consulta e estudo da atividade (copie as 2 linhas inteiras do link abaixo e cole no seu buscador da internet):

https://www.zendesk.com.br/blog/soft-skills-o-que-e/#:~:text=A%20comunica%C3%A7%C3%A3o%20assertiva%20%C3%A9%20uma,comunica%C3%A7%C3%A3o%2C%20como%20a%20linguagem%20corporal.​

Importante: faça uma leitura atenta do texto indicado na referência acima, e assista ao vídeo do Estudo de caso, para poder responder a esta atividade.

Orientações para a realização desta Atividade:

– Esta atividade é baseda no Estudo de caso da disciplina, portanto antes de respondê-la procure assistir ao vídeo.

– Leia atentamente o enunciado desta atividade e o que está sendo pedido.

– Ao utilizar partes do livro da disciplina para elaborar o seu texto, não se esqueça de informar a fonte consultada, nas referências no final do seu texto.

– Evite utilizar textos do livro na íntegra para responder esta atividade, mas procure contribuir também, e principalmente, com suas palavras.

– Evite cópias indevidas, dos textos ou de colegas.

– Dúvidas, fale com o seu Professor Mediador.

Bom trabalho!

As soft skills são habilidades comportamentais que representam a forma com a qual nos comportamos, trabalhamos e interagimos com outras pessoas. Ou seja, são qualidades ligadas a traços de personalidade e comportamentos em situações interpessoais e estão ligadas em grande parte com habilidades de comunicação e oratória. Desenvolver as soft skills é essencial para facilitar a sua vida profissional, tanto para se inserir, quanto para se manter eficaz no mercado de trabalho.

ATIVIDADE 1 – GCOM – TÉCNICAS DE COMUNICAÇÃO E ORATÓRIA – 52_2024

As soft skills são habilidades comportamentais que representam a forma com a qual nos comportamos, trabalhamos e interagimos com outras pessoas. Ou seja, são qualidades ligadas a traços de personalidade e comportamentos em situações interpessoais e estão ligadas em grande parte com habilidades de comunicação e oratória. Desenvolver as soft skills é essencial para facilitar a sua vida profissional, tanto para se inserir, quanto para se manter eficaz no mercado de trabalho.

Entre as soft skills mais importantes estão habilidades como comunicação eficaz, trabalho em equipe, resolução de problemas, empatia, liderança, adaptabilidade, pensamento crítico, entre outras.

A comunicação e a oratória são partes fundamentais das soft skills. Elas envolvem a capacidade de se expressar claramente, tanto verbalmente quanto por escrito, de forma a transmitir suas ideias de maneira eficaz e compreensível para os outros. A oratória, em particular, refere-se à habilidade de falar em público de maneira persuasiva, cativante e confiante.

A relação entre soft skills, comunicação e oratória é muito forte, pois uma comunicação eficaz e uma boa habilidade de oratória são essenciais para o desenvolvimento e aplicação das soft skills. Por exemplo, ser capaz de se comunicar de forma clara e persuasiva é crucial para influenciar e motivar os outros, resolver conflitos, colaborar efetivamente em equipe e liderar com sucesso. Da mesma forma, uma boa habilidade de oratória pode melhorar significativamente a capacidade de transmitir suas ideias de forma convincente, ganhando a confiança e o respeito dos colegas, clientes ou público em geral.

 

Disponível em: https://www.zendesk.com.br/blog/soft-skills-o-que-e/#:~:text=A%20comunica%C3%A7%C3%A3o%20assertiva%20%C3%A9%20uma,comunica%C3%A7%C3%A3o%2C%20como%20a%20linguagem%20corporal. Aceso em: 18/03/2024.

Atividade:

Com base no texto online “O que é soft skill e para que serve? 14 exemplos de habilidades”, descrito na referência abaixo, escolha as suas 5 (cinco) habilidades, que você mais precisa melhorar, e descreva uma ação para desenvolver cada uma delas, sabendo que você participará de um processo de seleção em uma ótima empresa, a qual possuí um processo de seleção que valoriza as soft skills, principalmente às ligadas a comunicação e trabalho em equipe – pois a vaga é para atuar como gestor de equipe na área da formação da sua graduação.

​Referência para consulta e estudo da atividade (copie as 2 linhas inteiras do link abaixo e cole no seu buscador da internet):

https://www.zendesk.com.br/blog/soft-skills-o-que-e/#:~:text=A%20comunica%C3%A7%C3%A3o%20assertiva%20%C3%A9%20uma,comunica%C3%A7%C3%A3o%2C%20como%20a%20linguagem%20corporal.​

Importante: faça uma leitura atenta do texto indicado na referência acima, e assista ao vídeo do Estudo de caso, para poder responder a esta atividade.

Orientações para a realização desta Atividade:

– Esta atividade é baseda no Estudo de caso da disciplina, portanto antes de respondê-la procure assistir ao vídeo.

– Leia atentamente o enunciado desta atividade e o que está sendo pedido.

– Ao utilizar partes do livro da disciplina para elaborar o seu texto, não se esqueça de informar a fonte consultada, nas referências no final do seu texto.

– Evite utilizar textos do livro na íntegra para responder esta atividade, mas procure contribuir também, e principalmente, com suas palavras.

– Evite cópias indevidas, dos textos ou de colegas.

– Dúvidas, fale com o seu Professor Mediador.

Bom trabalho!

 

Orçamento de produção Após o desenvolvimento do orçamento de vendas (Qtde), prosseguimos com o orçamento de produção. Isso mostra quantas unidades de um determinado produto a empresa deve produzir para atender às demandas da venda, bem como às demandas do estoque final da empresa. O orçamento de produção depende diretamente do orçamento de vendas, pois este indica uma estimativa das quantidades a serem vendidas em um determinado período.

Orçamento de produção

Após o desenvolvimento do orçamento de vendas (Qtde), prosseguimos com o orçamento de produção. Isso mostra quantas unidades de um determinado produto a empresa deve produzir para atender às demandas da venda, bem como às demandas do estoque final da empresa. O orçamento de produção depende diretamente do orçamento de vendas, pois este indica uma estimativa das quantidades a serem vendidas em um determinado período.

O orçamento de produção consiste em três partes:

  1. a) Orçamento de aquisição de matéria-prima;
    b) Orçamento de mão-de-obra, que mostra o custo da mão-de-obra e o tempo necessário para fabricar as unidades necessárias para atender à demanda; e,
    c) Orçamento geral.
    Obs: Antes de efetuar o orçamento (em valores monetários R$) é necessário calcular as quantidades mensais produzidas (orçamento de vendas em (Qtde) e o orçamento de produção em (Qtde).

Fonte: ORÇAMENTO de produção: o que é, como é feito e exemplos. Maestrovirtuale.com. Disponível em: <https://maestrovirtuale.com/orcamento-de-producao-o-que-e-como-e-feito-e-exemplos/>. Acesso em 10 de jan. 2024.
Com base na Unidade 03 (a partir da p. 76) do nosso livro didático e no texto apresentado acima, que destaca a importância do orçamento de produção e de custos (disponível em: https://maestrovirtuale.com/orcamento-de-producao-o-que-e-como-e-feito-e-exemplos/), analise os dados da Industria Nova Etapa, apresentados abaixo.

A Indústria Nova Etapa, orçou (orçamento de produção) o seguinte volume de vendas (Qtde) no primeiro semestre de 2024:

– Janeiro: 3.000 unidades;
– Fevereiro: 2.500 unidades;
– Março: 3.000 unidades;
– Abril: 3.100 unidades;
– Maio: 3.300 unidades; e,
– Junho: 3.200 unidades.
O preço de venda unitário, estimado pela indústria, foi de R$ 30,00 no primeiro semestre de 2024.

Ela decidiu ainda, por estimativa, orçar um saldo inicial de 500 unidades no estoque em janeiro 2024. E possui uma política de manter um estoque correspondente a 20% da demanda de venda (se ela pretende vender 3.000 unidades em janeiro, mantém um saldo final de estoque de 600 unidades no mesmo mês).
A empresa, precisa ainda efetuar os orçamentos de custos, para o primeiro semestre de 2024. E, com base nos estudos do desempenho da indústria, foi concluído que, em 2024, os custos unitários orçados para o produto são de R$ 8,00 (R$ 3,00 de mão de obra, R$ 3,00 de materiais e R$ 2,00 de custos indiretos).

Imagine-se como o(a) profissional responsável pela controladoria desta empresa. E, com base nos dados expostos, pede-se que:

  1. a) Calcule (por meio do quadro abaixo) o orçamento de produção da Industria Nova Etapa. Apresentando os valores, em unidades de produto, para cada mês e para o total do primeiro semestre.
Orçamento/Plano de Produção (em unidades)

Primeiro Semestre 2024

MÊS QUANTIDADE EM ESTOQUE QUANTIDADE

PRODUZIDA

QUANTIDADE

VENDIDA

SALDO FINAL NO ESTOQUE
Janeiro 500 3.000 600
Fevereiro
Março
Abril
Maio 3.340
Junho
Total do Semestre 2024 500 640
  1. b) Calcule (por meio do quadro abaixo) o orçamento de custos, apresentado os valores em reais do orçamento de custos mensal e semestral da Indústria Nova Etapa.
Orçamento de Custos – Primeiro Semestre 2024
MÊS VALOR ORÇADO
Janeiro
Fevereiro
Março 24.800,00
Abril
Maio
Junho
Total 2024

SEGUNDA ETAPA: ENVIAR a atividade solicitada

– Acesse o link com um vídeo tutorial para ajudá-lo nesse processo de criação e desenvolvimento.
– A entrega deve ser feita exclusivamente por meio do Template de entrega da atividade MAPA disponível no material da disciplina.
– Antes de enviar sua atividade, certifique-se de que respondeu a todas as perguntas e realize uma cuidadosa correção ortográfica.
– Após o envio não são permitas alterações, ou modificações. Logo, você tem apenas uma chance de enviar o arquivo corretamente. Revise bem antes de enviar.
– Lembre-se que evidências de cópias de materiais, incluindo de outros acadêmicos, sem devidas referências serão inquestionavelmente zeradas. As citações e referências, mesmo que do livro da disciplina, devem ser realizadas conforme normas da Instituição de Ensino.
– Não são permitidas correções parciais no decorrer do módulo, ou seja, o famoso: “professor veja se minha atividade está certa?”. Isso invalida seu processo avaliativo. Lembre-se que a interpretação da atividade também faz parte da avaliação.
– Procure sanar suas dúvidas junto a mediação em tempo hábil sobre o conteúdo exigido na atividade, de modo que consiga realizar sua participação.
– Atenção ao prazo de entrega, evite envio de atividade em cima do prazo. Você pode ter algum problema com internet, computador, software, etc. e os prazos não serão flexibilizados, mesmo em caso de comprovação.

Agora é com você. Bom estudo!

Em caso de dúvidas, encaminhe uma mensagem ao seu Professor Mediador.

Etapa do orçamento de pré-produção Antes de começar a desenvolver o orçamento de produção, é necessário fazer o orçamento de vendas (Qtde), que constitui a primeira etapa do orçamento operacional. O orçamento de vendas é o relatório sobre a quantidade de produtos que devem ser vendidos em um ano.

Etapa do orçamento de pré-produção

Antes de começar a desenvolver o orçamento de produção, é necessário fazer o orçamento de vendas (Qtde), que constitui a primeira etapa do orçamento operacional. O orçamento de vendas é o relatório sobre a quantidade de produtos que devem ser vendidos em um ano.

Orçamento de produção

Após o desenvolvimento do orçamento de vendas (Qtde), prosseguimos com o orçamento de produção. Isso mostra quantas unidades de um determinado produto a empresa deve produzir para atender às demandas da venda, bem como às demandas do estoque final da empresa. O orçamento de produção depende diretamente do orçamento de vendas, pois este indica uma estimativa das quantidades a serem vendidas em um determinado período.

O orçamento de produção consiste em três partes:

  1. a) Orçamento de aquisição de matéria-prima;
    b) Orçamento de mão-de-obra, que mostra o custo da mão-de-obra e o tempo necessário para fabricar as unidades necessárias para atender à demanda; e,
    c) Orçamento geral.
    Obs: Antes de efetuar o orçamento (em valores monetários R$) é necessário calcular as quantidades mensais produzidas (orçamento de vendas em (Qtde) e o orçamento de produção em (Qtde).

Fonte: ORÇAMENTO de produção: o que é, como é feito e exemplos. Maestrovirtuale.com. Disponível em: <https://maestrovirtuale.com/orcamento-de-producao-o-que-e-como-e-feito-e-exemplos/>. Acesso em 10 de jan. 2024.
Com base na Unidade 03 (a partir da p. 76) do nosso livro didático e no texto apresentado acima, que destaca a importância do orçamento de produção e de custos (disponível em: https://maestrovirtuale.com/orcamento-de-producao-o-que-e-como-e-feito-e-exemplos/), analise os dados da Industria Nova Etapa, apresentados abaixo.

A Indústria Nova Etapa, orçou (orçamento de produção) o seguinte volume de vendas (Qtde) no primeiro semestre de 2024:

– Janeiro: 3.000 unidades;
– Fevereiro: 2.500 unidades;
– Março: 3.000 unidades;
– Abril: 3.100 unidades;
– Maio: 3.300 unidades; e,
– Junho: 3.200 unidades.
O preço de venda unitário, estimado pela indústria, foi de R$ 30,00 no primeiro semestre de 2024.

Ela decidiu ainda, por estimativa, orçar um saldo inicial de 500 unidades no estoque em janeiro 2024. E possui uma política de manter um estoque correspondente a 20% da demanda de venda (se ela pretende vender 3.000 unidades em janeiro, mantém um saldo final de estoque de 600 unidades no mesmo mês).
A empresa, precisa ainda efetuar os orçamentos de custos, para o primeiro semestre de 2024. E, com base nos estudos do desempenho da indústria, foi concluído que, em 2024, os custos unitários orçados para o produto são de R$ 8,00 (R$ 3,00 de mão de obra, R$ 3,00 de materiais e R$ 2,00 de custos indiretos).

Imagine-se como o(a) profissional responsável pela controladoria desta empresa. E, com base nos dados expostos, pede-se que:

  1. a) Calcule (por meio do quadro abaixo) o orçamento de produção da Industria Nova Etapa. Apresentando os valores, em unidades de produto, para cada mês e para o total do primeiro semestre.
Orçamento/Plano de Produção (em unidades)

Primeiro Semestre 2024

MÊS QUANTIDADE EM ESTOQUE QUANTIDADE

PRODUZIDA

QUANTIDADE

VENDIDA

SALDO FINAL NO ESTOQUE
Janeiro 500 3.000 600
Fevereiro
Março
Abril
Maio 3.340
Junho
Total do Semestre 2024 500 640
  1. b) Calcule (por meio do quadro abaixo) o orçamento de custos, apresentado os valores em reais do orçamento de custos mensal e semestral da Indústria Nova Etapa.
Orçamento de Custos – Primeiro Semestre 2024
MÊS VALOR ORÇADO
Janeiro
Fevereiro
Março 24.800,00
Abril
Maio
Junho
Total 2024

SEGUNDA ETAPA: ENVIAR a atividade solicitada

– Acesse o link com um vídeo tutorial para ajudá-lo nesse processo de criação e desenvolvimento.
– A entrega deve ser feita exclusivamente por meio do Template de entrega da atividade MAPA disponível no material da disciplina.
– Antes de enviar sua atividade, certifique-se de que respondeu a todas as perguntas e realize uma cuidadosa correção ortográfica.
– Após o envio não são permitas alterações, ou modificações. Logo, você tem apenas uma chance de enviar o arquivo corretamente. Revise bem antes de enviar.
– Lembre-se que evidências de cópias de materiais, incluindo de outros acadêmicos, sem devidas referências serão inquestionavelmente zeradas. As citações e referências, mesmo que do livro da disciplina, devem ser realizadas conforme normas da Instituição de Ensino.
– Não são permitidas correções parciais no decorrer do módulo, ou seja, o famoso: “professor veja se minha atividade está certa?”. Isso invalida seu processo avaliativo. Lembre-se que a interpretação da atividade também faz parte da avaliação.
– Procure sanar suas dúvidas junto a mediação em tempo hábil sobre o conteúdo exigido na atividade, de modo que consiga realizar sua participação.
– Atenção ao prazo de entrega, evite envio de atividade em cima do prazo. Você pode ter algum problema com internet, computador, software, etc. e os prazos não serão flexibilizados, mesmo em caso de comprovação.

Agora é com você. Bom estudo!

Em caso de dúvidas, encaminhe uma mensagem ao seu Professor Mediador.

PRIMEIRA ETAPA: CONSIDERAR a situação problema e REALIZAR a atividade A IMPORTÂNCIA DO ORÇAMENTO O orçamento e uma ferramenta de controle de curto prazo, que tem como função operacionalizar (ou quantificar) o planejamento tático e operacional. Os tipos de orçamentos mais comuns as organizações são: Orçamento de receita, Orçamento de produção e de custos, Orçamento de despesas com marketing, Orçamento de despesas gerais e administrativas. Orçamento de despesas com pesquisa e desenvolvimento, Orçamento de impostos sobre a venda e sobre o lucro e Orçamento de fluxo de caixa. Destacaremos nesse material o orçamento de produção e de custos. O orçamento de produção e de custos, programa todas as necessidades de produção (matéria-prima e custos indiretos) visando garantir que o volume orçado de vendas corresponda ao volume de produtos acabados no estoque. O orçamento de produção é uma das fases do orçamento final de uma empresa e se concentra nas unidades produzidas por ela. Ele faz parte do orçamento operacional e consiste em uma tabela que mostra uma estimativa do número de unidades que devem ser produzidas por uma empresa para atender à demanda de vendas e o estoque final em um determinado período de tempo. O orçamento de produção (Qtde) é um plano financeiro usado pelos fabricantes para obter uma estimativa da quantidade de produtos que devem ser produzidos.

PRIMEIRA ETAPA: CONSIDERAR a situação problema e REALIZAR a atividade

A IMPORTÂNCIA DO ORÇAMENTO
O orçamento e uma ferramenta de controle de curto prazo, que tem como função operacionalizar (ou quantificar) o planejamento tático e operacional. Os tipos de orçamentos mais comuns as organizações são: Orçamento de receita, Orçamento de produção e de custos, Orçamento de despesas com marketing, Orçamento de despesas gerais e administrativas. Orçamento de despesas com pesquisa e desenvolvimento, Orçamento de impostos sobre a venda e sobre o lucro e Orçamento de fluxo de caixa. Destacaremos nesse material o orçamento de produção e de custos.
O orçamento de produção e de custos, programa todas as necessidades de produção (matéria-prima e custos indiretos) visando garantir que o volume orçado de vendas corresponda ao volume de produtos acabados no estoque. O orçamento de produção é uma das fases do orçamento final de uma empresa e se concentra nas unidades produzidas por ela. Ele faz parte do orçamento operacional e consiste em uma tabela que mostra uma estimativa do número de unidades que devem ser produzidas por uma empresa para atender à demanda de vendas e o estoque final em um determinado período de tempo. O orçamento de produção (Qtde) é um plano financeiro usado pelos fabricantes para obter uma estimativa da quantidade de produtos que devem ser produzidos.

Etapa do orçamento de pré-produção

Antes de começar a desenvolver o orçamento de produção, é necessário fazer o orçamento de vendas (Qtde), que constitui a primeira etapa do orçamento operacional. O orçamento de vendas é o relatório sobre a quantidade de produtos que devem ser vendidos em um ano.

Orçamento de produção

Após o desenvolvimento do orçamento de vendas (Qtde), prosseguimos com o orçamento de produção. Isso mostra quantas unidades de um determinado produto a empresa deve produzir para atender às demandas da venda, bem como às demandas do estoque final da empresa. O orçamento de produção depende diretamente do orçamento de vendas, pois este indica uma estimativa das quantidades a serem vendidas em um determinado período.

O orçamento de produção consiste em três partes:

  1. a) Orçamento de aquisição de matéria-prima;
    b) Orçamento de mão-de-obra, que mostra o custo da mão-de-obra e o tempo necessário para fabricar as unidades necessárias para atender à demanda; e,
    c) Orçamento geral.
    Obs: Antes de efetuar o orçamento (em valores monetários R$) é necessário calcular as quantidades mensais produzidas (orçamento de vendas em (Qtde) e o orçamento de produção em (Qtde).

Fonte: ORÇAMENTO de produção: o que é, como é feito e exemplos. Maestrovirtuale.com. Disponível em: <https://maestrovirtuale.com/orcamento-de-producao-o-que-e-como-e-feito-e-exemplos/>. Acesso em 10 de jan. 2024.
Com base na Unidade 03 (a partir da p. 76) do nosso livro didático e no texto apresentado acima, que destaca a importância do orçamento de produção e de custos (disponível em: https://maestrovirtuale.com/orcamento-de-producao-o-que-e-como-e-feito-e-exemplos/), analise os dados da Industria Nova Etapa, apresentados abaixo.

A Indústria Nova Etapa, orçou (orçamento de produção) o seguinte volume de vendas (Qtde) no primeiro semestre de 2024:

– Janeiro: 3.000 unidades;
– Fevereiro: 2.500 unidades;
– Março: 3.000 unidades;
– Abril: 3.100 unidades;
– Maio: 3.300 unidades; e,
– Junho: 3.200 unidades.
O preço de venda unitário, estimado pela indústria, foi de R$ 30,00 no primeiro semestre de 2024.

Ela decidiu ainda, por estimativa, orçar um saldo inicial de 500 unidades no estoque em janeiro 2024. E possui uma política de manter um estoque correspondente a 20% da demanda de venda (se ela pretende vender 3.000 unidades em janeiro, mantém um saldo final de estoque de 600 unidades no mesmo mês).
A empresa, precisa ainda efetuar os orçamentos de custos, para o primeiro semestre de 2024. E, com base nos estudos do desempenho da indústria, foi concluído que, em 2024, os custos unitários orçados para o produto são de R$ 8,00 (R$ 3,00 de mão de obra, R$ 3,00 de materiais e R$ 2,00 de custos indiretos).

Imagine-se como o(a) profissional responsável pela controladoria desta empresa. E, com base nos dados expostos, pede-se que:

  1. a) Calcule (por meio do quadro abaixo) o orçamento de produção da Industria Nova Etapa. Apresentando os valores, em unidades de produto, para cada mês e para o total do primeiro semestre.
Orçamento/Plano de Produção (em unidades)

Primeiro Semestre 2024

MÊS QUANTIDADE EM ESTOQUE QUANTIDADE

PRODUZIDA

QUANTIDADE

VENDIDA

SALDO FINAL NO ESTOQUE
Janeiro 500 3.000 600
Fevereiro
Março
Abril
Maio 3.340
Junho
Total do Semestre 2024 500 640
  1. b) Calcule (por meio do quadro abaixo) o orçamento de custos, apresentado os valores em reais do orçamento de custos mensal e semestral da Indústria Nova Etapa.
Orçamento de Custos – Primeiro Semestre 2024
MÊS VALOR ORÇADO
Janeiro
Fevereiro
Março 24.800,00
Abril
Maio
Junho
Total 2024

SEGUNDA ETAPA: ENVIAR a atividade solicitada

– Acesse o link com um vídeo tutorial para ajudá-lo nesse processo de criação e desenvolvimento.
– A entrega deve ser feita exclusivamente por meio do Template de entrega da atividade MAPA disponível no material da disciplina.
– Antes de enviar sua atividade, certifique-se de que respondeu a todas as perguntas e realize uma cuidadosa correção ortográfica.
– Após o envio não são permitas alterações, ou modificações. Logo, você tem apenas uma chance de enviar o arquivo corretamente. Revise bem antes de enviar.
– Lembre-se que evidências de cópias de materiais, incluindo de outros acadêmicos, sem devidas referências serão inquestionavelmente zeradas. As citações e referências, mesmo que do livro da disciplina, devem ser realizadas conforme normas da Instituição de Ensino.
– Não são permitidas correções parciais no decorrer do módulo, ou seja, o famoso: “professor veja se minha atividade está certa?”. Isso invalida seu processo avaliativo. Lembre-se que a interpretação da atividade também faz parte da avaliação.
– Procure sanar suas dúvidas junto a mediação em tempo hábil sobre o conteúdo exigido na atividade, de modo que consiga realizar sua participação.
– Atenção ao prazo de entrega, evite envio de atividade em cima do prazo. Você pode ter algum problema com internet, computador, software, etc. e os prazos não serão flexibilizados, mesmo em caso de comprovação.

Agora é com você. Bom estudo!

Em caso de dúvidas, encaminhe uma mensagem ao seu Professor Mediador.

Chegou o momento de explorar de forma PRÁTICA os conteúdos aprendidos na disciplina de Controladoria! Para isso, você precisa cumprir duas etapas a saber: Primeira etapa: CONSIDERAR a situação problema e REALIZAR a atividade; Segunda etapa: ENVIAR a atividade solicitada

MAPA – GFIN – CONTROLADORIA – 51/2024

 

Chegou o momento de explorar de forma PRÁTICA os conteúdos aprendidos na disciplina de Controladoria! Para isso, você precisa cumprir duas etapas a saber:

Primeira etapa: CONSIDERAR a situação problema e REALIZAR a atividade;
Segunda etapa: ENVIAR a atividade solicitada;

PRIMEIRA ETAPA: CONSIDERAR a situação problema e REALIZAR a atividade

A IMPORTÂNCIA DO ORÇAMENTO
O orçamento e uma ferramenta de controle de curto prazo, que tem como função operacionalizar (ou quantificar) o planejamento tático e operacional. Os tipos de orçamentos mais comuns as organizações são: Orçamento de receita, Orçamento de produção e de custos, Orçamento de despesas com marketing, Orçamento de despesas gerais e administrativas. Orçamento de despesas com pesquisa e desenvolvimento, Orçamento de impostos sobre a venda e sobre o lucro e Orçamento de fluxo de caixa. Destacaremos nesse material o orçamento de produção e de custos.
O orçamento de produção e de custos, programa todas as necessidades de produção (matéria-prima e custos indiretos) visando garantir que o volume orçado de vendas corresponda ao volume de produtos acabados no estoque. O orçamento de produção é uma das fases do orçamento final de uma empresa e se concentra nas unidades produzidas por ela. Ele faz parte do orçamento operacional e consiste em uma tabela que mostra uma estimativa do número de unidades que devem ser produzidas por uma empresa para atender à demanda de vendas e o estoque final em um determinado período de tempo. O orçamento de produção (Qtde) é um plano financeiro usado pelos fabricantes para obter uma estimativa da quantidade de produtos que devem ser produzidos.

Etapa do orçamento de pré-produção

Antes de começar a desenvolver o orçamento de produção, é necessário fazer o orçamento de vendas (Qtde), que constitui a primeira etapa do orçamento operacional. O orçamento de vendas é o relatório sobre a quantidade de produtos que devem ser vendidos em um ano.

Orçamento de produção

Após o desenvolvimento do orçamento de vendas (Qtde), prosseguimos com o orçamento de produção. Isso mostra quantas unidades de um determinado produto a empresa deve produzir para atender às demandas da venda, bem como às demandas do estoque final da empresa. O orçamento de produção depende diretamente do orçamento de vendas, pois este indica uma estimativa das quantidades a serem vendidas em um determinado período.

O orçamento de produção consiste em três partes:

  1. a) Orçamento de aquisição de matéria-prima;
    b) Orçamento de mão-de-obra, que mostra o custo da mão-de-obra e o tempo necessário para fabricar as unidades necessárias para atender à demanda; e,
    c) Orçamento geral.
    Obs: Antes de efetuar o orçamento (em valores monetários R$) é necessário calcular as quantidades mensais produzidas (orçamento de vendas em (Qtde) e o orçamento de produção em (Qtde).

Fonte: ORÇAMENTO de produção: o que é, como é feito e exemplos. Maestrovirtuale.com. Disponível em: <https://maestrovirtuale.com/orcamento-de-producao-o-que-e-como-e-feito-e-exemplos/>. Acesso em 10 de jan. 2024.
Com base na Unidade 03 (a partir da p. 76) do nosso livro didático e no texto apresentado acima, que destaca a importância do orçamento de produção e de custos (disponível em: https://maestrovirtuale.com/orcamento-de-producao-o-que-e-como-e-feito-e-exemplos/), analise os dados da Industria Nova Etapa, apresentados abaixo.

A Indústria Nova Etapa, orçou (orçamento de produção) o seguinte volume de vendas (Qtde) no primeiro semestre de 2024:

– Janeiro: 3.000 unidades;
– Fevereiro: 2.500 unidades;
– Março: 3.000 unidades;
– Abril: 3.100 unidades;
– Maio: 3.300 unidades; e,
– Junho: 3.200 unidades.
O preço de venda unitário, estimado pela indústria, foi de R$ 30,00 no primeiro semestre de 2024.

Ela decidiu ainda, por estimativa, orçar um saldo inicial de 500 unidades no estoque em janeiro 2024. E possui uma política de manter um estoque correspondente a 20% da demanda de venda (se ela pretende vender 3.000 unidades em janeiro, mantém um saldo final de estoque de 600 unidades no mesmo mês).
A empresa, precisa ainda efetuar os orçamentos de custos, para o primeiro semestre de 2024. E, com base nos estudos do desempenho da indústria, foi concluído que, em 2024, os custos unitários orçados para o produto são de R$ 8,00 (R$ 3,00 de mão de obra, R$ 3,00 de materiais e R$ 2,00 de custos indiretos).

Imagine-se como o(a) profissional responsável pela controladoria desta empresa. E, com base nos dados expostos, pede-se que:

  1. a) Calcule (por meio do quadro abaixo) o orçamento de produção da Industria Nova Etapa. Apresentando os valores, em unidades de produto, para cada mês e para o total do primeiro semestre.
Orçamento/Plano de Produção (em unidades)

Primeiro Semestre 2024

MÊS QUANTIDADE EM ESTOQUE QUANTIDADE

PRODUZIDA

QUANTIDADE

VENDIDA

SALDO FINAL NO ESTOQUE
Janeiro 500 3.000 600
Fevereiro
Março
Abril
Maio 3.340
Junho
Total do Semestre 2024 500 640
  1. b) Calcule (por meio do quadro abaixo) o orçamento de custos, apresentado os valores em reais do orçamento de custos mensal e semestral da Indústria Nova Etapa.
Orçamento de Custos – Primeiro Semestre 2024
MÊS VALOR ORÇADO
Janeiro
Fevereiro
Março 24.800,00
Abril
Maio
Junho
Total 2024

SEGUNDA ETAPA: ENVIAR a atividade solicitada

– Acesse o link com um vídeo tutorial para ajudá-lo nesse processo de criação e desenvolvimento.
– A entrega deve ser feita exclusivamente por meio do Template de entrega da atividade MAPA disponível no material da disciplina.
– Antes de enviar sua atividade, certifique-se de que respondeu a todas as perguntas e realize uma cuidadosa correção ortográfica.
– Após o envio não são permitas alterações, ou modificações. Logo, você tem apenas uma chance de enviar o arquivo corretamente. Revise bem antes de enviar.
– Lembre-se que evidências de cópias de materiais, incluindo de outros acadêmicos, sem devidas referências serão inquestionavelmente zeradas. As citações e referências, mesmo que do livro da disciplina, devem ser realizadas conforme normas da Instituição de Ensino.
– Não são permitidas correções parciais no decorrer do módulo, ou seja, o famoso: “professor veja se minha atividade está certa?”. Isso invalida seu processo avaliativo. Lembre-se que a interpretação da atividade também faz parte da avaliação.
– Procure sanar suas dúvidas junto a mediação em tempo hábil sobre o conteúdo exigido na atividade, de modo que consiga realizar sua participação.
– Atenção ao prazo de entrega, evite envio de atividade em cima do prazo. Você pode ter algum problema com internet, computador, software, etc. e os prazos não serão flexibilizados, mesmo em caso de comprovação.

Agora é com você. Bom estudo!

Em caso de dúvidas, encaminhe uma mensagem ao seu Professor Mediador.

 

ORIENTAÇÕES IMPORTANTES – Realize uma leitura das Unidades 4 e 5 do livro da disciplina. – Leia os materiais extras sobre negociação, disponíveis no Material da Disciplina. – Assista ao vídeo de orientações gravado pelo professor. – Realize pesquisas complementares sobre estratégias de negociação junto a fornecedores estrangeiros. – Realize a sua Atividade MAPA no Formulário Padrão que está disponível para download no Material da Disciplina. – Certifique-se de que está encaminhando o arquivo correto no seu Studeo antes de Finalizar, pois não haverá como editar e/ou enviar outro arquivo após a finalização. – Para cada um dos itens (1, 2 e 3), elabore uma resposta de seis a quinze linhas, mas se lembre de que mais importante do que o número de linhas é a qualidade da sua resposta, a qual deve atender exatamente e por completo o que é solicitado no comando, ok?

 

ORIENTAÇÕES IMPORTANTES

– Realize uma leitura das Unidades 4 e 5 do livro da disciplina.

– Leia os materiais extras sobre negociação, disponíveis no Material da Disciplina.

– Assista ao vídeo de orientações gravado pelo professor.

– Realize pesquisas complementares sobre estratégias de negociação junto a fornecedores estrangeiros.

– Realize a sua Atividade MAPA no Formulário Padrão que está disponível para download no Material da Disciplina.

– Certifique-se de que está encaminhando o arquivo correto no seu Studeo antes de Finalizar, pois não haverá como editar e/ou enviar outro arquivo após a finalização.

– Para cada um dos itens (1, 2 e 3), elabore uma resposta de seis a quinze linhas, mas se lembre de que mais importante do que o número de linhas é a qualidade da sua resposta, a qual deve atender exatamente e por completo o que é solicitado no comando, ok?

 

Item 3. Indique uma estratégia de negociação que você utilizaria junto ao potencial cliente holandês, considerando suas características comportamentais ao negociar, demonstrando como o processo de negociação seria conduzido a partir dessa estratégia, com a finalidade de fechar o acordo milionário de fornecimento de equipamentos tecnológicos.

 

Item 3. Indique uma estratégia de negociação que você utilizaria junto ao potencial cliente holandês, considerando suas características comportamentais ao negociar, demonstrando como o processo de negociação seria conduzido a partir dessa estratégia, com a finalidade de fechar o acordo milionário de fornecimento de equipamentos tecnológicos.

 

ORIENTAÇÕES IMPORTANTES

– Realize uma leitura das Unidades 4 e 5 do livro da disciplina.

– Leia os materiais extras sobre negociação, disponíveis no Material da Disciplina.

– Assista ao vídeo de orientações gravado pelo professor.

– Realize pesquisas complementares sobre estratégias de negociação junto a fornecedores estrangeiros.

– Realize a sua Atividade MAPA no Formulário Padrão que está disponível para download no Material da Disciplina.

– Certifique-se de que está encaminhando o arquivo correto no seu Studeo antes de Finalizar, pois não haverá como editar e/ou enviar outro arquivo após a finalização.

– Para cada um dos itens (1, 2 e 3), elabore uma resposta de seis a quinze linhas, mas se lembre de que mais importante do que o número de linhas é a qualidade da sua resposta, a qual deve atender exatamente e por completo o que é solicitado no comando, ok?

Item 2. Em relação aos tipos de negociação, explique o que vem a ser uma abordagem integrativa, apresentando conceitos, definições e exemplos desse tipo de abordagem.

Item 2. Em relação aos tipos de negociação, explique o que vem a ser uma abordagem integrativa, apresentando conceitos, definições e exemplos desse tipo de abordagem.

 

Item 3. Indique uma estratégia de negociação que você utilizaria junto ao potencial cliente holandês, considerando suas características comportamentais ao negociar, demonstrando como o processo de negociação seria conduzido a partir dessa estratégia, com a finalidade de fechar o acordo milionário de fornecimento de equipamentos tecnológicos.

 

ORIENTAÇÕES IMPORTANTES

– Realize uma leitura das Unidades 4 e 5 do livro da disciplina.

– Leia os materiais extras sobre negociação, disponíveis no Material da Disciplina.

– Assista ao vídeo de orientações gravado pelo professor.

– Realize pesquisas complementares sobre estratégias de negociação junto a fornecedores estrangeiros.

– Realize a sua Atividade MAPA no Formulário Padrão que está disponível para download no Material da Disciplina.

– Certifique-se de que está encaminhando o arquivo correto no seu Studeo antes de Finalizar, pois não haverá como editar e/ou enviar outro arquivo após a finalização.

– Para cada um dos itens (1, 2 e 3), elabore uma resposta de seis a quinze linhas, mas se lembre de que mais importante do que o número de linhas é a qualidade da sua resposta, a qual deve atender exatamente e por completo o que é solicitado no comando, ok?

 

PASSO A PASSO DA ATIVIDADE: Item 1. Em relação aos tipos de negociação, articule o que vem a ser uma abordagem distributiva, apresentando conceitos, definições e exemplos desse tipo de abordagem.

 

PASSO A PASSO DA ATIVIDADE:

 

Item 1. Em relação aos tipos de negociação, articule o que vem a ser uma abordagem distributiva, apresentando conceitos, definições e exemplos desse tipo de abordagem.

 

Item 2. Em relação aos tipos de negociação, explique o que vem a ser uma abordagem integrativa, apresentando conceitos, definições e exemplos desse tipo de abordagem.

 

Item 3. Indique uma estratégia de negociação que você utilizaria junto ao potencial cliente holandês, considerando suas características comportamentais ao negociar, demonstrando como o processo de negociação seria conduzido a partir dessa estratégia, com a finalidade de fechar o acordo milionário de fornecimento de equipamentos tecnológicos.

 

ORIENTAÇÕES IMPORTANTES

– Realize uma leitura das Unidades 4 e 5 do livro da disciplina.

– Leia os materiais extras sobre negociação, disponíveis no Material da Disciplina.

– Assista ao vídeo de orientações gravado pelo professor.

– Realize pesquisas complementares sobre estratégias de negociação junto a fornecedores estrangeiros.

– Realize a sua Atividade MAPA no Formulário Padrão que está disponível para download no Material da Disciplina.

– Certifique-se de que está encaminhando o arquivo correto no seu Studeo antes de Finalizar, pois não haverá como editar e/ou enviar outro arquivo após a finalização.

– Para cada um dos itens (1, 2 e 3), elabore uma resposta de seis a quinze linhas, mas se lembre de que mais importante do que o número de linhas é a qualidade da sua resposta, a qual deve atender exatamente e por completo o que é solicitado no comando, ok?

 

A partir das leituras iniciais, dos estudos da disciplina e diante da narrativa apresentada, para fins desta Atividade MAPA, a sua missão será, na condição de negociador(a) representante da Comex S/A, atender às solicitações dos itens a seguir:

 

A partir das leituras iniciais, dos estudos da disciplina e diante da narrativa apresentada, para fins desta Atividade MAPA, a sua missão será, na condição de negociador(a) representante da Comex S/A, atender às solicitações dos itens a seguir:

 

PASSO A PASSO DA ATIVIDADE:

 

Item 1. Em relação aos tipos de negociação, articule o que vem a ser uma abordagem distributiva, apresentando conceitos, definições e exemplos desse tipo de abordagem.

 

Item 2. Em relação aos tipos de negociação, explique o que vem a ser uma abordagem integrativa, apresentando conceitos, definições e exemplos desse tipo de abordagem.

 

Item 3. Indique uma estratégia de negociação que você utilizaria junto ao potencial cliente holandês, considerando suas características comportamentais ao negociar, demonstrando como o processo de negociação seria conduzido a partir dessa estratégia, com a finalidade de fechar o acordo milionário de fornecimento de equipamentos tecnológicos.

 

ORIENTAÇÕES IMPORTANTES

– Realize uma leitura das Unidades 4 e 5 do livro da disciplina.

– Leia os materiais extras sobre negociação, disponíveis no Material da Disciplina.

– Assista ao vídeo de orientações gravado pelo professor.

– Realize pesquisas complementares sobre estratégias de negociação junto a fornecedores estrangeiros.

– Realize a sua Atividade MAPA no Formulário Padrão que está disponível para download no Material da Disciplina.

– Certifique-se de que está encaminhando o arquivo correto no seu Studeo antes de Finalizar, pois não haverá como editar e/ou enviar outro arquivo após a finalização.

– Para cada um dos itens (1, 2 e 3), elabore uma resposta de seis a quinze linhas, mas se lembre de que mais importante do que o número de linhas é a qualidade da sua resposta, a qual deve atender exatamente e por completo o que é solicitado no comando, ok?

 

Diante do exposto, acompanhe a situação fictícia a seguir: Imagine que você, caro(a) estudante, trabalha na Comex S/A, uma grande Companhia Multinacional do ramo de desenvolvimento e distribuição de equipamentos tecnológicos, e foi escalado(a) como o(a) responsável por conduzir um processo de negociação milionário com um novo potencial cliente situado na Holanda. De antemão, você foi instruído(a) sobre o comportamento dos holandeses durante uma negociação, em que foi dito que, em geral, eles são “concentrados em fatos e números, mas também adotam discursos mais longos e raramente tomam decisões finais sem um bom ‘debate holandês’, às vezes até beirando uma ‘zona de perigo de análise excessiva’” (CUNHA, 2022, on-line). Fonte: https://auding.com.br/a-importancia-da-comunicacao-nas-negociacoes-interculturais-parte-3/. Acesso em: 10 fev. 2023.

Diante do exposto, acompanhe a situação fictícia a seguir:

 

Imagine que você, caro(a) estudante, trabalha na Comex S/A, uma grande Companhia Multinacional do ramo de desenvolvimento e distribuição de equipamentos tecnológicos, e foi escalado(a) como o(a) responsável por conduzir um processo de negociação milionário com um novo potencial cliente situado na Holanda. De antemão, você foi instruído(a) sobre o comportamento dos holandeses durante uma negociação, em que foi dito que, em geral, eles são “concentrados em fatos e números, mas também adotam discursos mais longos e raramente tomam decisões finais sem um bom ‘debate holandês’, às vezes até beirando uma ‘zona de perigo de análise excessiva’” (CUNHA, 2022, on-line).

 

Fonte: https://auding.com.br/a-importancia-da-comunicacao-nas-negociacoes-interculturais-parte-3/. Acesso em: 10 fev. 2023.

 

A partir das leituras iniciais, dos estudos da disciplina e diante da narrativa apresentada, para fins desta Atividade MAPA, a sua missão será, na condição de negociador(a) representante da Comex S/A, atender às solicitações dos itens a seguir:

 

PASSO A PASSO DA ATIVIDADE:

 

Item 1. Em relação aos tipos de negociação, articule o que vem a ser uma abordagem distributiva, apresentando conceitos, definições e exemplos desse tipo de abordagem.

 

Item 2. Em relação aos tipos de negociação, explique o que vem a ser uma abordagem integrativa, apresentando conceitos, definições e exemplos desse tipo de abordagem.

 

Item 3. Indique uma estratégia de negociação que você utilizaria junto ao potencial cliente holandês, considerando suas características comportamentais ao negociar, demonstrando como o processo de negociação seria conduzido a partir dessa estratégia, com a finalidade de fechar o acordo milionário de fornecimento de equipamentos tecnológicos.

 

ORIENTAÇÕES IMPORTANTES

– Realize uma leitura das Unidades 4 e 5 do livro da disciplina.

– Leia os materiais extras sobre negociação, disponíveis no Material da Disciplina.

– Assista ao vídeo de orientações gravado pelo professor.

– Realize pesquisas complementares sobre estratégias de negociação junto a fornecedores estrangeiros.

– Realize a sua Atividade MAPA no Formulário Padrão que está disponível para download no Material da Disciplina.

– Certifique-se de que está encaminhando o arquivo correto no seu Studeo antes de Finalizar, pois não haverá como editar e/ou enviar outro arquivo após a finalização.

– Para cada um dos itens (1, 2 e 3), elabore uma resposta de seis a quinze linhas, mas se lembre de que mais importante do que o número de linhas é a qualidade da sua resposta, a qual deve atender exatamente e por completo o que é solicitado no comando, ok?

 

[Artigo – Parte 2] “Uma ponte cultural, ou uma pessoa que tenha conhecimento de diversidades culturais, têm sempre um valor inestimável em uma negociação. Entenda que diversidade cultural não se resume apenas a saber falar o idioma da pessoa envolvida, mas principalmente de como se comportar nas situações do dia-a-dia. Só o fato de falar inglês fluente muitas vezes não é o suficiente. Saber a etiqueta necessária em um encontro com alguém de cargos relevantes na política, os requisitos indispensáveis para se fazer um pedido em um restaurante chique em um almoço de negócios, ou até mesmo saber exatamente o que o chá e o café representam nesta ou naquela cultura, são fatores muitas vezes determinantes para uma comunicação correta na hora de se fechar um contrato de peso. Conhecer uma cultura a fundo é saber intimamente as nuances comportamentais da rotina de um povo. O tratar, as características únicas de cada povo e de cada lugar. A comunicação numa negociação intercultural vai muito além do domínio do idioma, é muito mais profundo do que uma simples tradução. Inclusive se a pessoa responsável pela tradução em uma negociação não estiver familiarizada com os costumes das partes envolvidas, ela pode causar danos irreparáveis ao invés de ajudar. Porque, muitas vezes, pequenos detalhes podem fazer toda a diferença entre agradar e ofender. E interpretar sinais não verbalizados pode ser um grande desafio. Muitas vezes, pequenos gestos ou olhares podem ser cruciais na hora de se causar uma boa impressão. Então, é fundamental que você faça a sua pesquisa de quais são os erros mais comuns em uma negociação intercultural, a fim de não cometê-los, evitando, assim, comprometer o sucesso do seu acordo”.   Fontes: Disponível em: https://auding.com.br/a-importancia-da-comunicacao-nas-negociacoes-interculturais-parte-1/. Acesso em: 10 fev. 2023. Disponível em: https://auding.com.br/a-importancia-da-comunicacao-nas-negociacoes-interculturais-parte-2/. Acesso em: 10 fev. 2023.

[Artigo – Parte 2]

“Uma ponte cultural, ou uma pessoa que tenha conhecimento de diversidades culturais, têm sempre um valor inestimável em uma negociação. Entenda que diversidade cultural não se resume apenas a saber falar o idioma da pessoa envolvida, mas principalmente de como se comportar nas situações do dia-a-dia. Só o fato de falar inglês fluente muitas vezes não é o suficiente. Saber a etiqueta necessária em um encontro com alguém de cargos relevantes na política, os requisitos indispensáveis para se fazer um pedido em um restaurante chique em um almoço de negócios, ou até mesmo saber exatamente o que o chá e o café representam nesta ou naquela cultura, são fatores muitas vezes determinantes para uma comunicação correta na hora de se fechar um contrato de peso. Conhecer uma cultura a fundo é saber intimamente as nuances comportamentais da rotina de um povo. O tratar, as características únicas de cada povo e de cada lugar. A comunicação numa negociação intercultural vai muito além do domínio do idioma, é muito mais profundo do que uma simples tradução. Inclusive se a pessoa responsável pela tradução em uma negociação não estiver familiarizada com os costumes das partes envolvidas, ela pode causar danos irreparáveis ao invés de ajudar. Porque, muitas vezes, pequenos detalhes podem fazer toda a diferença entre agradar e ofender. E interpretar sinais não verbalizados pode ser um grande desafio. Muitas vezes, pequenos gestos ou olhares podem ser cruciais na hora de se causar uma boa impressão. Então, é fundamental que você faça a sua pesquisa de quais são os erros mais comuns em uma negociação intercultural, a fim de não cometê-los, evitando, assim, comprometer o sucesso do seu acordo”.

 

Fontes:

Disponível em: https://auding.com.br/a-importancia-da-comunicacao-nas-negociacoes-interculturais-parte-1/. Acesso em: 10 fev. 2023.

Disponível em: https://auding.com.br/a-importancia-da-comunicacao-nas-negociacoes-interculturais-parte-2/. Acesso em: 10 fev. 2023.

 

Diante do exposto, acompanhe a situação fictícia a seguir:

 

Imagine que você, caro(a) estudante, trabalha na Comex S/A, uma grande Companhia Multinacional do ramo de desenvolvimento e distribuição de equipamentos tecnológicos, e foi escalado(a) como o(a) responsável por conduzir um processo de negociação milionário com um novo potencial cliente situado na Holanda. De antemão, você foi instruído(a) sobre o comportamento dos holandeses durante uma negociação, em que foi dito que, em geral, eles são “concentrados em fatos e números, mas também adotam discursos mais longos e raramente tomam decisões finais sem um bom ‘debate holandês’, às vezes até beirando uma ‘zona de perigo de análise excessiva’” (CUNHA, 2022, on-line).

 

Fonte: https://auding.com.br/a-importancia-da-comunicacao-nas-negociacoes-interculturais-parte-3/. Acesso em: 10 fev. 2023.

 

A partir das leituras iniciais, dos estudos da disciplina e diante da narrativa apresentada, para fins desta Atividade MAPA, a sua missão será, na condição de negociador(a) representante da Comex S/A, atender às solicitações dos itens a seguir:

 

PASSO A PASSO DA ATIVIDADE:

 

Item 1. Em relação aos tipos de negociação, articule o que vem a ser uma abordagem distributiva, apresentando conceitos, definições e exemplos desse tipo de abordagem.

 

Item 2. Em relação aos tipos de negociação, explique o que vem a ser uma abordagem integrativa, apresentando conceitos, definições e exemplos desse tipo de abordagem.

 

Item 3. Indique uma estratégia de negociação que você utilizaria junto ao potencial cliente holandês, considerando suas características comportamentais ao negociar, demonstrando como o processo de negociação seria conduzido a partir dessa estratégia, com a finalidade de fechar o acordo milionário de fornecimento de equipamentos tecnológicos.

 

ORIENTAÇÕES IMPORTANTES

– Realize uma leitura das Unidades 4 e 5 do livro da disciplina.

– Leia os materiais extras sobre negociação, disponíveis no Material da Disciplina.

– Assista ao vídeo de orientações gravado pelo professor.

– Realize pesquisas complementares sobre estratégias de negociação junto a fornecedores estrangeiros.

– Realize a sua Atividade MAPA no Formulário Padrão que está disponível para download no Material da Disciplina.

– Certifique-se de que está encaminhando o arquivo correto no seu Studeo antes de Finalizar, pois não haverá como editar e/ou enviar outro arquivo após a finalização.

– Para cada um dos itens (1, 2 e 3), elabore uma resposta de seis a quinze linhas, mas se lembre de que mais importante do que o número de linhas é a qualidade da sua resposta, a qual deve atender exatamente e por completo o que é solicitado no comando, ok?

 

Na economia globalizada em que vivemos você pode fazer negociações de qualquer parte do mundo, então é crucial que você entenda o que é considerado normal, educado e aceitável no ambiente de um indivíduo em particular. Até mesmo um executivo muito experiente pode perder um contrato por uma questão importante, porém extremamente sutil, de diferenças culturais entre as partes envolvidas. Você pode ser super bem-sucedido na sua área de negociação, ter cursos, pós-graduação, anos de experiência na sua área, mas se você não tiver conhecimento das diferenças culturais que podem ser indispensáveis no acordo que está fechando com empresas estrangeiras, você corre um alto risco de perder o seu contrato por uma simples má interpretação de um gesto ou de um comportamento, que sejam vitais para que não haja ofensa ou gafe da sua parte em relação a outra parte envolvida”.

 

Na economia globalizada em que vivemos você pode fazer negociações de qualquer parte do mundo, então é crucial que você entenda o que é considerado normal, educado e aceitável no ambiente de um indivíduo em particular. Até mesmo um executivo muito experiente pode perder um contrato por uma questão importante, porém extremamente sutil, de diferenças culturais entre as partes envolvidas. Você pode ser super bem-sucedido na sua área de negociação, ter cursos, pós-graduação, anos de experiência na sua área, mas se você não tiver conhecimento das diferenças culturais que podem ser indispensáveis no acordo que está fechando com empresas estrangeiras, você corre um alto risco de perder o seu contrato por uma simples má interpretação de um gesto ou de um comportamento, que sejam vitais para que não haja ofensa ou gafe da sua parte em relação a outra parte envolvida”.

 

[Artigo – Parte 2]

“Uma ponte cultural, ou uma pessoa que tenha conhecimento de diversidades culturais, têm sempre um valor inestimável em uma negociação. Entenda que diversidade cultural não se resume apenas a saber falar o idioma da pessoa envolvida, mas principalmente de como se comportar nas situações do dia-a-dia. Só o fato de falar inglês fluente muitas vezes não é o suficiente. Saber a etiqueta necessária em um encontro com alguém de cargos relevantes na política, os requisitos indispensáveis para se fazer um pedido em um restaurante chique em um almoço de negócios, ou até mesmo saber exatamente o que o chá e o café representam nesta ou naquela cultura, são fatores muitas vezes determinantes para uma comunicação correta na hora de se fechar um contrato de peso. Conhecer uma cultura a fundo é saber intimamente as nuances comportamentais da rotina de um povo. O tratar, as características únicas de cada povo e de cada lugar. A comunicação numa negociação intercultural vai muito além do domínio do idioma, é muito mais profundo do que uma simples tradução. Inclusive se a pessoa responsável pela tradução em uma negociação não estiver familiarizada com os costumes das partes envolvidas, ela pode causar danos irreparáveis ao invés de ajudar. Porque, muitas vezes, pequenos detalhes podem fazer toda a diferença entre agradar e ofender. E interpretar sinais não verbalizados pode ser um grande desafio. Muitas vezes, pequenos gestos ou olhares podem ser cruciais na hora de se causar uma boa impressão. Então, é fundamental que você faça a sua pesquisa de quais são os erros mais comuns em uma negociação intercultural, a fim de não cometê-los, evitando, assim, comprometer o sucesso do seu acordo”.

 

Fontes:

Disponível em: https://auding.com.br/a-importancia-da-comunicacao-nas-negociacoes-interculturais-parte-1/. Acesso em: 10 fev. 2023.

Disponível em: https://auding.com.br/a-importancia-da-comunicacao-nas-negociacoes-interculturais-parte-2/. Acesso em: 10 fev. 2023.

 

Diante do exposto, acompanhe a situação fictícia a seguir:

 

Imagine que você, caro(a) estudante, trabalha na Comex S/A, uma grande Companhia Multinacional do ramo de desenvolvimento e distribuição de equipamentos tecnológicos, e foi escalado(a) como o(a) responsável por conduzir um processo de negociação milionário com um novo potencial cliente situado na Holanda. De antemão, você foi instruído(a) sobre o comportamento dos holandeses durante uma negociação, em que foi dito que, em geral, eles são “concentrados em fatos e números, mas também adotam discursos mais longos e raramente tomam decisões finais sem um bom ‘debate holandês’, às vezes até beirando uma ‘zona de perigo de análise excessiva’” (CUNHA, 2022, on-line).

 

Fonte: https://auding.com.br/a-importancia-da-comunicacao-nas-negociacoes-interculturais-parte-3/. Acesso em: 10 fev. 2023.

 

A partir das leituras iniciais, dos estudos da disciplina e diante da narrativa apresentada, para fins desta Atividade MAPA, a sua missão será, na condição de negociador(a) representante da Comex S/A, atender às solicitações dos itens a seguir:

 

PASSO A PASSO DA ATIVIDADE:

 

Item 1. Em relação aos tipos de negociação, articule o que vem a ser uma abordagem distributiva, apresentando conceitos, definições e exemplos desse tipo de abordagem.

 

Item 2. Em relação aos tipos de negociação, explique o que vem a ser uma abordagem integrativa, apresentando conceitos, definições e exemplos desse tipo de abordagem.

 

Item 3. Indique uma estratégia de negociação que você utilizaria junto ao potencial cliente holandês, considerando suas características comportamentais ao negociar, demonstrando como o processo de negociação seria conduzido a partir dessa estratégia, com a finalidade de fechar o acordo milionário de fornecimento de equipamentos tecnológicos.

 

ORIENTAÇÕES IMPORTANTES

– Realize uma leitura das Unidades 4 e 5 do livro da disciplina.

– Leia os materiais extras sobre negociação, disponíveis no Material da Disciplina.

– Assista ao vídeo de orientações gravado pelo professor.

– Realize pesquisas complementares sobre estratégias de negociação junto a fornecedores estrangeiros.

– Realize a sua Atividade MAPA no Formulário Padrão que está disponível para download no Material da Disciplina.

– Certifique-se de que está encaminhando o arquivo correto no seu Studeo antes de Finalizar, pois não haverá como editar e/ou enviar outro arquivo após a finalização.

– Para cada um dos itens (1, 2 e 3), elabore uma resposta de seis a quinze linhas, mas se lembre de que mais importante do que o número de linhas é a qualidade da sua resposta, a qual deve atender exatamente e por completo o que é solicitado no comando, ok?

 

Isso porque a cultura consiste nos padrões de comportamento socialmente transmitidos, nas atitudes, normas e valores de uma sociedade, ou de uma nação, um grupo étnico ou, até mesmo, de uma organização. Portanto, compreender a cultura de colaboradores estrangeiros é muito parecido com o descascar de uma cebola. Você vai descobrindo camadas que estão intrinsecamente relacionadas. Ao interpretar um comportamento revelam-se atitudes, que, por sua vez, refletem-se em normas, onde, então, são encontrados os valores. E são justamente essas diferenças culturais que podem complicar, em muitos aspectos, as negociações e os relacionamentos.

Isso porque a cultura consiste nos padrões de comportamento socialmente transmitidos, nas atitudes, normas e valores de uma sociedade, ou de uma nação, um grupo étnico ou, até mesmo, de uma organização.

 

Portanto, compreender a cultura de colaboradores estrangeiros é muito parecido com o descascar de uma cebola. Você vai descobrindo camadas que estão intrinsecamente relacionadas. Ao interpretar um comportamento revelam-se atitudes, que, por sua vez, refletem-se em normas, onde, então, são encontrados os valores. E são justamente essas diferenças culturais que podem complicar, em muitos aspectos, as negociações e os relacionamentos.

 

[…]

 

Na economia globalizada em que vivemos você pode fazer negociações de qualquer parte do mundo, então é crucial que você entenda o que é considerado normal, educado e aceitável no ambiente de um indivíduo em particular. Até mesmo um executivo muito experiente pode perder um contrato por uma questão importante, porém extremamente sutil, de diferenças culturais entre as partes envolvidas. Você pode ser super bem-sucedido na sua área de negociação, ter cursos, pós-graduação, anos de experiência na sua área, mas se você não tiver conhecimento das diferenças culturais que podem ser indispensáveis no acordo que está fechando com empresas estrangeiras, você corre um alto risco de perder o seu contrato por uma simples má interpretação de um gesto ou de um comportamento, que sejam vitais para que não haja ofensa ou gafe da sua parte em relação a outra parte envolvida”.

 

[Artigo – Parte 2]

“Uma ponte cultural, ou uma pessoa que tenha conhecimento de diversidades culturais, têm sempre um valor inestimável em uma negociação. Entenda que diversidade cultural não se resume apenas a saber falar o idioma da pessoa envolvida, mas principalmente de como se comportar nas situações do dia-a-dia. Só o fato de falar inglês fluente muitas vezes não é o suficiente. Saber a etiqueta necessária em um encontro com alguém de cargos relevantes na política, os requisitos indispensáveis para se fazer um pedido em um restaurante chique em um almoço de negócios, ou até mesmo saber exatamente o que o chá e o café representam nesta ou naquela cultura, são fatores muitas vezes determinantes para uma comunicação correta na hora de se fechar um contrato de peso. Conhecer uma cultura a fundo é saber intimamente as nuances comportamentais da rotina de um povo. O tratar, as características únicas de cada povo e de cada lugar. A comunicação numa negociação intercultural vai muito além do domínio do idioma, é muito mais profundo do que uma simples tradução. Inclusive se a pessoa responsável pela tradução em uma negociação não estiver familiarizada com os costumes das partes envolvidas, ela pode causar danos irreparáveis ao invés de ajudar. Porque, muitas vezes, pequenos detalhes podem fazer toda a diferença entre agradar e ofender. E interpretar sinais não verbalizados pode ser um grande desafio. Muitas vezes, pequenos gestos ou olhares podem ser cruciais na hora de se causar uma boa impressão. Então, é fundamental que você faça a sua pesquisa de quais são os erros mais comuns em uma negociação intercultural, a fim de não cometê-los, evitando, assim, comprometer o sucesso do seu acordo”.

 

Fontes:

Disponível em: https://auding.com.br/a-importancia-da-comunicacao-nas-negociacoes-interculturais-parte-1/. Acesso em: 10 fev. 2023.

Disponível em: https://auding.com.br/a-importancia-da-comunicacao-nas-negociacoes-interculturais-parte-2/. Acesso em: 10 fev. 2023.

 

Diante do exposto, acompanhe a situação fictícia a seguir:

 

Imagine que você, caro(a) estudante, trabalha na Comex S/A, uma grande Companhia Multinacional do ramo de desenvolvimento e distribuição de equipamentos tecnológicos, e foi escalado(a) como o(a) responsável por conduzir um processo de negociação milionário com um novo potencial cliente situado na Holanda. De antemão, você foi instruído(a) sobre o comportamento dos holandeses durante uma negociação, em que foi dito que, em geral, eles são “concentrados em fatos e números, mas também adotam discursos mais longos e raramente tomam decisões finais sem um bom ‘debate holandês’, às vezes até beirando uma ‘zona de perigo de análise excessiva’” (CUNHA, 2022, on-line).

 

Fonte: https://auding.com.br/a-importancia-da-comunicacao-nas-negociacoes-interculturais-parte-3/. Acesso em: 10 fev. 2023.

 

A partir das leituras iniciais, dos estudos da disciplina e diante da narrativa apresentada, para fins desta Atividade MAPA, a sua missão será, na condição de negociador(a) representante da Comex S/A, atender às solicitações dos itens a seguir:

 

PASSO A PASSO DA ATIVIDADE:

 

Item 1. Em relação aos tipos de negociação, articule o que vem a ser uma abordagem distributiva, apresentando conceitos, definições e exemplos desse tipo de abordagem.

 

Item 2. Em relação aos tipos de negociação, explique o que vem a ser uma abordagem integrativa, apresentando conceitos, definições e exemplos desse tipo de abordagem.

 

Item 3. Indique uma estratégia de negociação que você utilizaria junto ao potencial cliente holandês, considerando suas características comportamentais ao negociar, demonstrando como o processo de negociação seria conduzido a partir dessa estratégia, com a finalidade de fechar o acordo milionário de fornecimento de equipamentos tecnológicos.

 

ORIENTAÇÕES IMPORTANTES

– Realize uma leitura das Unidades 4 e 5 do livro da disciplina.

– Leia os materiais extras sobre negociação, disponíveis no Material da Disciplina.

– Assista ao vídeo de orientações gravado pelo professor.

– Realize pesquisas complementares sobre estratégias de negociação junto a fornecedores estrangeiros.

– Realize a sua Atividade MAPA no Formulário Padrão que está disponível para download no Material da Disciplina.

– Certifique-se de que está encaminhando o arquivo correto no seu Studeo antes de Finalizar, pois não haverá como editar e/ou enviar outro arquivo após a finalização.

– Para cada um dos itens (1, 2 e 3), elabore uma resposta de seis a quinze linhas, mas se lembre de que mais importante do que o número de linhas é a qualidade da sua resposta, a qual deve atender exatamente e por completo o que é solicitado no comando, ok?

 

Bem, quando estiver negociando com fornecedores estrangeiros, você vai se deparar com uma variedade de obstáculos, tais como leis, ideologias e governos com os quais você não tem familiaridade, e que normalmente nunca são abordadas em uma negociação com fornecedores do seu país. Um obstáculo em particular que, normalmente, complica as negociações são as diferenças culturais entre as partes envolvidas.

Bem, quando estiver negociando com fornecedores estrangeiros, você vai se deparar com uma variedade de obstáculos, tais como leis, ideologias e governos com os quais você não tem familiaridade, e que normalmente nunca são abordadas em uma negociação com fornecedores do seu país. Um obstáculo em particular que, normalmente, complica as negociações são as diferenças culturais entre as partes envolvidas.

 

Isso porque a cultura consiste nos padrões de comportamento socialmente transmitidos, nas atitudes, normas e valores de uma sociedade, ou de uma nação, um grupo étnico ou, até mesmo, de uma organização.

 

Portanto, compreender a cultura de colaboradores estrangeiros é muito parecido com o descascar de uma cebola. Você vai descobrindo camadas que estão intrinsecamente relacionadas. Ao interpretar um comportamento revelam-se atitudes, que, por sua vez, refletem-se em normas, onde, então, são encontrados os valores. E são justamente essas diferenças culturais que podem complicar, em muitos aspectos, as negociações e os relacionamentos.

 

[…]

 

Na economia globalizada em que vivemos você pode fazer negociações de qualquer parte do mundo, então é crucial que você entenda o que é considerado normal, educado e aceitável no ambiente de um indivíduo em particular. Até mesmo um executivo muito experiente pode perder um contrato por uma questão importante, porém extremamente sutil, de diferenças culturais entre as partes envolvidas. Você pode ser super bem-sucedido na sua área de negociação, ter cursos, pós-graduação, anos de experiência na sua área, mas se você não tiver conhecimento das diferenças culturais que podem ser indispensáveis no acordo que está fechando com empresas estrangeiras, você corre um alto risco de perder o seu contrato por uma simples má interpretação de um gesto ou de um comportamento, que sejam vitais para que não haja ofensa ou gafe da sua parte em relação a outra parte envolvida”.

 

[Artigo – Parte 2]

“Uma ponte cultural, ou uma pessoa que tenha conhecimento de diversidades culturais, têm sempre um valor inestimável em uma negociação. Entenda que diversidade cultural não se resume apenas a saber falar o idioma da pessoa envolvida, mas principalmente de como se comportar nas situações do dia-a-dia. Só o fato de falar inglês fluente muitas vezes não é o suficiente. Saber a etiqueta necessária em um encontro com alguém de cargos relevantes na política, os requisitos indispensáveis para se fazer um pedido em um restaurante chique em um almoço de negócios, ou até mesmo saber exatamente o que o chá e o café representam nesta ou naquela cultura, são fatores muitas vezes determinantes para uma comunicação correta na hora de se fechar um contrato de peso. Conhecer uma cultura a fundo é saber intimamente as nuances comportamentais da rotina de um povo. O tratar, as características únicas de cada povo e de cada lugar. A comunicação numa negociação intercultural vai muito além do domínio do idioma, é muito mais profundo do que uma simples tradução. Inclusive se a pessoa responsável pela tradução em uma negociação não estiver familiarizada com os costumes das partes envolvidas, ela pode causar danos irreparáveis ao invés de ajudar. Porque, muitas vezes, pequenos detalhes podem fazer toda a diferença entre agradar e ofender. E interpretar sinais não verbalizados pode ser um grande desafio. Muitas vezes, pequenos gestos ou olhares podem ser cruciais na hora de se causar uma boa impressão. Então, é fundamental que você faça a sua pesquisa de quais são os erros mais comuns em uma negociação intercultural, a fim de não cometê-los, evitando, assim, comprometer o sucesso do seu acordo”.

 

Fontes:

Disponível em: https://auding.com.br/a-importancia-da-comunicacao-nas-negociacoes-interculturais-parte-1/. Acesso em: 10 fev. 2023.

Disponível em: https://auding.com.br/a-importancia-da-comunicacao-nas-negociacoes-interculturais-parte-2/. Acesso em: 10 fev. 2023.

 

Diante do exposto, acompanhe a situação fictícia a seguir:

 

Imagine que você, caro(a) estudante, trabalha na Comex S/A, uma grande Companhia Multinacional do ramo de desenvolvimento e distribuição de equipamentos tecnológicos, e foi escalado(a) como o(a) responsável por conduzir um processo de negociação milionário com um novo potencial cliente situado na Holanda. De antemão, você foi instruído(a) sobre o comportamento dos holandeses durante uma negociação, em que foi dito que, em geral, eles são “concentrados em fatos e números, mas também adotam discursos mais longos e raramente tomam decisões finais sem um bom ‘debate holandês’, às vezes até beirando uma ‘zona de perigo de análise excessiva’” (CUNHA, 2022, on-line).

 

Fonte: https://auding.com.br/a-importancia-da-comunicacao-nas-negociacoes-interculturais-parte-3/. Acesso em: 10 fev. 2023.

 

A partir das leituras iniciais, dos estudos da disciplina e diante da narrativa apresentada, para fins desta Atividade MAPA, a sua missão será, na condição de negociador(a) representante da Comex S/A, atender às solicitações dos itens a seguir:

 

PASSO A PASSO DA ATIVIDADE:

 

Item 1. Em relação aos tipos de negociação, articule o que vem a ser uma abordagem distributiva, apresentando conceitos, definições e exemplos desse tipo de abordagem.

 

Item 2. Em relação aos tipos de negociação, explique o que vem a ser uma abordagem integrativa, apresentando conceitos, definições e exemplos desse tipo de abordagem.

 

Item 3. Indique uma estratégia de negociação que você utilizaria junto ao potencial cliente holandês, considerando suas características comportamentais ao negociar, demonstrando como o processo de negociação seria conduzido a partir dessa estratégia, com a finalidade de fechar o acordo milionário de fornecimento de equipamentos tecnológicos.

 

ORIENTAÇÕES IMPORTANTES

– Realize uma leitura das Unidades 4 e 5 do livro da disciplina.

– Leia os materiais extras sobre negociação, disponíveis no Material da Disciplina.

– Assista ao vídeo de orientações gravado pelo professor.

– Realize pesquisas complementares sobre estratégias de negociação junto a fornecedores estrangeiros.

– Realize a sua Atividade MAPA no Formulário Padrão que está disponível para download no Material da Disciplina.

– Certifique-se de que está encaminhando o arquivo correto no seu Studeo antes de Finalizar, pois não haverá como editar e/ou enviar outro arquivo após a finalização.

– Para cada um dos itens (1, 2 e 3), elabore uma resposta de seis a quinze linhas, mas se lembre de que mais importante do que o número de linhas é a qualidade da sua resposta, a qual deve atender exatamente e por completo o que é solicitado no comando, ok?

 

Leia o artigo a seguir: A Importância da Comunicação nas Negociações Interculturais [Artigo – Parte 1] “A comunicação na negociação é nada mais nada menos do que os meios pelos quais os negociadores podem atingir os seus objetivos, construir seus relacionamentos e resolver conflitos. A maioria dos executivos entende que esta é a ferramenta mais importante que se pode ter para negociações de sucesso. Ela se torna ainda mais desafiadora quando incluímos participantes de diferentes culturas e nacionalidades. […]

Leia o artigo a seguir:

 

A Importância da Comunicação nas Negociações Interculturais

 

[Artigo – Parte 1]

“A comunicação na negociação é nada mais nada menos do que os meios pelos quais os negociadores podem atingir os seus objetivos, construir seus relacionamentos e resolver conflitos. A maioria dos executivos entende que esta é a ferramenta mais importante que se pode ter para negociações de sucesso. Ela se torna ainda mais desafiadora quando incluímos participantes de diferentes culturas e nacionalidades. […]

 

Bem, quando estiver negociando com fornecedores estrangeiros, você vai se deparar com uma variedade de obstáculos, tais como leis, ideologias e governos com os quais você não tem familiaridade, e que normalmente nunca são abordadas em uma negociação com fornecedores do seu país. Um obstáculo em particular que, normalmente, complica as negociações são as diferenças culturais entre as partes envolvidas.

 

Isso porque a cultura consiste nos padrões de comportamento socialmente transmitidos, nas atitudes, normas e valores de uma sociedade, ou de uma nação, um grupo étnico ou, até mesmo, de uma organização.

 

Portanto, compreender a cultura de colaboradores estrangeiros é muito parecido com o descascar de uma cebola. Você vai descobrindo camadas que estão intrinsecamente relacionadas. Ao interpretar um comportamento revelam-se atitudes, que, por sua vez, refletem-se em normas, onde, então, são encontrados os valores. E são justamente essas diferenças culturais que podem complicar, em muitos aspectos, as negociações e os relacionamentos.

 

[…]

 

Na economia globalizada em que vivemos você pode fazer negociações de qualquer parte do mundo, então é crucial que você entenda o que é considerado normal, educado e aceitável no ambiente de um indivíduo em particular. Até mesmo um executivo muito experiente pode perder um contrato por uma questão importante, porém extremamente sutil, de diferenças culturais entre as partes envolvidas. Você pode ser super bem-sucedido na sua área de negociação, ter cursos, pós-graduação, anos de experiência na sua área, mas se você não tiver conhecimento das diferenças culturais que podem ser indispensáveis no acordo que está fechando com empresas estrangeiras, você corre um alto risco de perder o seu contrato por uma simples má interpretação de um gesto ou de um comportamento, que sejam vitais para que não haja ofensa ou gafe da sua parte em relação a outra parte envolvida”.

 

[Artigo – Parte 2]

“Uma ponte cultural, ou uma pessoa que tenha conhecimento de diversidades culturais, têm sempre um valor inestimável em uma negociação. Entenda que diversidade cultural não se resume apenas a saber falar o idioma da pessoa envolvida, mas principalmente de como se comportar nas situações do dia-a-dia. Só o fato de falar inglês fluente muitas vezes não é o suficiente. Saber a etiqueta necessária em um encontro com alguém de cargos relevantes na política, os requisitos indispensáveis para se fazer um pedido em um restaurante chique em um almoço de negócios, ou até mesmo saber exatamente o que o chá e o café representam nesta ou naquela cultura, são fatores muitas vezes determinantes para uma comunicação correta na hora de se fechar um contrato de peso. Conhecer uma cultura a fundo é saber intimamente as nuances comportamentais da rotina de um povo. O tratar, as características únicas de cada povo e de cada lugar. A comunicação numa negociação intercultural vai muito além do domínio do idioma, é muito mais profundo do que uma simples tradução. Inclusive se a pessoa responsável pela tradução em uma negociação não estiver familiarizada com os costumes das partes envolvidas, ela pode causar danos irreparáveis ao invés de ajudar. Porque, muitas vezes, pequenos detalhes podem fazer toda a diferença entre agradar e ofender. E interpretar sinais não verbalizados pode ser um grande desafio. Muitas vezes, pequenos gestos ou olhares podem ser cruciais na hora de se causar uma boa impressão. Então, é fundamental que você faça a sua pesquisa de quais são os erros mais comuns em uma negociação intercultural, a fim de não cometê-los, evitando, assim, comprometer o sucesso do seu acordo”.

 

Fontes:

Disponível em: https://auding.com.br/a-importancia-da-comunicacao-nas-negociacoes-interculturais-parte-1/. Acesso em: 10 fev. 2023.

Disponível em: https://auding.com.br/a-importancia-da-comunicacao-nas-negociacoes-interculturais-parte-2/. Acesso em: 10 fev. 2023.

 

Diante do exposto, acompanhe a situação fictícia a seguir:

 

Imagine que você, caro(a) estudante, trabalha na Comex S/A, uma grande Companhia Multinacional do ramo de desenvolvimento e distribuição de equipamentos tecnológicos, e foi escalado(a) como o(a) responsável por conduzir um processo de negociação milionário com um novo potencial cliente situado na Holanda. De antemão, você foi instruído(a) sobre o comportamento dos holandeses durante uma negociação, em que foi dito que, em geral, eles são “concentrados em fatos e números, mas também adotam discursos mais longos e raramente tomam decisões finais sem um bom ‘debate holandês’, às vezes até beirando uma ‘zona de perigo de análise excessiva’” (CUNHA, 2022, on-line).

 

Fonte: https://auding.com.br/a-importancia-da-comunicacao-nas-negociacoes-interculturais-parte-3/. Acesso em: 10 fev. 2023.

 

A partir das leituras iniciais, dos estudos da disciplina e diante da narrativa apresentada, para fins desta Atividade MAPA, a sua missão será, na condição de negociador(a) representante da Comex S/A, atender às solicitações dos itens a seguir:

 

PASSO A PASSO DA ATIVIDADE:

 

Item 1. Em relação aos tipos de negociação, articule o que vem a ser uma abordagem distributiva, apresentando conceitos, definições e exemplos desse tipo de abordagem.

 

Item 2. Em relação aos tipos de negociação, explique o que vem a ser uma abordagem integrativa, apresentando conceitos, definições e exemplos desse tipo de abordagem.

 

Item 3. Indique uma estratégia de negociação que você utilizaria junto ao potencial cliente holandês, considerando suas características comportamentais ao negociar, demonstrando como o processo de negociação seria conduzido a partir dessa estratégia, com a finalidade de fechar o acordo milionário de fornecimento de equipamentos tecnológicos.

 

ORIENTAÇÕES IMPORTANTES

– Realize uma leitura das Unidades 4 e 5 do livro da disciplina.

– Leia os materiais extras sobre negociação, disponíveis no Material da Disciplina.

– Assista ao vídeo de orientações gravado pelo professor.

– Realize pesquisas complementares sobre estratégias de negociação junto a fornecedores estrangeiros.

– Realize a sua Atividade MAPA no Formulário Padrão que está disponível para download no Material da Disciplina.

– Certifique-se de que está encaminhando o arquivo correto no seu Studeo antes de Finalizar, pois não haverá como editar e/ou enviar outro arquivo após a finalização.

– Para cada um dos itens (1, 2 e 3), elabore uma resposta de seis a quinze linhas, mas se lembre de que mais importante do que o número de linhas é a qualidade da sua resposta, a qual deve atender exatamente e por completo o que é solicitado no comando, ok?

 

Nesse sentido, fica aqui uma reflexão importante sobre as particularidades inerentes aos processos de negociação com fornecedores nacionais e estrangeiros. No caso do profissional de Comércio Exterior, saber como negociar com seus stakeholders internacionais acaba sendo uma obrigação para obtenção de sucesso, e conhecer a cultura e os costumes das pessoas e dos países com quem se estabelecem relações comerciais se torna algo fundamental.

 

Nesse sentido, fica aqui uma reflexão importante sobre as particularidades inerentes aos processos de negociação com fornecedores nacionais e estrangeiros. No caso do profissional de Comércio Exterior, saber como negociar com seus stakeholders internacionais acaba sendo uma obrigação para obtenção de sucesso, e conhecer a cultura e os costumes das pessoas e dos países com quem se estabelecem relações comerciais se torna algo fundamental.

 

Leia o artigo a seguir:

 

A Importância da Comunicação nas Negociações Interculturais

 

[Artigo – Parte 1]

“A comunicação na negociação é nada mais nada menos do que os meios pelos quais os negociadores podem atingir os seus objetivos, construir seus relacionamentos e resolver conflitos. A maioria dos executivos entende que esta é a ferramenta mais importante que se pode ter para negociações de sucesso. Ela se torna ainda mais desafiadora quando incluímos participantes de diferentes culturas e nacionalidades. […]

 

Bem, quando estiver negociando com fornecedores estrangeiros, você vai se deparar com uma variedade de obstáculos, tais como leis, ideologias e governos com os quais você não tem familiaridade, e que normalmente nunca são abordadas em uma negociação com fornecedores do seu país. Um obstáculo em particular que, normalmente, complica as negociações são as diferenças culturais entre as partes envolvidas.

 

Isso porque a cultura consiste nos padrões de comportamento socialmente transmitidos, nas atitudes, normas e valores de uma sociedade, ou de uma nação, um grupo étnico ou, até mesmo, de uma organização.

 

Portanto, compreender a cultura de colaboradores estrangeiros é muito parecido com o descascar de uma cebola. Você vai descobrindo camadas que estão intrinsecamente relacionadas. Ao interpretar um comportamento revelam-se atitudes, que, por sua vez, refletem-se em normas, onde, então, são encontrados os valores. E são justamente essas diferenças culturais que podem complicar, em muitos aspectos, as negociações e os relacionamentos.

 

[…]

 

Na economia globalizada em que vivemos você pode fazer negociações de qualquer parte do mundo, então é crucial que você entenda o que é considerado normal, educado e aceitável no ambiente de um indivíduo em particular. Até mesmo um executivo muito experiente pode perder um contrato por uma questão importante, porém extremamente sutil, de diferenças culturais entre as partes envolvidas. Você pode ser super bem-sucedido na sua área de negociação, ter cursos, pós-graduação, anos de experiência na sua área, mas se você não tiver conhecimento das diferenças culturais que podem ser indispensáveis no acordo que está fechando com empresas estrangeiras, você corre um alto risco de perder o seu contrato por uma simples má interpretação de um gesto ou de um comportamento, que sejam vitais para que não haja ofensa ou gafe da sua parte em relação a outra parte envolvida”.

 

[Artigo – Parte 2]

“Uma ponte cultural, ou uma pessoa que tenha conhecimento de diversidades culturais, têm sempre um valor inestimável em uma negociação. Entenda que diversidade cultural não se resume apenas a saber falar o idioma da pessoa envolvida, mas principalmente de como se comportar nas situações do dia-a-dia. Só o fato de falar inglês fluente muitas vezes não é o suficiente. Saber a etiqueta necessária em um encontro com alguém de cargos relevantes na política, os requisitos indispensáveis para se fazer um pedido em um restaurante chique em um almoço de negócios, ou até mesmo saber exatamente o que o chá e o café representam nesta ou naquela cultura, são fatores muitas vezes determinantes para uma comunicação correta na hora de se fechar um contrato de peso. Conhecer uma cultura a fundo é saber intimamente as nuances comportamentais da rotina de um povo. O tratar, as características únicas de cada povo e de cada lugar. A comunicação numa negociação intercultural vai muito além do domínio do idioma, é muito mais profundo do que uma simples tradução. Inclusive se a pessoa responsável pela tradução em uma negociação não estiver familiarizada com os costumes das partes envolvidas, ela pode causar danos irreparáveis ao invés de ajudar. Porque, muitas vezes, pequenos detalhes podem fazer toda a diferença entre agradar e ofender. E interpretar sinais não verbalizados pode ser um grande desafio. Muitas vezes, pequenos gestos ou olhares podem ser cruciais na hora de se causar uma boa impressão. Então, é fundamental que você faça a sua pesquisa de quais são os erros mais comuns em uma negociação intercultural, a fim de não cometê-los, evitando, assim, comprometer o sucesso do seu acordo”.

 

Fontes:

Disponível em: https://auding.com.br/a-importancia-da-comunicacao-nas-negociacoes-interculturais-parte-1/. Acesso em: 10 fev. 2023.

Disponível em: https://auding.com.br/a-importancia-da-comunicacao-nas-negociacoes-interculturais-parte-2/. Acesso em: 10 fev. 2023.

 

Diante do exposto, acompanhe a situação fictícia a seguir:

 

Imagine que você, caro(a) estudante, trabalha na Comex S/A, uma grande Companhia Multinacional do ramo de desenvolvimento e distribuição de equipamentos tecnológicos, e foi escalado(a) como o(a) responsável por conduzir um processo de negociação milionário com um novo potencial cliente situado na Holanda. De antemão, você foi instruído(a) sobre o comportamento dos holandeses durante uma negociação, em que foi dito que, em geral, eles são “concentrados em fatos e números, mas também adotam discursos mais longos e raramente tomam decisões finais sem um bom ‘debate holandês’, às vezes até beirando uma ‘zona de perigo de análise excessiva’” (CUNHA, 2022, on-line).

 

Fonte: https://auding.com.br/a-importancia-da-comunicacao-nas-negociacoes-interculturais-parte-3/. Acesso em: 10 fev. 2023.

 

A partir das leituras iniciais, dos estudos da disciplina e diante da narrativa apresentada, para fins desta Atividade MAPA, a sua missão será, na condição de negociador(a) representante da Comex S/A, atender às solicitações dos itens a seguir:

 

PASSO A PASSO DA ATIVIDADE:

 

Item 1. Em relação aos tipos de negociação, articule o que vem a ser uma abordagem distributiva, apresentando conceitos, definições e exemplos desse tipo de abordagem.

 

Item 2. Em relação aos tipos de negociação, explique o que vem a ser uma abordagem integrativa, apresentando conceitos, definições e exemplos desse tipo de abordagem.

 

Item 3. Indique uma estratégia de negociação que você utilizaria junto ao potencial cliente holandês, considerando suas características comportamentais ao negociar, demonstrando como o processo de negociação seria conduzido a partir dessa estratégia, com a finalidade de fechar o acordo milionário de fornecimento de equipamentos tecnológicos.

 

ORIENTAÇÕES IMPORTANTES

– Realize uma leitura das Unidades 4 e 5 do livro da disciplina.

– Leia os materiais extras sobre negociação, disponíveis no Material da Disciplina.

– Assista ao vídeo de orientações gravado pelo professor.

– Realize pesquisas complementares sobre estratégias de negociação junto a fornecedores estrangeiros.

– Realize a sua Atividade MAPA no Formulário Padrão que está disponível para download no Material da Disciplina.

– Certifique-se de que está encaminhando o arquivo correto no seu Studeo antes de Finalizar, pois não haverá como editar e/ou enviar outro arquivo após a finalização.

– Para cada um dos itens (1, 2 e 3), elabore uma resposta de seis a quinze linhas, mas se lembre de que mais importante do que o número de linhas é a qualidade da sua resposta, a qual deve atender exatamente e por completo o que é solicitado no comando, ok?

 

Olá, estudante! Tudo bem? Preparado(a) para dar início nesta Atividade MAPA? Fique tranquilo(a) e analise cuidadosamente as informações a seguir: Desenvolver habilidades e competências referentes à comunicação e negociação, definitivamente, é um grande diferencial aos mais diversos tipos de profissionais, sobretudo, para aqueles que atuam diretamente com a área comercial, seja no contexto nacional, seja no contexto internacional.

MAPA – GCOM – COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO – 51/2024

 

Olá, estudante! Tudo bem? Preparado(a) para dar início nesta Atividade MAPA? Fique tranquilo(a) e analise cuidadosamente as informações a seguir:

 

Desenvolver habilidades e competências referentes à comunicação e negociação, definitivamente, é um grande diferencial aos mais diversos tipos de profissionais, sobretudo, para aqueles que atuam diretamente com a área comercial, seja no contexto nacional, seja no contexto internacional.

 

Nesse sentido, fica aqui uma reflexão importante sobre as particularidades inerentes aos processos de negociação com fornecedores nacionais e estrangeiros. No caso do profissional de Comércio Exterior, saber como negociar com seus stakeholders internacionais acaba sendo uma obrigação para obtenção de sucesso, e conhecer a cultura e os costumes das pessoas e dos países com quem se estabelecem relações comerciais se torna algo fundamental.

 

Leia o artigo a seguir:

 

A Importância da Comunicação nas Negociações Interculturais

 

[Artigo – Parte 1]

“A comunicação na negociação é nada mais nada menos do que os meios pelos quais os negociadores podem atingir os seus objetivos, construir seus relacionamentos e resolver conflitos. A maioria dos executivos entende que esta é a ferramenta mais importante que se pode ter para negociações de sucesso. Ela se torna ainda mais desafiadora quando incluímos participantes de diferentes culturas e nacionalidades. […]

 

Bem, quando estiver negociando com fornecedores estrangeiros, você vai se deparar com uma variedade de obstáculos, tais como leis, ideologias e governos com os quais você não tem familiaridade, e que normalmente nunca são abordadas em uma negociação com fornecedores do seu país. Um obstáculo em particular que, normalmente, complica as negociações são as diferenças culturais entre as partes envolvidas.

 

Isso porque a cultura consiste nos padrões de comportamento socialmente transmitidos, nas atitudes, normas e valores de uma sociedade, ou de uma nação, um grupo étnico ou, até mesmo, de uma organização.

 

Portanto, compreender a cultura de colaboradores estrangeiros é muito parecido com o descascar de uma cebola. Você vai descobrindo camadas que estão intrinsecamente relacionadas. Ao interpretar um comportamento revelam-se atitudes, que, por sua vez, refletem-se em normas, onde, então, são encontrados os valores. E são justamente essas diferenças culturais que podem complicar, em muitos aspectos, as negociações e os relacionamentos.

 

[…]

 

Na economia globalizada em que vivemos você pode fazer negociações de qualquer parte do mundo, então é crucial que você entenda o que é considerado normal, educado e aceitável no ambiente de um indivíduo em particular. Até mesmo um executivo muito experiente pode perder um contrato por uma questão importante, porém extremamente sutil, de diferenças culturais entre as partes envolvidas. Você pode ser super bem-sucedido na sua área de negociação, ter cursos, pós-graduação, anos de experiência na sua área, mas se você não tiver conhecimento das diferenças culturais que podem ser indispensáveis no acordo que está fechando com empresas estrangeiras, você corre um alto risco de perder o seu contrato por uma simples má interpretação de um gesto ou de um comportamento, que sejam vitais para que não haja ofensa ou gafe da sua parte em relação a outra parte envolvida”.

 

[Artigo – Parte 2]

“Uma ponte cultural, ou uma pessoa que tenha conhecimento de diversidades culturais, têm sempre um valor inestimável em uma negociação. Entenda que diversidade cultural não se resume apenas a saber falar o idioma da pessoa envolvida, mas principalmente de como se comportar nas situações do dia-a-dia. Só o fato de falar inglês fluente muitas vezes não é o suficiente. Saber a etiqueta necessária em um encontro com alguém de cargos relevantes na política, os requisitos indispensáveis para se fazer um pedido em um restaurante chique em um almoço de negócios, ou até mesmo saber exatamente o que o chá e o café representam nesta ou naquela cultura, são fatores muitas vezes determinantes para uma comunicação correta na hora de se fechar um contrato de peso. Conhecer uma cultura a fundo é saber intimamente as nuances comportamentais da rotina de um povo. O tratar, as características únicas de cada povo e de cada lugar. A comunicação numa negociação intercultural vai muito além do domínio do idioma, é muito mais profundo do que uma simples tradução. Inclusive se a pessoa responsável pela tradução em uma negociação não estiver familiarizada com os costumes das partes envolvidas, ela pode causar danos irreparáveis ao invés de ajudar. Porque, muitas vezes, pequenos detalhes podem fazer toda a diferença entre agradar e ofender. E interpretar sinais não verbalizados pode ser um grande desafio. Muitas vezes, pequenos gestos ou olhares podem ser cruciais na hora de se causar uma boa impressão. Então, é fundamental que você faça a sua pesquisa de quais são os erros mais comuns em uma negociação intercultural, a fim de não cometê-los, evitando, assim, comprometer o sucesso do seu acordo”.

 

Fontes:

Disponível em: https://auding.com.br/a-importancia-da-comunicacao-nas-negociacoes-interculturais-parte-1/. Acesso em: 10 fev. 2023.

Disponível em: https://auding.com.br/a-importancia-da-comunicacao-nas-negociacoes-interculturais-parte-2/. Acesso em: 10 fev. 2023.

 

Diante do exposto, acompanhe a situação fictícia a seguir:

 

Imagine que você, caro(a) estudante, trabalha na Comex S/A, uma grande Companhia Multinacional do ramo de desenvolvimento e distribuição de equipamentos tecnológicos, e foi escalado(a) como o(a) responsável por conduzir um processo de negociação milionário com um novo potencial cliente situado na Holanda. De antemão, você foi instruído(a) sobre o comportamento dos holandeses durante uma negociação, em que foi dito que, em geral, eles são “concentrados em fatos e números, mas também adotam discursos mais longos e raramente tomam decisões finais sem um bom ‘debate holandês’, às vezes até beirando uma ‘zona de perigo de análise excessiva’” (CUNHA, 2022, on-line).

 

Fonte: https://auding.com.br/a-importancia-da-comunicacao-nas-negociacoes-interculturais-parte-3/. Acesso em: 10 fev. 2023.

 

A partir das leituras iniciais, dos estudos da disciplina e diante da narrativa apresentada, para fins desta Atividade MAPA, a sua missão será, na condição de negociador(a) representante da Comex S/A, atender às solicitações dos itens a seguir:

 

PASSO A PASSO DA ATIVIDADE:

 

Item 1. Em relação aos tipos de negociação, articule o que vem a ser uma abordagem distributiva, apresentando conceitos, definições e exemplos desse tipo de abordagem.

 

Item 2. Em relação aos tipos de negociação, explique o que vem a ser uma abordagem integrativa, apresentando conceitos, definições e exemplos desse tipo de abordagem.

 

Item 3. Indique uma estratégia de negociação que você utilizaria junto ao potencial cliente holandês, considerando suas características comportamentais ao negociar, demonstrando como o processo de negociação seria conduzido a partir dessa estratégia, com a finalidade de fechar o acordo milionário de fornecimento de equipamentos tecnológicos.

 

ORIENTAÇÕES IMPORTANTES

– Realize uma leitura das Unidades 4 e 5 do livro da disciplina.

– Leia os materiais extras sobre negociação, disponíveis no Material da Disciplina.

– Assista ao vídeo de orientações gravado pelo professor.

– Realize pesquisas complementares sobre estratégias de negociação junto a fornecedores estrangeiros.

– Realize a sua Atividade MAPA no Formulário Padrão que está disponível para download no Material da Disciplina.

– Certifique-se de que está encaminhando o arquivo correto no seu Studeo antes de Finalizar, pois não haverá como editar e/ou enviar outro arquivo após a finalização.

– Para cada um dos itens (1, 2 e 3), elabore uma resposta de seis a quinze linhas, mas se lembre de que mais importante do que o número de linhas é a qualidade da sua resposta, a qual deve atender exatamente e por completo o que é solicitado no comando, ok?

 

Fonte: Elaborado pelo autor. Para auxiliá-lo na execução dessa atividade, seguem algumas orientações: – Realize uma cuidadosa correção ortográfica em seu texto e o copie no template/formulário (modelo), disponível na pasta Material da Disciplina. – Anexe o arquivo no ambiente da atividade, clicando sobre o botão Selecionar arquivo – Após anexar o trabalho, certifique-se de que seja o arquivo correto. Clique no botão Responder e, posteriormente, em Finalizar Questionário (após “Finalizar o Questionário”, não será possível reenviar a atividade ou realizar qualquer modificação no arquivo enviado). Bons estudos!

 

Fonte: Elaborado pelo autor.

Para auxiliá-lo na execução dessa atividade, seguem algumas orientações:

– Realize uma cuidadosa correção ortográfica em seu texto e o copie no template/formulário (modelo), disponível na pasta Material da Disciplina.

– Anexe o arquivo no ambiente da atividade, clicando sobre o botão Selecionar arquivo

– Após anexar o trabalho, certifique-se de que seja o arquivo correto. Clique no botão Responder e, posteriormente, em Finalizar Questionário (após “Finalizar o Questionário”, não será possível reenviar a atividade ou realizar qualquer modificação no arquivo enviado).

Bons estudos!

 

2) Pesquise o Ambiente de Negócios da empresa e preencha o canvas a seguir: Macroambiente: Políticos, Socioculturais, Econômicos e Tecnológicos. Microambiente: Regulação, Clientes, Concorrentes e Parceiros.

2) Pesquise o Ambiente de Negócios da empresa e preencha o canvas a seguir:

Macroambiente: Políticos, Socioculturais, Econômicos e Tecnológicos.

Microambiente: Regulação, Clientes, Concorrentes e Parceiros.

 

Fonte: Elaborado pelo autor.

Para auxiliá-lo na execução dessa atividade, seguem algumas orientações:

– Realize uma cuidadosa correção ortográfica em seu texto e o copie no template/formulário (modelo), disponível na pasta Material da Disciplina.

– Anexe o arquivo no ambiente da atividade, clicando sobre o botão Selecionar arquivo

– Após anexar o trabalho, certifique-se de que seja o arquivo correto. Clique no botão Responder e, posteriormente, em Finalizar Questionário (após “Finalizar o Questionário”, não será possível reenviar a atividade ou realizar qualquer modificação no arquivo enviado).

Bons estudos!

 

Agora é sua vez de compreender esses conceitos na prática!   1) Escolha uma empresa que você tenha algum acesso, ou algum conhecimento sobre os produtos e as vendas. Escreva três parágrafos apresentando a empresa e o ramo em que ela atua. 

Agora é sua vez de compreender esses conceitos na prática!

 

1) Escolha uma empresa que você tenha algum acesso, ou algum conhecimento sobre os produtos e as vendas. Escreva três parágrafos apresentando a empresa e o ramo em que ela atua. 

2) Pesquise o Ambiente de Negócios da empresa e preencha o canvas a seguir:

Macroambiente: Políticos, Socioculturais, Econômicos e Tecnológicos.

Microambiente: Regulação, Clientes, Concorrentes e Parceiros.

 

Fonte: Elaborado pelo autor.

Para auxiliá-lo na execução dessa atividade, seguem algumas orientações:

– Realize uma cuidadosa correção ortográfica em seu texto e o copie no template/formulário (modelo), disponível na pasta Material da Disciplina.

– Anexe o arquivo no ambiente da atividade, clicando sobre o botão Selecionar arquivo

– Após anexar o trabalho, certifique-se de que seja o arquivo correto. Clique no botão Responder e, posteriormente, em Finalizar Questionário (após “Finalizar o Questionário”, não será possível reenviar a atividade ou realizar qualquer modificação no arquivo enviado).

Bons estudos!

 

O Ambiente de Negócios é composto pelo Macroambiente e pelo Micro ambiente. O Macroambiente é determinado e composto por forças que não podem ser controladas diretamente e que envolvem variáveis econômicas, sociais e culturais, políticas, tecnológicas e naturais. O Microambiente, diz respeito ao espaço de influência da empresa, e possuem variáveis como fornecedores, parceiros de negócios, clientes, concorrentes e as regulações do setor.

O Ambiente de Negócios é composto pelo Macroambiente e pelo Micro ambiente. O Macroambiente é determinado e composto por forças que não podem ser controladas diretamente e que envolvem variáveis econômicas, sociais e culturais, políticas, tecnológicas e naturais. O Microambiente, diz respeito ao espaço de influência da empresa, e possuem variáveis como fornecedores, parceiros de negócios, clientes, concorrentes e as regulações do setor.

Agora é sua vez de compreender esses conceitos na prática!

 

1) Escolha uma empresa que você tenha algum acesso, ou algum conhecimento sobre os produtos e as vendas. Escreva três parágrafos apresentando a empresa e o ramo em que ela atua. 

2) Pesquise o Ambiente de Negócios da empresa e preencha o canvas a seguir:

Macroambiente: Políticos, Socioculturais, Econômicos e Tecnológicos.

Microambiente: Regulação, Clientes, Concorrentes e Parceiros.

 

Fonte: Elaborado pelo autor.

Para auxiliá-lo na execução dessa atividade, seguem algumas orientações:

– Realize uma cuidadosa correção ortográfica em seu texto e o copie no template/formulário (modelo), disponível na pasta Material da Disciplina.

– Anexe o arquivo no ambiente da atividade, clicando sobre o botão Selecionar arquivo

– Após anexar o trabalho, certifique-se de que seja o arquivo correto. Clique no botão Responder e, posteriormente, em Finalizar Questionário (após “Finalizar o Questionário”, não será possível reenviar a atividade ou realizar qualquer modificação no arquivo enviado).

Bons estudos!

 

As empresas são entidades dinâmicas que operam em ambientes complexos e em constante mudança. Esses ambientes são moldados por uma variedade de fatores, incluindo mudanças econômicas, políticas, sociais e tecnológicas, que exercem influência direta sobre o desenvolvimento e o desempenho das empresas. É essencial que as organizações compreendam profundamente essas influências e as incorporem de forma estratégica em suas operações e planos de negócios. Ao analisar cuidadosamente o ambiente externo e identificar as oportunidades e ameaças presentes, as empresas podem ajustar suas estratégias de vendas e outras atividades para maximizar o sucesso e a sustentabilidade a longo prazo. A capacidade de adaptar-se de forma ágil e inteligente às mudanças do ambiente é uma habilidade crucial para as empresas que buscam manter uma vantagem competitiva e alcançar seus objetivos de crescimento e expansão.

MAPA – GCOM – GESTÃO DE VENDAS – 51/2024

 

As empresas são entidades dinâmicas que operam em ambientes complexos e em constante mudança. Esses ambientes são moldados por uma variedade de fatores, incluindo mudanças econômicas, políticas, sociais e tecnológicas, que exercem influência direta sobre o desenvolvimento e o desempenho das empresas. É essencial que as organizações compreendam profundamente essas influências e as incorporem de forma estratégica em suas operações e planos de negócios. Ao analisar cuidadosamente o ambiente externo e identificar as oportunidades e ameaças presentes, as empresas podem ajustar suas estratégias de vendas e outras atividades para maximizar o sucesso e a sustentabilidade a longo prazo. A capacidade de adaptar-se de forma ágil e inteligente às mudanças do ambiente é uma habilidade crucial para as empresas que buscam manter uma vantagem competitiva e alcançar seus objetivos de crescimento e expansão.

O Ambiente de Negócios é composto pelo Macroambiente e pelo Micro ambiente. O Macroambiente é determinado e composto por forças que não podem ser controladas diretamente e que envolvem variáveis econômicas, sociais e culturais, políticas, tecnológicas e naturais. O Microambiente, diz respeito ao espaço de influência da empresa, e possuem variáveis como fornecedores, parceiros de negócios, clientes, concorrentes e as regulações do setor.

Agora é sua vez de compreender esses conceitos na prática!

 

1) Escolha uma empresa que você tenha algum acesso, ou algum conhecimento sobre os produtos e as vendas. Escreva três parágrafos apresentando a empresa e o ramo em que ela atua. 

2) Pesquise o Ambiente de Negócios da empresa e preencha o canvas a seguir:

Macroambiente: Políticos, Socioculturais, Econômicos e Tecnológicos.

Microambiente: Regulação, Clientes, Concorrentes e Parceiros.

 

Fonte: Elaborado pelo autor.

Para auxiliá-lo na execução dessa atividade, seguem algumas orientações:

– Realize uma cuidadosa correção ortográfica em seu texto e o copie no template/formulário (modelo), disponível na pasta Material da Disciplina.

– Anexe o arquivo no ambiente da atividade, clicando sobre o botão Selecionar arquivo

– Após anexar o trabalho, certifique-se de que seja o arquivo correto. Clique no botão Responder e, posteriormente, em Finalizar Questionário (após “Finalizar o Questionário”, não será possível reenviar a atividade ou realizar qualquer modificação no arquivo enviado).

Bons estudos!

 

Home
Minha Conta
Carrinho
Downloads